Compartilhar

por Elizabeth Nakata

Mercúrio, o mensageiro dos deuses

Mercúrio era um adolescente irrequieto, com asas nos pés, correndo de um lado para o outro, no Olimpo, levando e trazendo mensagens. Algo como um celular ambulante nos tempos muito, muito antigos. Tinha uma grande vantagem sobre todos os imortais, por ser o único que conseguia descer e entrar nas profundezas do reino de Hades e retornar, vivo e ileso à superfície da terra e, mais uma vez, subir até o Olimpo e continuar a aprontar travessuras.

No Mapa Natal, ele mostra como é a forma de pensar, as sinapses feitas, a escrita, a comunicação e a capacidade de locomoção. É o planeta que mais retrograda durante o ano. Esse movimento, de retrogradação, ocorre quando ele começa a se movimentar muito lentamente, como se estivesse cansado de tanta correria. Imagine um computador carregado de informações e arquivos, que vai começando a processar tudo cada vez mais lentamente, isso é um Mercúrio retrógrado.

Ficamos impacientes porque as páginas não carregam tão rápido, o micro trava, a informação chega em pedaços. Quando no céu esse movimento retrógrado começa a acontecer, o trânsito fica caótico, as comunicações não funcionam a contento. Compras dão problemas, o produto vem com defeito, é entregue em endereço errado, recibos e notas saem incompletos. Enviamos e-mails e as pessoas não recebem, telefonamos e os outros não nos ouvem, assinamos contratos que precisam ser refeitos. 

Os exemplos são muitos, mas o que fica claro é que durante o movimento de retrogradação no céu, nossas vidas ficam mais enroladas em todas as áreas de comunicação, escritos, documentos, transações comerciais e locomoção. Mas nem tudo é ruim, pois Mercúrio retrógrado favorece tudo que começa com o prefixo re: rever, reavaliar, reescrever, reexaminar, revisar, reatar, recomeçar.

Parece que Mercúrio cansado e quase parando favorece uma pausa para respirarmos mais profundamente, cessarmos a correria e, após um momento, encontrarmos finalmente o caminho certo. Assuntos que estavam em suspenso, ou até mesmo que tinham dado errado, devem ser revistos e retomados, aperfeiçoados e concluídos. Nesses breves dias, em que ele fica parado entre o céu e a terra, mortais podem retomar um pouco seus pensamentos e rever suas atitudes, sem a tutela ou a interferência dos deuses do Olimpo.

Por sua vez, os imortais olímpicos também têm um refresco em suas preocupações com o que se passa na terra, e o silêncio reina, pois os pedidos terrestres não chegam, a toda hora, em suas caixas de mensagem. É como se ocorresse um blecaute em todo o planeta. Claro que o caos se instalará rapidamente, com semáforos desligados, comunicações interrompidas, vidas em suspenso. Inicialmente vem a revolta, as buzinas, a impaciência, a raiva e as reclamações. Demorando um pouco mais vem a conformação.

Começamos a pensar por nós mesmos, procurando um meio de sair da confusão, alcançar o destino e estabelecer uma ordem no caos. Nessa hora perceberemos que todos estamos no mesmo barco, aos poucos começaremos a nos ajudar, a conversar com as pessoas ao lado e trocar idéias sobre como resolver os problemas que começam a surgir. Portanto, antes de reclamar de Mercúrio retrógrado, pense nas oportunidades e benefícios que esses períodos podem nos proporcionar.

 

Compartilhar

Elizabeth Nakata

+ artigos

Astróloga, Jornalista e Radiestesista.