Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

Oxalufã: conheça a origem do Orixá da paz

São muitas as pessoas que recorrem à religião para encontrarem um propósito em suas vidas. Esse acontecimento é extremamente comum, justamente pelo fato de que essas doutrinas oferecem uma explicação para a existência de cada indivíduo. Não só isso: por meio de entidades complexas e extremamente poderosas, essas crenças afirmam que nunca estamos sozinhos. Dessa forma, a desolação que muitas vezes nos invade em momentos de dificuldade perde um pouco de seu peso ao sabermos que sempre teremos alguém com quem compartilhá-la.

Nas religiões de origem africana, esse trabalho é realizado por meio dos orixás. Esses seres têm personalidades e histórias próprias e muitas vezes são relacionados a diferentes necessidades. Assim, os seguidores da crença saberão a quem recorrer de acordo com seus problemas. É por esse motivo, também, que existem orações e oferendas típicas para cada uma dessas divindades.

Além disso, os orixás também têm uma relação extremamente forte com a natureza. Eles são responsáveis, por exemplo, por acontecimentos naturais muito recorrentes, como a chuva e até mesmo o vento! Além de servirem aos seres humanos, também procuram estabelecer a harmonia entre a fauna e a flora de todo o mundo.

Dentro desse cenário, algumas entidades acabam ganhando maior popularidade em suas próprias religiões por conta da grandeza e importância não só pela sua história, mas também por conta dos acontecimentos pelos quais é responsável. Esse é o caso, por exemplo, de Oxalufã, que nada mais é do que uma versão envelhecida de Oxalá.

Ficou curioso sobre esse fato e quer obter mais informações sobre essa importante divindade? O Horóscopo Virtual pode te ajudar nessa tarefa. Aqui você encontra todas as informações e curiosidades sobre esse orixá. Confira agora mesmo!

A história e origem de Oxalufã

Um livro com garrafa de bebida, um saco e um símbolo do país saindo

De acordo com as lendas, Oxalá foi a primeira entidade a ser considerada oficialmente um Orixá. Não só isso: esse poderoso ser também foi o responsável pela criação dos seres humanos. Por isso, não é de se estranhar que ele seja altamente conhecido e tenha grande importância dentro das religiões de origem africana.
Entretanto, engana-se quem acredita que ele seja perfeito e não cometa nenhum tipo de erro. Muito pelo contrário: ele é um ser bastante rebelde e foi repreendido duramente por isso várias vezes.
Durante uma de suas aventuras, o orixá do Candomblé se embebedou e, por isso, perdeu o saco da criação, que lhe possibilitava gerar os seres humanos. Por isso, acabou não tendo a chance de criar a primeira cidade da Terra e tornar-se o seu rei – foi Oduduwa que acabou finalizando essa missão. Contudo ele teve outra chance de mostrar o seu valor. Oxalá passou a criar os seres humanos a partir do barro. Para isso, no entanto, não poderia mais beber nenhum líquido alcoólico. Ele burlou essa lei também, e por isso foi punido, algo que entenderemos um pouco mais à frente.

Mas por que estamos falando sobre Oxalá se queremos saber mais sobre a história de Oxalufã? Muito simples: as duas entidades são uma só. O que muda é somente a sua idade. Enquanto Oxalá é novo, Oxalufã é a sua versão mais velha e sábia. É por isso que é a mesma origem, já que são a mesma divindade.

Mitos e verdades sobre a Umbanda

A importância de Oxalufã

Pássaro da paz com folhagens ao lado

Existem diversas versões de Oxalá. Aquela que é conhecida por Oxalufã é extremamente sábia, afinal de contas é mais velha. O tempo, portanto, permitiu que a entidade se tornasse mais responsável e passasse a lidar melhor com as suas responsabilidades.

A sua versão mais velha, entretanto, ainda lida com as consequências dos atos de sua juventude. Por ele não ter respeitado o decreto de que deveria parar de consumir bebidas alcoólicas, os seres humanos passaram a ser criados de maneira menos atenciosa. Assim, indivíduos com deficiências físicas e/ou mentais de nascença, ou que tenham adquirido essas dificuldades antes dos nove anos se tornaram responsabilidade de Oxalufã. Como a existência desses seres se dá por conta de um descuido seu, ele deve ser o responsável por cuidar deles. É comum, portanto, que as pessoas recorram a Oxalufã para pedir misericórdia para esses indivíduos, principalmente daqueles com qualquer tipo de doença terminal. A paz, então, pode ser provida por ele.

Todavia esse orixá do Candomblé é extremamente obstinado. Por isso, é capaz de realizar feitos muito importantes e grandiosos, como a cura de alguns indivíduos, em vez de simplesmente acabar com a sua miséria por meio da morte.

Oferenda para Oxalufã

Garrafa de vinho com uva ao lado, azeite e pimenta
Além da paz, Oxalufã também é capaz de oferecer maior harmonia e equilíbrio para todos aqueles que precisam dela. Para isso, é importante agradá-lo, o que pode ser feito por meio das oferendas.
Dentre os elementos de que essa entidade gosta, estão o azeite de dendê, sal, pimenta e vinho de palma. Frutas como a pera e a uva também são muito bem-vindas, assim como a canjica. Além disso, usar roupas claras, evitar pensamentos negativos e depreciativos e preparar um banho de descarrego também são ótimas opções para potencializar o poder de seu pedido e a eficácia de sua oferenda a esse orixá.

Umbanda, Candomblé e Quimbanda: diferenças e semelhanças

 

 

 

 

 

 

 

 

Oração a Oxalufã

A oração que é feita a Oxalufã é a mesma destinada a Oxalá, justamente por estarmos tratando da mesma divindade. Confira:

Mãos juntas orando

“Oxalá! Divina manifestação do Bem,

Senhor da perfeita Sabedoria e do Bendito Amor,

Ó! Vós que recebei o poder do supremo.

Protegei-nos das ciladas ilusórias do mundo enganador,

Despertai-nos para a realidade da vida imortal,

Sois a imaculada irradiação do Altíssimo,

que nos guia; com ternura e esperança, para a luz.

Rogamos contritos pela salvação da nossa consciência.

Junto a Vós, trilharemos por caminhos iluminados,

Porque sois a divina pureza, acolhedora e misericordiosa.

Santo Nome, envolvei-nos em sentimentos fraternos

de real amor, a fim de chegarmos até Vós,

Oxalá! Tende pena de nós, tende compaixão…

Êpa, êpa, Babá Oxalá!”

A criação do mundo através da Umbanda

Curiosidades de Oxalufã

A cor destinada a Oxalufã é o branco. O dia da semana que o representa é a sexta-feira. Por fim, é interessante saber que Oxalufã normalmente é caracterizado como um ser corcunda. Isso diz respeito não somente à sua idade, mas também aos deficientes que ficam sob seus cuidados.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Veja também: Tarot dos Orixás

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.