Compartilhar

por Erickson Rosa

Não permita que sua sombra domine você

Efeito Sombra. Talvez você já tenha ouvido falar desse conceito, talvez já tenha lido algo a respeito. Muitas pessoas conhecem ou já ouviram falar, mas será que você ainda é vítima desse efeito tão poderoso?

Bem vamos começar antes de tudo esclarecendo o que é o efeito sombra. Efeito sombra é quando somos dominados pelos nossos desejos e características inconscientes, e que negamos a nós mesmos existirem dentro de nós. 

Para exemplificar pegaremos o exemplo de um homem que trai sua mulher e vive desconfiado que esteja sendo traído. Esse homem não compreende que a traição está dentro dele e por não aceitar que o problema seja ele, projeta seus defeitos no exterior, no caso, em sua mulher. 

Outro exemplo é daquela pessoa que combate o exterior por não conseguir eliminar o que está internamente. Uma pessoa que odeia os homossexuais, por exemplo, não entende que dentro dela há a homossexualidade em algum grau. Como essa pessoa não aceita isso, acaba combatendo o externo, em uma tentativa de eliminar qualquer risco desse comportamento / emoção vir à tona.

Assim são todas as emoções, a raiva, a mágoa, a vingança, a mentira, o egoísmo, etc. Todos esses sentimentos negativos habitam dentro de nós e negá-los faz com que ganhem mais força. Em algum momento de sua vida que você ficar mais sensível essas emoções virão à tona, gerando assim o efeito sombra, ou seja, você é dominado por sua sombra, por aqueles sentimentos que estão em seu inconsciente e que você tanto os nega.

Quando alguém o irrita, saiba que na verdade essa pessoa só libertou uma raiva que já estava latente em você. Essa raiva já habitava em seu interior e estava apenas esperando o momento de sair quando suas emoções estivessem suscetíveis. Por isso efeito sombra, pois essa emoção não está à luz da consciência. Está em nosso inconsciente, latente, esperando para dominar assim que possível.

A grande maioria das pessoas nega ter defeitos e imperfeições. Ter raiva, sentimento de vingança, inveja, egoísmo, etc. Mas como podemos mudar e melhorar senão aceitamos que temos esses defeitos em nosso interior? Temos que aceitar essas emoções ao invés de negá-las duramente.

Dá próxima vez que se irritar, ao invés de descarregar sua fúria no alvo que a despertou, tente compreender a verdadeira origem de sua raiva. Não fique inconscientemente sendo dominado por sua sombra. Aceite a raiva e deixe-a fluir, diga a si mesmo que sente a raiva e a aceita. Pergunte internamente a origem dessa raiva, questione a si mesmo porque está sentindo a raiva. Não somente a raiva como outros sentimentos. 

Dessa forma poderá iluminar sua sombra para tornar-se o que Carl G. Jung chamava de o Self Completo.
O Self completo não conhece limites e alcança sua verdadeira potencialidade, realizando seus sonhos e concretizando seus objetivos. Pois ele verdadeiramente conhece sua natureza e essência. Ele não mais nega a si mesmo, mas se aceita, com seus defeitos, qualidades e características. Pois afinal, compreende que é único, como a gota de chuva, como o orvalho das flores, porque a natureza jamais se repete.

Ame-se do jeito que você é!

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.