Compartilhar

por Erickson Rosa

Tome contato com a sua fragilidade para ser feliz

Com todas as atribuições e compromissos que a vida nos cobra, é normal acreditarmos que precisamos ser fortes. Precisamos ser fortes para aguentar as pressões no trabalho, na casa, em nosso relacionamento. O choro, principalmente para os homens, é sinal de fraqueza. Se mostrar vulnerável então é algo impensável. Pois se mostrarmos nossos pontos vulneráveis somos fracos.

Entretanto, o que quer dizer ser forte? De maneira geral, nos confundimos com essa questão. Cremos que ser forte é não demonstrar nossas fraquezas nem tomar contato com nossas emoções. Esse tipo de conduta cria em nossa sociedade pessoas que não conseguem manifestar seu lado emocional e que, inevitavelmente, sofrem. Esse sofrimento vem da nossa incapacidade de confiar e de poder falar sobre aquele fardo que nos é difícil de carregar. Sofremos, mas muitas vezes em silêncio. Porque forte é a pessoa que não fala e que não expressa sua emoção. Indo na contramão disso, quero dizer que o forte é aquele que se expressa. Somente uma pessoa forte não possui medo de demonstrar sua vulnerabilidade, de se mostrar vulnerável.

Você também pode gostar: Sim, você pode e deve fracassar!

 

Amar é estar vulnerável

Quando amamos e saímos de nossas necessidades, estamos dedicados a beneficiar o outro. Estamos nesse momento vulneráveis e é preciso coragem para estar nesse processo. O amor é um sentimento que não espera recompensa e também não aguarda nada em troca. Não beneficiamos a pessoa esperando que essa reconheça o que fizemos nem mesmo temos a expectativa de que essa pessoa aproveite esse benefício que geramos. Do contrário, geramos expectativa e isso cria o sofrimento. Quando amamos, estamos nos dedicando a uma pessoa e isso nos torna vulneráveis. Porém não fracos, mas mais corajosos e fortes nesse processo.

3 passos para alcançar a felicidade no amor

Máscaras

Quando expressamos quem nós somos, sem medo do julgamento do outro, nos libertamos dos limites, que são atender uma expectativa. A sociedade nos demanda estarmos felizes, saudáveis, sorridentes e jamais tristes. Essa demanda faz com que criemos máscaras sociais. Essas máscaras não podem conter nossos verdadeiros sentimentos. Elas só podem expressar o que é socialmente aceito. Nosso medo de não sermos aceitos cria essas máscaras.

Mas não precisamos ser assim. Se falamos o que sentimos, se buscamos ajuda quando precisamos, estamos vulneráveis, mas buscando solução para nossos problemas e não mais nos escondendo atrás de uma máscara de aparente força, que na verdade nos enfraquece. Ao sermos verdadeiros com nossos sentimentos e emoções, não sofremos por esconder o que sentimos e podemos falar sobre isso.

Quando falamos sobre nossas emoções e dúvidas, estamos vulneráveis, mas não mais reféns do silêncio que produz sofrimento e tristeza. Não falar do que se sente é não permitir que venha à tona aquilo que devemos tratar. Precisamos urgentemente falar sobre nossas dores, sobre nossas emoções, permitir sermos vulneráveis e assim mais verdadeiros em nossa vida. Não é fácil deixar-se vulnerável e por isso é algo que requer força e coragem.

Diferentemente do que nossa sociedade prega, ser forte é ser vulnerável, verdadeiro.

E somente com coragem podemos romper o silêncio que gera as máscaras do sofrimento e da solidão.

Saiba como quebrar os padrões que criaram em você

 

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Psicólogo clínico laureado pela PUCRS. Atende crianças, jovens e adultos. Palestrante sobre a temática do inconsciente.

site www.coachmatinal.com.br

email [email protected]

celular (51) 99543-3715