Compartilhar

por Moacyr Martins

Trabalhando Energias Desarmônicas: Parte 2

O preço que tem de pagar para se tornar um vencedor é abrir mão da ideia de que você é um perdedor.

Isso inclui todas as ideias de ser uma vítima, de que está fazendo um sacrifício ou de impotência (achar que não está preparado ou não tem condições). Equivale a abrir mão da ideia de que qualquer pessoa, ou fator externo a você, é o responsável por seu êxito ou sofrimento.

Só depende de você a decisão de ir ao encontro de tudo aquilo que lhe foi divinamente destinado, porém, isto exige disposição para mudar, na sua totalidade, a visão que tem de si mesmo e da origem das coisas boas que lhe acontecem.

Para vencer os obstáculos em sua vida, você tem que desenvolver a capacidade de enxergar tudo o que lhe acontece como uma dádiva atraída para a sua vida pela sabedoria de sua divina presença, através do seu Anjo da Guarda, tendo em vista a sua felicidade, harmonia, equilíbrio, saúde e prosperidade.

Descuide-se por um só instante dessa regra de aprendizagem superior e você rapidamente mergulhará no mundo do sofrimento, dos enganos e da culpa. Você tem que decidir, de uma vez por todas, se tem junto de si o poder e a proteção divina ou de que está só, impotente perante os acontecimentos da vida.

Reconheça que vencer (alcançar os seus objetivos de vida) não é o resultado de um capricho do destino, uma coincidência ou de uma circunstância – é uma escolha.

Declare quem é você e o que quer ser.

Não existe sofrimento, por maior que seja, que Deus não tenha a capacidade de transformar em uma dádiva

É o resultado da sua ação efetiva e consciente, acrescida pela força de sua fé, de suas orações e do auxílio do seu Anjo da Guarda e de todos os seres de luz, visando alcançar o objetivo almejado.

Depois de ter o seu objetivo alcançado, como sustentar todo o bem e toda harmonia que você obteve? Como sentir-se apoiado e protegido para ir ao encontro da riqueza infinita que lhe foi divinamente destinada?

A sustentação de tudo que existe depende de você e da resposta que você dá para a seguinte pergunta: Você está só ou Deus está presente? Se você sente-se atraído pelos Anjos, se permitiu-se ler este artigo, deve ter pelo menos uma sensação de que de fato existe uma mão amorosa (o seu Anjo da Guarda) guiando-o através da vida. Ao atravessar períodos de provação, a lembrança dos Anjos de Deus será o conhecimento e a força que irá te assistir e sustentar durante a sua caminhada.

Não existe sofrimento, por maior que seja, que Deus não tenha a capacidade de transformar em uma dádiva, e não existe nada que você não possa fazer enquanto estiver andando junto com Aquele cujo toque faz milagres.

Ficar parado (a não ação) não o ajudará a conquistar os seus desejos. Por outro lado, a indecisão acabará com você. O medo nos faz ir e vir incessantemente entre alternativas que nos impedem de reivindicar o nosso bem.

Se você estiver incerto quanto a dar ou não um determinado passo, tente pelo menos caminhar em alguma direção. Dê um leve passo na direção do caminho que lhe parece mais desejável e observe como se sente. Permita-se fazer um teste com uma atitude aberta e receptiva – e se respeitar a voz mais profunda que lhe fala através do seu coração, o próximo passo ficará mais claro para você.

Não há como aprender sem fazer, e não há como fazer algo sem aprender.  

Confira também:

Compartilhar

Moacyr Martins

+ artigos

Angelólogo, escritor, palestrante, professor universitário, Master em PNL e Coaching, consultor de empresas, autor dos livros “Na Trilha dos Anjos”, “Força Divina das Orações I e II”, “Auxilio dos anjos nos Problemas do Dia-a-Dia”, entre outros.