Compartilhar

por Aline Carnicelli

Conselhos para uma vida inteira - Parte 1

Uma noite, já deitada para dormir, me peguei fazendo alguns questionamentos a respeito da espiritualidade, apesar de todo conhecimento que eu tinha algumas coisas naquele dia me tiraram do eixo, fatos ocorridos com desconhecidos mas que de alguma forma haviam me tocado. 

Então me pus a questionar sobre o poder da espiritualidade e o porquê de ainda existir tantas pessoas alienadas, tantas pessoas perdidas, tanta guerra por causa de religião, isso tudo atormentou a minha cabeça durante uma noite inteira, eu sabia que a resposta para tudo isso era o tal do livre arbítrio; mas ainda me perturbava a ideia de muitas vezes as consequências dos atos de uma pessoa respingarem em outra e, mais um dia inteiro eu me concentrei apenas nisso, não dava espaço para minha mente analisar todos os questionamentos, não estava conseguindo ser racional naquele momento, apenas me sensibilizava com a dor das outras pessoas, o que não me acrescentava absolutamente nada a não ser uma tristeza que não era minha.

O dia passou e eu fui deixando esses pensamentos de lado, afinal, eu tinha que viver a minha vida. Passaram-se alguns dias quando fui pega de surpresa com a resposta de um dos meus mentores. 

Ele me dizia : “Fia acalme seu coração, você não pode resolver os problemas do mundo, você não está conseguindo resolver nem o seu, há dias estou aqui para responder todas as suas dúvidas mas você não me escuta, não me dá espaço, fia. Entenda menina, quando nos foi dado o livre arbítrio, automaticamente foi nos dada a lei da causa e consequência, cada ação gerada por nós gera uma consequência fia, às vezes boa, outras nem tanto. Uma coisa não existe sem a outra, para que se tenha o poder de escolher que caminho seguir é preciso arcar com as responsabilidades dessa escolha. Perceba fia que não há como mudar, não podemos interferir nisso, é a lei da vida, faz parte da evolução de cada um”.

Na minha cabeça um milhão de coisas se passavam e, ele como meu mentor sabia exatamente o que dizer antes mesmo que eu pudesse perguntar, e então continuou...

“Amor fia. O que falta é amor no coração das pessoas, onde tem amor, não tem raiva, não tem rancor, não tem inveja, não tem depressão, amor é o sentimento mais puro que existe, quem tem amor fia, sente alegria, quem sente alegria sente gratidão, até nos momentos mais difíceis, quem sente gratidão prospera, esse é o segredo. 

Isso é viver fia, não é difícil, não é doloroso, não é pesado se você despertar o amor em você.
Não o amor pelo outro, mas o amor por si próprio, amar o outro é tarefa fácil fia, porque vocês amam o que acham de bom no outro, quando o outro mostra a sombra, quando o outro fraqueja, quando o outro erra, o amor acaba.

Quando você se ama fia, você convive bem com a sua sombra e então fica fácil compreender que o outro também tem um lado sombrio, quando você se ama fica fácil aceitar aquilo que não te agrada, você entende que chuva é necessário para regar as plantas, que a morte é só um corpo que pereceu, que estamos todos em evolução e tudo é aprendizado, que é o espírito que está vivendo em um corpo e não um corpo vivendo com um espírito. Não no meu caso né fia que jé desencarnei hahaha”.

Liberta seus pensamentos menina, viva leve e não esqueça, ame-se e aprenderá o que é amor de verdade.
 
Boa Noite minha fia.
 
Por Exú Capa Preta.

Confira também:

Compartilhar

Aline Carnicelli

+ artigos

Formada em comunicação social, começou a se interessar por espiritualidade ainda muito nova. Hoje tem um espaço esotérico onde trabalha como terapeuta holística.
É mestre de reiki, consultora feng shui e dirigente espiritual de um templo de umbanda.