Compartilhar

por Renata Parisotto

Feng Shui – Como o ambiente nos afeta?

Cuidar do nosso corpo não é apenas caminhar ou malhar em uma academia, o calor em excesso afeta o desempenho das pessoas, causa inquietação, perda de concentração; a umidade em excesso causa desconforto, sonolência, aumento de suor, falta de ar; o vento em excesso afeta o metabolismo das pessoas, aumenta a impaciência, a ansiedade; ruído em excesso causa inquietação, perda do sossego e da concentração.
 
Essas e outras perturbações que ocorrem, muitas vezes, sem que você perceba, causa o estresse e depois de um certo tempo provocam, nas pessoas, traumas e doenças de difícil cura.
 
Consertar as consequências danosas no nosso organismo é muito difícil, complicado e caro. Implica na necessidade de terapias, tratamentos, e frustrações. O melhor mesmo é prevenir. Eliminar as causas para que o corpo humano não fique exposto ao problema. É cortar o mal pela raiz.
 
Mas, como podemos descobrir se o nosso ambiente é saudável? Como podemos descobrir se a insolação, a ventilação e a umidade estão dentro dos limites toleráveis pelo nosso corpo e por isso não chega a afetar o metabolismo do nosso organismo?


 
A questão é tecnicamente complexa e necessitaria da análise feita por um especialista. Mesmo sendo complicado, é possível se ter uma ideia dos conceitos básicos sobre o assunto. Nosso organismo é afetado pelo calor, umidade, vento, barulho, luz e ventilação.
 
O Feng Shui cuja tradução literal é vento e água representa o conhecimento milenar chinês que trata da relação física entre o Céu e a Terra. Consiste em uma técnica que nos orienta na identificação da interação dos fluxos energéticos. O ser humano, como uma antena, vive dentro de um sistema governado pelo movimento estelar e o Feng Shui nos orienta no reconhecimento das energias favoráveis e desfavoráveis ao ser humano.
 
Os chineses, assim como os egípcios, os celtas, os aborígenes da Austrália, os tibetanos, os indianos, entre outros, criaram suas Mandalas no processo de estudo das relações entre os dois mundos e, a partir delas, puderam identificar o local ideal e a época mais adequada para desenvolver projetos de agricultura e de arquitetura, inicialmente limitados a cemitérios, palácios e templos. 

Conquistar a natureza através de conhecimentos científicos faz parte da filosofia do Oriente, onde as pessoas se consideram parte do Universo em que vivem. Por essa razão, o homem deveria tentar estar em harmonia com a Natureza. Feng Shui é simplesmente um estudo do meio ambiente. 

Compartilhar

Renata Parisotto

+ artigos

Arquiteta há 13 anos, trabalha desde 2004 com Feng Shui e técnicas terapêuticas. Faz atendimentos e consultorias de autoconhecimento energético através do Alinhamento Energético – Divina Vontade (Técnica Xamânica Brasileira de Cura), e atendimento com as Lâminas Sagradas de Alinhamento Energético. Também tem um Grupo de Estudos de Terapias Energéticas e faz palestras e workshops com o tema "Aprenda a Organizar a sua Vida através do Feng Shui Energético".