Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

Oxalufã: conheça a origem do Orixá da paz

O candomblé é uma religião de matriz africana que cultua os Orixás, ou Voduns. O termo “candomblé” vem da junção das palavras “candombe” e “ilê”. “Candombe”, em quimbundo, uma das línguas faladas em Angola, é um termo que se refere às danças realizadas pelas pessoas que foram escravizadas durante a colonização da América Latina, surgindo mais tarde um novo sentido ao termo “candombe”, que seria uma dança realizada com tambores. “Candombe” e “Ilê”, juntas, formaram a palavra “candomblé”, para designar a religião. “Ilê”, na língua iorubá, é como se chama “casa”. No candomblé é como é chamado a casa ou o terreiro. A religião foi trazida ao Brasil pelas pessoas que foram escravizadas, proibidas de continuar com suas crenças. Uma das maneiras encontradas para continuar e preservar o seu culto e tradição foi usar o conhecimento repassado pelos padres para disfarçar a realização de seus cultos e associar os Orixás aos santos católicos. Um bom exemplo é que até hoje muitos adeptos do candomblé e da umbanda comemoram, no mesmo dia, o dia de São Jorge e o dia de Ogum. No Dia de Nossa Senhora da Conceição comemora-se o dia de Oxum entre os que ainda utilizam o sincretismo e têm plena fé nos santos católicos quanto nos Orixás. Outros exemplos de sincretismo seriam de Santa Bárbara com Iansã e, no dia 2 de fevereiro, Dia de Nossa Senhora dos Navegantes é comemorado, com grandes festas no Brasil, o Dia da Orixá Iemanjá.

E diversas pessoas buscam auxílio do candomblé para encontrar auxílio ou um “caminho” em suas vidas, além de uma resposta para seus anseios. A fé é o que dá sentido à vida de muitos adeptos do candomblé, por ser uma religião que acredita em vida após a morte. Além disso, os Orixás também têm uma relação muito forte com a natureza. Eles são responsáveis, por exemplo, por acontecimentos naturais que são do nosso dia a dia, como vento, trovões e tempestades, e também estabelecem a harmonia entre a fauna e a flora da Terra.

O que você vai encontrar:

Sendo assim, algumas entidades ficaram bastante populares no Brasil não só por caua da grandeza, mas principalmente da importância e também pelo fator cultural; por exemplo: Oxalufã é o Orixá associado à criação do nosso mundo e dos humanos; ele se apresenta de duas maneiras: jovem, chamado Oxaguiã, e velho, chamado Oxalufã.

Ficou curioso sobre esse fato e quer saber mais informações sobre essa importante divindade? O Horóscopo Virtual pode lhe ajudar nessa tarefa. Aqui você encontra todas as informações e curiosidades sobre esse Orixá. Confira agora mesmo!

A história e origem de Oxalufã

Estátua de Oxalufã

Segundo as lendas, Olodumaré entregou a Oxalá um saco, que seria o saco da criação, para que ele pudesse criar o mundo, mas essa importante tarefa não lhe dava o direito de abandonar as obrigações que ele tinha com os outros Orixás e Exu, um dos Orixás para o qual ele deveria realizar alguns sacrifícios e oferendas.

Oxalá começou seu trajeto apoiado no seu Paxorô, um grande cajado. No momento em que deveria passar pela entrada de Orun, encontrou-se com Exu, que estava descontente com Oxalá por se negar a fazer suas oferendas, então resolveu se vingar, vingança que lhe provocou uma sede intensa, tão intensa que Oxalá não teve outra saída além de furar um tronco de um dendezeiro para matar sua sede. O líquido contido na casca do tronco do dendezeiro era o vinho de palma, do qual Oxalá bebeu em excesso, ficando bêbado e caindo no sono. Surgiu então Odudua (Orixá que também é tido como criador do mundo, pai de Oraniã e dos iorubás), que, vendo o majestoso Orixá dormindo, roubou-lhe o saco da criação e em seguida foi procurar Olodumaré para mostrar o que tinha encontrando e lhe contar o estado em que tinha encontrado Oxalá. Sendo assim, Olodumaré passou a Odudua a missão de criar o mundo. Odudua foi então em busca da criação e encontrou um universo com água, no qual deixou cair o que continha dentro do saco da criação. Era terra, e assim se formou um pequeno monte que atravessou a superfície das águas. Odudua ali se manteve e, acompanhado dos outros Orixás, tornou-se o rei da terra.

Umbanda, Candomblé e Quimbanda: diferenças e semelhanças

Quando Oxalá despertou do sono, não achou o saco da criação e foi procurar Olodumaré, que o castigou, proibindo Oxalá e toda sua família de beber vinho de palma e usar azeite de dendê, mas como consolação lhe deu a tarefa de modelar o corpo dos humanos utilizando barro, corpos nos quais Olodumaré introduziria vida.

A importância de Oxalufã

No candomblé, ele é o pai de todo aquele que adentra a religião, pai de todos, assim como mãe Iemanjá. Ao adentrar o candomblé, os chamados abiãs, aqueles que ainda não são iniciados para o Orixá, são filhos.

Nas festividades de Oxalufã, todos os que estão presentes precisam estar de branco, o que é uma maneira de demonstrar respeito ao Orixá. Os outros Orixás também estão de branco. Mesmo havendo outras cores em suas vestimentas em outras festividades, precisam estar de branco em respeito a Oxalufã. O dia de Oxalufã é sexta-feira. Nesse dia, todo candomblecista que é feito precisa estar de branco ou não vestir nada escuro, não beber, não comer carne e cumprir preceito em respeito a Oxalá. Nas sextas, os Orixás não incorporam em seus médiuns em respeito a Oxalá.

A criação do mundo através da Umbanda

Há diversas versões de Oxalá, mas aquela que é conhecida por ser extremamente sábia é a mais velha, Oxalufã, aquele que o tempo permitiu que se tornasse mais responsável e lidasse melhor com essas responsabilidades. De acordo com um itan, essa versão mais velha ainda lida com as consequências de sua juventude, como não ter respeitado o decreto de que ele deveria parar de consumir bebidas alcoólicas. Os humanos passaram a ser criados com menos cuidado. Sendo assim, seres humanos com deficiência mental ou física de nascença ou que adquiriram essas dificuldades antes dos nove anos de idade se tornaram responsabilidade de Oxalufã. Como a existência desses seres humanos se dá por um descuido seu, ele deve ser o responsável por cuidar deles, por isso é que, com frequência, as pessoas recorrem a Oxalufã pedindo misericórdia para ajudar essas pessoas, principalmente quando se tratam de doenças terminais.

Oferenda para Oxalufã

Elementos das oferendas para Oxalufã, tais como canjica, caracol e uva branca

Oxalufã é capaz de oferecer paz, harmonia e também equilíbrio para aqueles que precisam, no entanto é importante agradá-lo, o que pode ser realizado por meio de oferendas, entretanto não existe uma finalidade específica ao se oferecer comida para o Orixá, contudo devemos sempre pedir apenas o bem, nunca o mal, e como Oxalufã é uma entidade ligada a muita pureza, também não se deve pedir coisas envolvendo relacionamento (pedir homem, mulher, amante etc.). Dentre as oferendas que esse Orixá aceita estão o acaçá, o ìgbin, canjica branca e uva branca

Oração a Oxalufã


A oração que é feita a Oxalufã é a mesma que é realizada às outras características ou versões de Oxalá, justamente por estarmos tratando da mesma divindade. A oração a seguir é uma saudação a Ajála, a versão de Oxalá responsável pela criação física dos homens, seu corpo, seu Ori. É também aquele que moldou a natureza usando os próprios materiais que lhe foram proporcionados. Confira:

“Awúre Àwúre

Bó Kún Súré Àjàlá

Òjísé T'ayó

Olóri Nse Èrò Èrò”

 

“Que Babá Ajalá, o moldador de cabeças

Abençoe nosso ori

Com muita calma e nos traga tranquilidade

Para alcançarmos a felicidade”.

Curiosidades de Oxalufã

É um Orixá funfun (funfuns são os Orixás primordiais, os primeiros Orixás criados por Olorum/Olodumaré.) Sua guia é feita de contas brancas, ele veste roupas somente brancas e em suas festividades todos os Orixás e pessoas presentes têm que estar de branco em respeito a Oxalufã.

Oxalufã anda apoiado de seu cajado Opaxorô, que é o símbolo de ligação entre o Orum e o Ayê (o Céu e a Terra).

Saudações: Epa babá, epi babá, epi epi babá!

Tarot dos Orixás: tire sua carta

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.