por Camila Vandana Shakti

Como ritualizar o outono de forma simples?

Em muitas tradições antigas, e até mesmo na atualidade, ainda há quem ritualize as passagens da natureza. O conjunto de rituais que marcam o movimento do Sol é amplamente conhecido como Roda do Ano

Assim como todos os animais, os seres humanos também permanecem intimamente conectados a esses ciclos e movimentos naturais e são influenciados por eles de forma inconsciente devido ao modo de vida linear, racional e acelerado desta geração.

O Equinócio de Outono, em especial, é um momento em que a natureza começa a morrer e o Sol começa a se distanciar da Terra. Nesse momento, a luz solar incide exatamente sobre a linha do Equador, o Sol está indo do sul para o norte. Nas tradições pagãs esse evento foi explicado em um mito como a morte do Deus Sol, ou a morte do Masculino, o que já traduz o momento como mais voltado à energia Feminina do Universo, mais introspectivo.

Como falamos de um período em que a vegetação começa a morrer, mas ainda não da sua morte propriamente dita, estamos falando de um momento onde a Deusa Terra é, então, uma avó. No outono os climas ficam amenos, representando a maturidade e estabilidade adquiridas somente com a longevidade e a experiência de vida de uma pessoa idosa.

Existem dezenas ou centenas de rituais elaborados envolvendo a passagem do outono nas mais diversas tradições, mas para você que está tendo contato pela primeira vez com essas informações, uma forma simples de ritualizar o outono é se concentrar em tudo o que precisa ser finalizado em sua vida.

Você pode fazer isso por meio de uma meditação ou mesmo escrevendo uma lista, mas lembre-se, ainda não é a morte, é a aproximação dela, então você não precisa sair finalizando tudo o que tem em mente agora, apenas vá se despedindo e refletindo, ponderando sobre o que precisa ser abandonado.

Quando os frutos maduros que não foram colhidos caem ao chão, ali eles se tornarão as sementes das plantas futuras, então nada morre realmente, tudo se transforma. O outono é um momento de pensar sobre as transformações que deseja fazer em sua vida, e também de plantar as intenções que serão colhidas na primavera. 

No outono, os frutos e folhas caem e durante toda essa estação acontecerá o processo de decomposição, que é na verdade uma alquimia. No inverno, descansarão as sementes repousadas sob o manto gelado dos antepassados, recebendo a sua energia e bênçãos para florescer na primavera.

Outro ritual simples que podemos fazer é colocar as nossas melhores intenções em algumas sementes e plantar, e cuidar muito bem dessas plantinhas que irão representar os nossos desejos. Por fim, é geralmente uma fase de gratidão pelas colheitas que se passaram, tempo de ofertar e agradecer, fazer doações e se entregar ao fluxo do Universo, observando que tudo o que vai, volta. Então, agradecemos.

Feliz passagem de outono! Aho!

Camila Vandana Shakti

+ artigos

Bruxa, terapeuta e artista orgânica. Pesquisadora da magia da vida em todos os seus mistérios, principalmente no interior do ser e na natureza. Dedica-se especialmente ao Xamanismo Universalista, com foco para o Sagrado Feminino e autoconhecimento por meio de Plantas de Poder. Atende online como Cartomante e Terapeuta Holística.