Compartilhar

por Gustavo Antunes

Você é o que afirma ser

Bom, o papo hoje é sobre se afirmar. Como isso é complicado não gente? Ainda mais quando o assunto é dinheiro. Tenho a impressão que está cada vez mais difícil de ficarmos em nós mesmos, no que sentimos, no que acreditamos que seja algo bom, no que de fato é bom para você e mais que tudo isso, firmar as suas características, aquilo que te faz único, aquelas suas qualidades que são a chave de ouro para seu sucesso.

“Ah, porque todos tem que ter a mesma visão”, “Tem que ser tudo certinho igual na novela”, “Homens vestem azul e mulheres rosa”, “Tenho que isso”, “Tenho que aquilo” e não vê que o único compromisso que você realmente tem é o de ser bom para você mesmo, o de fazer desta vida uma jornada evolutiva para você, te trazer crescimento e felicidade.

Mas, então, porém, entretanto, todavia... Você tem gasto mais do que 90% do seu dia não sendo você. É claro, tem que agradar a todos, se machucar para ser o bom para o outro, ou a bonita para o “beinhê”. Você só se sente bem com você, ou o que imagina ser se sentir bem com você, quando está vestida naquela personagem que criou, que tem o cabelo liso igual a mulher da novela, usa a mesma calça que a modelo da revista, o mesmo sapato que sua cunhada usa, apertado, mas usa. E usa para se sentir adequada ou adequado. Porque em algum momento aí na sua cabeça você acreditou que se não for assim, se não for para seguir esses padrões de beleza e estética que a sociedade impõe, ou às vezes até você mesma impõe a você, você não vai se sentir bem, não vai conseguir nem sair na rua...Sabe por que? 

Porque você não se banca. Não confia no seu modo de agir, no que é certo para você.

Você se destrói para parecer algo ou alguém que tenha como aceitável aos olhos da sociedade. Porém, não são os olhos da sociedade que vão fazer você se valorizar não, aliás, são eles que vão te levar para bem longe do seu eu. E aí a confusão tá feita, é depressão porque não é assim e assado, porque não tem a família dos seus sonhos, porque não tem sua casa como queria o carro que queria...

Aprenda uma coisa, tudo que está fora só te leva para fora de você. Tudo que está dentro te deixa mais em contato com a sua alma, com o que você sente. E isso significa você feliz porque você se aceita, você se considera, afirma seu potencial, suas características, seu modo de agir e de pensar, seu físico, seu cabelo, sua pele, seus olhos, seu sorriso, tudo o que é muito seu. Aí você deve estar pensando: “Ah, mas é difícil fazer isso, com todos te julgando o tempo todo”, nossa mas você da todo esse poder para o outro? Engraçado que fulano que é feliz não tá nem aí para o julgamento dos outros, lida com isso numa boa porque sabe que faz parte de quem ele é, sabe que, quem não tem coragem para ser o que é sempre vai julgar o próximo.

E aí? Já está mais do que na hora de você escolher ficar do seu lado, curtir o seu jeito e não dar bola para o que tem de bom no outro. Chega de aplaudir o melhor do outro e se colocar no lixinho do mundo, vamos aplaudir a sua vida, de pé e na primeira fileira, sem criar expectativas nem se desvalorizar.

Até breve.

 

Compartilhar

Gustavo Antunes

+ artigos

Terapeuta Thetahealer, Youtuber (Sem Exagero) e palestrante. "Eu descobri que criar consciência é a única forma de mudar, superar traumas, eliminar crenças e sentimentos negativos que atrapalham o fluir da vida. Meu trabalho tem como objetivo compartilhar e trazer uma nova visão, auxiliando na evolução e transformação da vida das pessoas.