Compartilhar

por Vanessa Mazza Furquim

Série Hábitos Nocivos - Procrastinar

Procrastinar é o ato de adiar, seja uma decisão ou uma ação. Isso pode acontecer por diversos motivos: falta de clareza, confiança ou de vontade, medo das consequências, culpa pelo que já aconteceu, etc. Porém, enrolar não faz a situação magicamente se resolver, nem a pessoa que procrastina se sente mais forte, disposta, capaz ou corajosa a medida que o tempo passa. Na verdade, ela vai ficando cada vez pior por justamente não resolver logo o que precisa.

Assim, os resultados da procrastinação são:
Estresse pela tensão de saber que precisa fazer ou decidir algo e não conseguir; Vergonha por não se sentir capaz de continuar; Estagnação por deixar os dias passarem sem nada fazer; Abandono de boas ideias e oportunidades, por não ter agido no tempo certo; Declínio de relacionamentos pelos outros não terem paciência em aguardar “o seu tempo”; Perda da força pessoal e da autoestima; Desperdício de tempo valioso do dia a dia.

Portanto, quando começar a querer “deixar para amanhã o que pode fazer hoje”, faça um pequeno esforço e resolva logo. Mesmo que não fique completo, mesmo que não fique bom. Deixe as coisas se movimentarem. De uma forma ou de outra você encontrará o caminho no meio disso. É claro que isso não significa fazer as coisas sem planejamento ou com cuidado ou ainda ser impulsivo, sem se importar com os outros. Afinal, quem procrastina está apenas adiando o inevitável e procurando desculpas para fugir do mesmo.

Compartilhar

Vanessa Mazza Furquim

+ artigos

Taróloga há 19 anos, atua profissionalmente desde 2007, com uma abordagem holística e terapêutica, agregando outros conhecimentos como Numerologia, Astrologia, Feng Shui, Linguagem do Corpo e Psicologia para compreender o cliente em sua totalidade.