por Gustavo Antunes

Não endeuse ninguém

Bom pessoal, hoje vamos falar sobre um assunto especial, aquilo que você faz praticamente todo dia e nem percebe. Talvez um dos maiores erros que aprendemos com a sociedade e com nossos amigos/familiares é o de endeusar as pessoas:

“Ah porque fulano é bonito”, “Porque ciclana é sensacional”, “Porque jamais eu vou ser assim”. Pois é, né? Já percebeu a enrascada que você está se metendo? O grande problema de endeusar alguém, é que você a coloca em um pedestal lá em cima, e você lá em baixo, aí ninguém acha graça em você, vira aquele pacotão jogado no canto da festa, se põem para baixo, no último dos últimos lugares na fila, praticamente se anula para que o outro receba o destaque, afinal, para você, você não tem qualidades, só os outros que tem, você tem que ser a sofrida, cheia de neuras, se achando horrorosa, toda cheia de complexo de inferioridade.

Como isso é errado, evidente que você é inteligente e sabe reconhecer qualidades nos outros, coisas agradáveis, coisas que são atraentes segundo o que você já viveu na vida. Mas, aí vem a novidade, ninguém é mais bonito(a) que você, ninguém é melhor que você. Sinta o choque de realidade, como dizer isso até te incomoda um pouco. Os outros podem ter sua beleza, sua graça, mas ninguém é mais bonito que você, os outros são apenas diferentes. Olha como esse pensamento novo mexe com sua mente, os outros têm suas qualidades, mas nenhuma delas, por mais bem vista que seja pelos outros, é de fato melhor que as suas.

É a história de olhar a grama do vizinho sempre e esquecer-se da sua. Poxa, se ele conseguiu criar essa imagem, se ele conseguiu se dar essa força, é porque ele parou de olhar fora e começou a olhar para dentro de si. A ver que ele também tem coisas maravilhosas, qualidades louváveis, características muito únicas, e que embora todos sejam substituíveis, ninguém é igual a ninguém, ninguém faz a mesma coisa que você faz do jeito que você faz, isso porque cada um é uma parte do todo e “planejado” para ser único, e aí que mora a beleza da diversidade.

Quando a gente se olha, se dá essa força, começa a surgir em nós um potencial maravilhoso de crescimento e de valorização, e aos poucos com esse trabalho que deve ser um hábito diário, vamos construindo um campo energético favorável para nós, e passamos a nos nutrir por nós mesmos, e isso é que é importante, a sua visão de você, a única que você tem que considerar fielmente, claro que é legal o elogio dos outros, mas se você der essa força para eles, vai dar a mesma força para a crítica, e aí já viu né? Vai todo trabalho por água abaixo.

Então faça um favor a você no dia de hoje, quando ver alguém na rua e falar: “Nossa fulano é sensacional, fulana é muito bonita, tem isso e isso de coisas que chamam a atenção”, tente fazer o seguinte raciocínio: “Fulana parece ser gente boa mesmo, é no mínimo diferente, tem as qualidades dela, mas... bonita sou eu, eu sim, eu sou a mais bonita (para mim)”.

Faça e veja o resultado, depois você me conta. 

Gustavo Antunes

+ artigos

Terapeuta Thetahealer, Youtuber (Sem Exagero) e palestrante. "Eu descobri que criar consciência é a única forma de mudar, superar traumas, eliminar crenças e sentimentos negativos que atrapalham o fluir da vida. Meu trabalho tem como objetivo compartilhar e trazer uma nova visão, auxiliando na evolução e transformação da vida das pessoas.