por Daiana Barasa

Renascendo enquanto existir

Se fôssemos contar quantas adversidades já enfrentamos nessa vida, com certeza colheríamos números aproximados. Quantas lágrimas já foram choradas? Quantas situações difíceis já foram vencidas? Quantos foram os momentos de desespero? Quantas vezes tivemos o coração partido ou quiçá estraçalhado? Quantas? Não dá para responder precisamente, não é mesmo?

"Não importa o quão duro tenha sido enfrentar determinada situação, renasça, saia da escuridão e brilhe.

Renascer é um dos processos que pode ser repetido inúmeras vezes. Um bebê quando nasce em seu primeiro sinal de vitalidade chora, esse é um sinal de que tudo está correndo da maneira como tem que ser. E muitas vezes é necessário chorar ou “berrar” em sinal de vitalidade, em processo de renascimento.

Renascer é um processo único, individual, depende do seu autoconhecimento, e não nos conhecemos apenas por existirmos, mas nos conhecemos em um processo contínuo, que depende muito da própria vontade em saber quem somos. Eu poderia escrever o texto na terceira pessoa, mas esse processo de renascimento já fez parte da minha vida tantas vezes e não sei quantos mais terei de enfrentar, por isso, o texto também se aplica a mim.

O maior exemplo de renascimento costuma ser vivenciado em situações sentimentais, uma perda de um ente querido ou um coração partido, esta última merece a atenção.

Relacionamentos não são tão simples como se pensa, envolvem pessoas, pessoas são únicas e têm complexidades, quando não se está na mesma sintonia, quando não há reciprocidade de sentimentos de alguma das partes, algo se rompe, ou pior, ocorre a descoberta de que as partes nunca estiveram unidas como se pensava. Mas renascer é necessário, seguir em frente, se libertar de mágoas, se libertar de julgamentos, é importante pensar... Em si mesmo.

Às vezes é necessário haver uma dose “avantajada” de egoísmo para renascer, para seguir, o mesmo que tomar altas doses de uma medicação conforme orientação médica até que a doença desapareça.

Algumas lágrimas, músicas, livros, um pouco de solidão, a presença de sinceros amigos, alguma fé, alguns gritos (se forem necessários) e, talvez o mais absoluto silêncio. 

Renascimento... Não importa o quão duro tenha sido enfrentar determinada situação, renasça, saia da escuridão e brilhe.

Daiana Barasa

+ artigos

Daiana Barasa - Grupo Sare Drogarias