Lua Nova em Peixes — 2 de março de 2022

Essa semana, no dia 02/03, às 14h36, a união alquímica de masculino e do feminino, do consciente e do subconsciente, produzida pela junção do Sol e da Lua no grau exato, ambos no signo de Peixes, inaugura um novo ciclo de Lua Nova, fazendo-nos um convite para considerarmos a voz de nossa intuição ao darmos início aos nossos projetos.

A energia de Peixes nesses dois astros combina a expressão da identidade ao desejo de integração à humanidade, fazendo brotar em nossos corações sentimentos de compaixão e de acolhimento aos que estão em situação de total desespero, que serão sentidas inconscientemente pelo coletivo.

Lua e Sol conjuntos nos conectam à dimensão espiritual e transcendental, aumentando a fluidez da energia que cura as enfermidades do corpo e da alma por meio da mediunidade.

Somando-se a isso, ficaremos tão vulneráveis à sensibilidade que conseguiremos ter uma visão mais completa da realidade, sendo capazes de perceber aquilo que não se apresenta visível aos olhos.

A inspiração alimentará potencialmente os sonhos e a criatividade, criando condições favoráveis para o desenvolvimento de projetos artísticos que valorizem a divulgação do mundo da fantasia e das ilusões.

Mulher sentada em cima de um tapete refletindo e escrevendo ao mesmo tempo

Experimentaremos o amor de muitas maneiras, ultrapassando o ideário romântico. Tudo poderá ser alvo de nossa atenção, como a família, os amigos, a comunidade global e os cuidados que dispensamos à natureza.

Esse momento será ideal para pensarmos no quanto valorizamos o sentimento do amor ao próximo e no modo como o exercemos como forma de remediar as injustiças.

Júpiter, regente do signo de Peixes, aparece juntinho da Lua e do Sol, expandindo as possibilidades descritas acima, movendo-nos a agir com otimismo e confiança, por meio da fé e da espiritualidade, a proporcionar um pouco de alento frente ao sofrimento humano.

Somando forças a esse potente encontro, o planeta Urano, no signo de Touro, surge indicando que, mesmo diante das situações mais críticas, seremos recompensados pela vida ou pelas relações que cultivamos, sendo motivados a seguir nosso caminho.

Mas, para isso acontecer, temos que dar asas à nossa intuição firmando os pés no solo da razão, uma vez que a sensibilidade pisciana nos torna suscetíveis, como uma esponja, tanto às energias positivas quanto às negativas.

Diante disso, podemos ser vítimas da generosidade e compaixão descomedida, a ponto de nos sentirmos os únicos responsáveis pela cura das dores do mundo, nos imputando a abnegação e a autoanulação em nome de um bem-estar maior.

Você também pode gostar

Nesse momento em que a Lua e o Sol estão unidos, nossas reações oriundas do subconsciente são percebidas com maior clareza. E, por esse motivo, devemos “aproveitar a deixa” para entendermos melhor os nossos sentimentos, sabendo diferenciar a parte que nos pertence daquela que cabe ao próximo, pois só seremos capazes de ofertar ajuda quando nos sentimos fortalecidos, certo?

Caso contrário, podemos abrir espaço para tristeza e depressão, buscando conforto em experiências negativas que produzam uma falsa sensação de satisfação.

Apesar de o momento ser de demonstração de esfuziante alegria devido à época do Carnaval, vale a pena reservar um tempo para se dedicar a meditação e entrar em conexão com sua espiritualidade.

Dicas para esse período

Em associação a isso, uma boa dica é fazer uso da energia dos cristais, que ativam diretamente os chakras, atuando não apenas como agentes de cura, mas oferecendo também proteção.

Mulher segurando um cristal

Energize um cristal de apatita ou de água-marinha por uns 10 minutos ao sol e use-o durante a meditação, com a finalidade de desintegrar as energias negativas aflitivas e de fortalecer o bom humor e a alegria de viver, recebendo melhor o fluxo das boas vibrações.