Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

Omolu: Tudo que você precisa saber sobre o Orixá da morte

Na religião umbanda, cada orixá traz uma história, um significado e uma vibração diferentes. Alguns deles causam temor nas pessoas por exercerem uma função que lhes confere muito poder. Esse é o caso de Omolu na umbanda, cujo nome significa “rei e dono da terra”.

O orixá da morte conhecido como Omulu é responsável por realizar a passagem das almas do plano terrestre para o plano espiritual quando as pessoas falecem. Isso faz de Omolu o Orixá encarregado da morte, da terra e do fogo.

Omolu aparece em duas formas distintas, transitando entre duas forças distintas. A primeira forma é a de um corpo jovem, conhecido como Obaluaiê. Ele foi sincretizado em São Roque, enquanto que a segunda forma, de um corpo mais velho, Omolu, foi sincretizada em São Lázaro.

Obaluaiê é a forma do Orixá que trabalha como guia das almas que vão iniciar uma nova jornada. Com o potencial de renovação e de cura, Obaluaiê também auxilia no tratamento de doenças e na capacitação de profissionais da saúde.

Por outro lado, Omolu é quem está presente no processo de morte. Em hospitais, cemitérios e necrotérios, ele guia os espíritos desencarnados para o mundo espiritual. Essa é a diferença fundamental entre as formas desse orixá.

Em ambas as representações de Omolu, ele aparece usando um traje denso de palha. Acredita-se que embaixo dessa veste está o segredo do que acontece entre a vida e a morte. Omolu, na Umbanda, exerce o papel de um anjo da morte, muito presente em outras religiões e culturas de todo o mundo.

Saiba como agradar cada Orixá

As qualidades de Omolu são oito: Afoman (guarda as moléstias do mundo em uma bolsa, vestindo amarelo e vermelho, e caminha com Ogum), Akavan (com roupas estampadas, caminha com Iansã e Oyá), Azoani (com palhas e roupas vermelhas, caminha ao lado de Iemanjá, Irokô e Oxumaré), Azunsun (com uma lança inconfundível, usa vestes brancas e caminha com Oxalá, Oxum e Oxumaré), Jagun Àgbá (caminha com Iemanjá e com Oxalufan), Jagun Ajòlí (caminha com Exu, com Ogun e com Oxaguian), Jagun Itunbé (gosta de Igbin, não come feijão preto e caminha com Oxaguian e com Oxalufan) e Jagun Odé (caminha com Ìnlé, com Logun, com Oxun e com Oxaguian).

Os filhos de Omolu carregam consigo características intensas e marcantes. Os aspectos negativos é que podem ser pessoas vingativas, pessimistas, teimosas e facilmente irritáveis. Apesar disso, entre os aspectos positivos, também são pessoas leais, carinhosas, fiéis e dedicadas.

Esse Orixá ensina para as pessoas que um pensamento maniqueísta, de que tudo só pode ser bom ou ruim, não é válido para ele. Ao mesmo tempo em que é muito temido, também pode ser muito querido por pessoas que estejam precisando de cura e proteção. Se esse é o seu caso, faça essa oração a Omolu:

A Omolu e Obaluaiê, peço o perdão e a bênção. Atotô, Meu Pai!

Em sua misericórdia infinita, dai-me a saúde plena!

Ajuda a curar as doenças e dá alívio às dores carnais e espirituais. Pai Amado, Atotô!

Afasta de mim aqueles que desejam a destruição de minha saúde e a minha devastação espiritual e dá-me forças para vencê-los em espírito. Meu Pai.

Mantenha-me forte e firme nos caminhos difíceis da vida!

Conheça as demais cartas do Tarot dos Orixás

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.