Compartilhar

por Erickson Rosa

A origem de nossa violência

Em um momento em que nos deparamos com tanta violência e raiva no mundo, com tantas ocasiões nas quais o racismo e o preconceito aparecem, podemos nos questionar de onde vem toda essa violência? A raiva e a violência são obstáculos humanos, que nos levam a tomar decisões errôneas e negativas. Há muito tempo a Psicologia e a Filosofia se debruçam nessa questão sobre muitos aspectos. Tentamos entender de onde vem a violência em nossa sociedade e como podemos fazer para vivermos de maneira pacífica.

Isso, em primeiro momento, pode parecer um problema muito amplo e sugerir que não temos como ajudar a mudar. Mas, na verdade, trata-se de uma questão social e que sua ação faz toda diferença. Neste texto, quero trazer uma perspectiva de que, se você buscar mudar seu interior, isso pode afetar muito nossa sociedade.

REDE DE INTERCONEXÃO

Não vivemos isolados. Estamos em contato com a sociedade e com o meio, sempre. Não podemos dizer que você seria a mesma pessoa se vivesse em 1500. Seus referencias seriam os da época, e você talvez até mesmo compactuasse com a exploração de terras estrangeiras e a escravatura.

Estou falando isso porque nossas falas, pensamentos e ações não são desconectados da sociedade. Estamos imersos nela, afetando e sendo afetados por ela. E é aqui que reside a grande diferença: como somos afetados, também afetamos a sociedade.

Pessoa de frente para um cartaz escrito Black lives Matter

Sua maneira de pensar e agir afeta as pessoas com quem você tem contato, e elas afetam outras. E assim por diante. Estamos sempre em rede, e todas as nossas ações reverberam dentro dessa rede. Quando falamos sobre como acreditamos que a sociedade deve ser e como as coisas estão, reforçamos essa realidade por meio de nossas falas. Nossa fala tem poder, nossa voz reforça a realidade que operamos.

 

Você também pode gostar:

Mas não somente nossa fala, mas nossas ações e pensamentos. Tudo isso tem força em nossa realidade. Por isso, a violência que ocorre em nossa sociedade também opera em nós. A sociedade é uma extensão do indivíduo, e é por isso que, se buscarmos ter essa paz em nós, poderemos ampliar isso para nossa sociedade.

INTERIOR

A violência vem de nosso interior, quando nos sentimos obstaculizados por alguma situação. Ela advém da raiva e da proteção. Tentamos nos proteger, e essa é a uma das ferramentas mais primitivas de nosso instinto.

A serenidade da mente vem da capacidade que temos que reter os impulsos de raiva e agressão quando as coisas saem diferentes de nossas expectativas. Essa serenidade nos provê clareza de decisão, e assim não precisamos nos arrepender de nossos atos nem fazer os outros sofrerem com isso.

Para isso, precisamos olhar para nossa raiva, para nosso lado negativo. Entender que não somos seres separados dos outros, mas que estamos sempre em contato com eles. Por isso, o trabalho interno se faz tão importante. Buscar entender e pacificar sua mente irá afetar as pessoas que estão em conexão com você. Isso é algo que promove a paz nos outros. Não pacificar os outros, mas sim pacificar sua própria mente. Ser o exemplo da serenidade sempre é melhor do que falar sobre ela. Pacifique sua mente e leve essa paz para sua realidade. O mundo precisa disso.

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Psicólogo clínico laureado pela PUCRS. Atende crianças, jovens e adultos. Palestrante sobre a temática do inconsciente.