por Daniel Alan

Os 10 benefícios da acupuntura

A acupuntura, apesar de ser uma técnica milenar consagrada no oriente, ainda é pouco conhecida no ocidente. Cada vez mais, universidades do mundo inteiro se interessam em conhecer os mecanismos de ação desta terapia.

No dia a dia do consultório, muitos pacientes ainda se surpreendem com os resultados obtidos durante o tratamento, onde não somente sua queixa principal é tratada, mas ele percebe também melhoras em um aspecto muito mais amplo, como a qualidade do sono, estabilização do quadro emocional, sente-se revigorado, estes são geralmente os efeitos colaterais em um tratamento com acupuntura.

Para ajudar a esclarecer possíveis dúvidas separei 10 especialidades na qual a acupuntura pode auxiliar no tratamento:

1- Oncologia
Segundo a Medicina Chinesa, para que o câncer possa se instalar é necessário um ambiente propício. O enfraquecimento de nossa energia vital, o Qi, provocado muitas vezes por nossos hábitos de vida, pode ser a janela de oportunidade para o acometimento de doenças graves como o câncer. Dieta irregular, com excessos de industrializados, desequilíbrios emocionais, trabalho excessivo, sono de má qualidade contribuem para a queda do sistema imunológico, pressuposto para que haja falhas nas nossas defesas naturais e instalem-se agentes agressores.

Em um primeiro momento a acupuntura age como um meio de prevenção, tornando o organismo mais forte, as emoções equilibradas, o sono regular, levando o indivíduo a se conscientizar da importância da alimentação na manutenção de sua saúde. Agora, se a doença já estiver instalada a acupuntura se torna uma importante aliada no tratamento, diminuindo, por exemplo, os desconfortos pós Radioterapia ou Quimioterapia. Um estudo realizado na Universidade de Seul, Coréia do Sul, em parceria com Harvard Medical School  nos Estados Unidos mostra que estimular um dos pontos de acupuntura, o CS6, equivale ao mesmo que tomar o remédio padrão ouro para náuseas e vômitos, com o benefício de não intoxicar ainda mais um organismo já fragilizado.
         
 2- Neurologia
Com o aumento da expectativa de vida, vemos avançar o número de pessoas com doenças degenerativas do sistema nervoso como a Doença de Parkinson e o Mal de Alzheimer. A Medicina Chinesa compreende que todos nós temos uma energia que foi herdada de nossos ancestrais, o Qi Original, equivalente em termos ocidentais à nossa herança genética. Uma vez esgotada esta energia surgem as doenças comuns aos idosos, como as ósseas e do sistema nervoso.

A acupuntura age de maneira preventiva, ajudando a preservar tal energia e também de forma terapêutica, propriamente dita, auxiliando no tratamento destas enfermidades. Em uma revisão sistemática realizada pela Universidade de Hong Kong, na China Continental, é possível acompanhar através de exames de Ressonância Magnética Funcional a ativação de áreas relacionadas ao planejamento motor após a aplicação do acupunto VB34, área esta afetada pela diminuição de dopamina, um importante neurotransmissor, cuja deficiência associa-se a Doença de Parkinson.  

3- Reumatologia
Outra área que tem inúmeros pacientes que necessitam de terapias que possam auxiliá-los, tendo em vista que os Anti-Inflamatórios Estereoidais (AIES) e os Não Estereoidais (AINES), que são comumente usados no tratamento destas enfermidades pela alopatia, causam, na grande maioria das vezes, efeitos colaterais indesejados.

A acupuntura tem-se mostrado de grande ajuda a estes pacientes. Revisões sistemáticas mostram o quão eficaz pode ser o tratamento destas enfermidades com a acupuntura, como a realizada pela Universidade do Texas, nos Estados Unidos, que comprova os efeitos positivos desta terapia desde a Artrite Reumatóide, a mais comum das doenças reumáticas até o Lupus Eritematoso Sistêmico, doença remissiva de difícil controle considerando os recursos comumente empregados pela medicina Ocidental.

4- Ginecologia
Muitas mulheres ainda desconhecem o quanto podem se beneficiar com a acupuntura para os desequilíbrios associados a seu ciclo reprodutivo. Desde incômodos mais leves como os da TPM e cólicas menstruais até nos sintomas da menopausa ou ainda para auxiliar no tratamento para engravidar.

Em um estudo realizado em Maryland nos Estados Unidos, publicado no British Medical Journal mostra-se que há um aumento de 65% na chance de engravidar se a mulher for submetida ao tratamento com acupuntura meia hora antes e meia hora depois do procedimento de fertilização in vitro. Em casos mais simples, onde não há nenhuma limitação física que justifique a infertilidade o tratamento só com a acupuntura pode ser o suficiente para que haja a gravidez.

5- Gastroenterelogia
Dentre as doenças crônicas não transmissíveis, a diabetes mellitus, com certeza é uma das que mais preocupa. Além dos sintomas típicos da doença, complicações e sequelas devido ao agravamento do quadro tornam esta enfermidade um problema grave de saúde. Neste caso a acupuntura, aliada a Dietoterapia e Fitoterapia Chinesas são de grande auxílio. Estudos farmacológicos mostram que o Giseng (Panax Ginseng) é um importante fitoterápico para redução de níveis glicêmicos. Além do Diabetes várias outras doenças gástricas como a Síndrome do Intestino Irritável, Constipação, Gastrite e  Refluxo tem excelentes resultados com a acupuntura. 

6- Cardio-Pneumologia
Quando se fala em distúrbios cardiovasculares, logo pensamos em hipertensão. Após o diagnóstico, geralmente os pacientes recebem a notícia de que a partir dali irão usar anti-hipertensivos pelo resto de suas vidas. A partir desta perspectiva pode-se pensar que a alopatia seja a única opção para este fim, embora alguns pacientes se engradem no chamado grupo de hipertensos não responsivos, onde os medicamentos não conseguem baixar os níveis pressóricos.

Nas últimas duas décadas universidades chinesas e norte-americanas têm demonstrado não só que a acupuntura é uma excelente ferramenta no tratamento da Hipertensão Arterial como também elucidado seus mecanismos de ação. Sabe-se, por exemplo, que determinados pontos como o E-36 e o PC-6 desencadeiam uma série de circuitos neurais que irão culminar no aumento da atividade de neurotransmissores na região rostro-ventro-lateral da medula (RVL) área esta associada ao controle neural da hipertensão.

7- Dermatologia
A medicina ocidental já admite a interação das emoções sobre o corpo físico. Chamamos de Psicossomáticas, aquelas doenças em que percebemos claramente esta relação, Psico (mente) e Soma (corpo físico). Dentre as especialidades médicas, talvez a que mais faz estas relações é a Dermatologia. Psoríase, Vitiligo, Dermatites e Alergias geralmente tem um fundo emocional como causa. A Medicina Chinesa compreende que cada emoção está associada a um órgão, por exemplo: a raiva ao fígado, a euforia ao coração, a preocupação ao baço, a tristeza ao pulmão e o medo ao rim. Ao tratarmos a raiz do problema, ou seja, o desequilíbrio energético do órgão que leva ao desequilíbrio das emoções a ele associadas tratamos por consequência a manifestação externa deste desequilíbrio. Por isto a acupuntura se mostra um excelente instrumento no tratamento destas doenças, que nem sempre respondem ao tratamento alopático.

8- Doenças Emocionais
Estar bem, do ponto de vista das emoções, é essencial para que tenhamos saúde. Como vimos cada emoção tem raiz em um órgão energético, a acupuntura visa justamente o equilíbrio destes sistemas e com isto ficamos menos estressados, menos ansiosos e menos preocupados. Mais corajosos e mais alegres. Existem classes de pontos específicos, dentro do sistema de meridianos, que tem a função de equilibrar nossas emoções. Muitos destes pontos encontram-se nas costas, justificando porque nos sentimos tão bem após uma sessão de Shiatsu, massagem de origem japonesa que estimula os pontos de acupuntura.


9- Pediatria
Poucos pais sabem o quanto podem ajudar seus filhotes nos sintomas que são típicos desta tenra fase da vida como cólicas, intolerância a lactose e febre por exemplo. Isto de maneira natural e saudável, não expondo os pequeninos as substâncias tóxicas que necessariamente vem junto com os benefícios dos medicamentos alopáticos.

Via de regra, a Cromopuntura, técnica que utiliza as cores para estimular os pontos de acupuntura, é a técnica eleita dentre todo o arsenal da Medicina Chinesa. Indolor, sem efeitos colaterais ou contraindicações, as cores são aliadas perfeitas no tratamento de crianças.

10- Ortopedia
Eis o principal motivo para a acupuntura ter se tornado popular no ocidente, tratamento de dores, especialmente as musculoesqueléticas. Hoje já não há mais dúvidas no meio científico com relação à eficácia da acupuntura no tratamento destas comorbidades. Aliás, foi muito por conta disto que a acupuntura resistiu à época em que não se dava crédito nas academias de ciências aos seus efeitos. Embora não se soubesse, do ponto de vista ocidental, como funcionava, percebia-se pelos efeitos, que funcionava. E hoje muitos médicos recomendam a seus pacientes que procurem um acupunturista em casos de fibromialgia, osteartroses, tendinites, hérnias de disco e tantas outras enfermidades. 

Daniel Alan

+ artigos

Fisioterapeuta, palestrante, membro da WFCMS (World Federation Chinese Medicine Socities). Especialista em Fisiologia Humana pela Faculdade de Medicina do ABC. Coordena os cursos de Pós Graduação e de formação livre em Acupuntura, Massagens Ocidentais, Terapias Orientais, Yoga, Naturopatia e Estética no Sol (Instituto Terapêutico). Atualmente estuda Psicologia Junguiana, além de também coordenar o curso de Pós Graduação em Naturopatia da UNIP.