Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

Logunedé: origem e história do filho de Oxum

A umbanda e o candomblé são duas religiões que compartilham vários fatores em comum, já que ambas possuem origens africanas. É por esse motivo que, mesmo com as suas diferenças e particularidades, essas doutrinas acabam tendo diversas semelhanças. O fato de cultuarem os mesmos orixás é um exemplo muito claro disso.

Cada um à sua maneira, tanto a umbanda quanto o candomblé possuem relações muito próximas a essas entidades. Esses seres poderosos e influentes, que possuem grande afinidade com a natureza e são responsáveis até mesmo por alguns de seus acontecimentos naturais – tais como o vento e a chuva –, utilizam o seu poder para interferir na vida dos seus seguidores, ou seja, aqueles que os cultuam.

Por estarmos falando de religiões muito detalhistas, que possuem histórias e particularidades muito minuciosas, é impossível trazer todas as divergências que possuem. Contudo podemos estudar com muito afinco aquilo que as une, e esse é o caso dos orixás.

Existem vários orixás, cada um com seus próprios objetivos e origens. Aqui, no Horóscopo Virtual, você pode entender um pouco mais sobre as suas principais características e comportamento. Nesse texto, por exemplo, iremos nos aprofundar nas particularidades da figura conhecida como Logunedé. Confira!

A história e origem de Logunedé

Lagunedé

Logunedé, filho de Oxum e Oxóssi Ibualama, é considerado o príncipe dos orixás.

Essa entidade herdou características muito marcantes de seus pais e, apesar de ser considerado uma figura masculina, possui trejeitos e aparência que apresentam uma mistura de ambos os gêneros. Isso pode ser percebido, por exemplo, pelo fato de ele ser meigo e gracioso como a sua mãe, ao mesmo tempo em que apresenta grande paixão pela caça, assim como o seu pai.

Seus pais, dois orixás também muito poderosos, possuíam grande amor um pelo outro, entretanto viviam de maneiras muito distintas, e isso fez com que o seu relacionamento acabasse. Mesmo assim, eles procuraram participar igualmente da vida de seu filho. Por esse motivo, Logunedé dividia o seu ano em duas partes.

Durante seis meses ele ficava ao lado de Oxóssi Ibualama. Nesse período, ele explorava as matas e procurava desenvolver suas habilidades de pesca. Depois, ele passava a outra metade do ano com sua mãe. Com ela, se tornou muito próximo dos rios, e foi por esse motivo que a entidade se interessou pela pesca e aperfeiçoou também sua delicadeza e sua amabilidade.

Essa dualidade fez com que Logunedé apresentasse uma personalidade bastante complexa e até mesmo contraditória: ao mesmo tempo em que era amável e benevolente, poderia se transformar e preferir a solidão e a seriedade.

Confira mitos e verdades sobre a Umbanda

A importância de Logunedé

Logunedé

São muitos os temas que Logunedé domina, e isso se dá, é claro, por causa das personalidades tão diferentes, herdadas de seus pais, que vivem dentro dele.

O orixá apresenta grande poder sobre a sexualidade e a maternidade, que se deve ao fato de ter herdado a intuição e a benevolência de sua mãe, entretanto também se mostra muito próximo da mata e da caça, por causa do convívio com seu pai, por isso também é símbolo da riqueza e da prosperidade.

Além disso, precisamos considerar que todos esses conhecimentos fazem dele uma entidade muito sábia e versátil.

Assim, ele é capaz de atender a diversos pedidos de seus seguidores. Veja quais são as principais questões destinadas a ele:

• Questões financeiras e profissionais, que se devem ao fato de ele ser capaz de atuar em diferentes áreas e sempre obter o sucesso por causa de seu grande conhecimento;

• Na saúde, ele ajuda principalmente mulheres que querem ter filhos, mas possuem algum tipo de dificuldade ou problema em relação a isso;

• Além disso, procura ajudar casais que, por algum motivo, perderam um pouco da magia. Isso se deve, provavelmente, ao fato de ele próprio desejar ter tido um lar com os seus pais vivendo juntos;

• Por fim, Logunedé também é capaz de inspirar artistas, afinal de contas é considerado o protetor das artes.

Veja como agradar cada Orixá

Oferenda para Logunedé

Logunedé

Para agradar Logunedé, é muito comum o preparo de oferendas que possuem algum dos seguintes ingredientes: mel, manga-espada, galo, cabrito e bode.

Existem diversas receitas que podem ser utilizadas com esse intuito, sempre usando ao menos um dos elementos citados acima. Contudo é muito difícil apontar um prato em específico, afinal de contas a preferência do orixá pode variar, dependendo da religião e até mesmo de sua corrente (a umbanda, por exemplo, possui diferentes vertentes).

O melhor a se fazer, portanto, é procurar uma pessoa que seja referência em seu terreiro. Assim, você pode pedir conselhos e entender exatamente a melhor forma de preparar esse agrado a Logunedé. Mas já saiba que irá utilizar ao menos um dos itens citados acima!

Oração a Logunedé

Logunedé

As orações também são muito comuns nessas religiões, e são destinadas a diferentes entidades e orixás. Conheça uma que foi feita especialmente para Logunedé:

“Menino Deus, Logunedé, senhor das brincadeiras e das alegrias constantes,

Menino Deus das bênçãos da vida e da terra cintilante,

Menino Deus do Abebé e do Ifá,

Que sua atenção caia sobre mim.

Menino Deus do ouro das pedras de arco-íris,

Menino Deus do arco e da flecha que aponta o destino.

Menino Deus da prosperidade,

Menino rei da bondade,

Menino Deus. guarda os meus passos

Menino Deus, me acolha em seus braços.

Menino Deus, senhor do mundo, senhor da esperança, guie os meus passos sob seu manto amarelo e verde.

Saravá Logunedé!”

Curiosidades de Logunedé

De acordo com as histórias, Logunedé é uma entidade extremamente complexa. Isso porque, além de possuir características da personalidade de seus pais, também possui a sua própria. Sendo assim, dentro de si, carrega três energias diferentes.

Embora nas versões mais conhecidas Logunedé seja filho de Oxum e de Oxóssi Ibualama, existem algumas que dizem que seus pais, na verdade, são Ogum e Iansã.

Seu nome, Logunedé, que também pode ser escrito como Logun Edé, significa “Guerreiro da cidade de Edé”, local que fica situado em Oxum, na Nigéria. Homenageado anualmente em 19 de abril, o dia da semana que o representa é quinta-feira.

Por fim, o orixá possui relação com a terra e com a água doce, mais uma vez mostrando sua dualidade. As cores azul-turquesa e amarelo-ouro são utilizadas em sua representação.


Leia também: Tarot dos orixás

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.