Dicas para superar as crises da vida amorosa

Você está enfrentando uma crise no seu relacionamento? Sabe... aquelas crises que fazem a música “Hello, Goodbye” dos Beatles ser a trilha sonora da sua vida? Um de vocês diz “olá”; o outro, “adeus”, e você simplesmente não entende por que suas falas não se encontram? Você não entende por que vocês nunca estão no mesmo momento? Seja por discordar de tudo, ter opiniões diferentes ou não entender o comportamento um do outro? Calma, nós vamos te ajudar.

Todo relacionamento enfrenta crises. Por mais bem-resolvidos que os envolvidos sejam, um casal é composto por dois indivíduos diferentes, e isso quer dizer que inevitavelmente vocês terão momentos diferentes. As pessoas amadurecem de forma diferente, sem mencionar que os interesses também mudam com o passar do tempo. Afinal, quem não conhece o clássico “Você não é mais a mesma pessoa por quem me apaixonei?”. As crises podem acontecer por diversas razões: interesses que mudaram, fogo da paixão baixo, desinteresse, infelicidade relativa a outros aspectos da vida (e que você acaba descontando nas suas relações de alguma forma). Enfim, não importa qual seja a razão, a essência de uma crise é uma só: desencontro, seja de interesses, ideias, compreensão ou personalidade.

Dicas para superar uma crise

Respeito sempre

Homem e mulher pedalando bicicleta segurando as mãos durante pôr-do-sol

O respeito é essencial para qualquer relacionamento. É importante que você respeite o tempo do outro, seus interesses, personalidade, e também o respeite num contexto de educação. Nada de insultos ou ameaças. Busque resolver tudo na base da conversa.

Cuide de você

Não esqueça de que, antes de ser parte de um casal, você é um indivíduo único. Tenha a sua própria vida, curta seus momentos de lazer. Saia com seus amigos. Seja pleno e busque alguém que te transborde em vez de buscar alguém que complete parte do que te falta.

Tenha empatia

Dois pares de pernas brancas, um masculino e um feminino, sentados num muro

Nem sempre entenderemos a dor ou a situação do outro, mas é importante que saibamos nos colocar em seu lugar e ter compaixão, empatia e paciência. Lembre-se: hoje é seu companheiro naquela situação, amanhã pode ser você... Como você gostaria de ser tratado.

Invistam um no outro

Evite ser dominado pela rotina. Encontrem tempo para investir na relação, seja sair para ir ao parque, assistir a séries juntos ou mesmo conversar na cama.

Aprenda a fortalecer o seu amor!

Qualquer coisa que seja a dois e prazerosa para ambos. Assim vocês passarão um tempo de qualidade juntos e a tendência é perceber e valorizar ainda mais os bons momentos.

Seja sincero

Dois homens negros com cabeças encostadas e olhos fechados. Mãos de um deles ao redor da cabeça do outro.

Ninguém tem bola de cristal, portanto não espere que o outro adivinhe o que está sentindo ou pensando. Seja sincero quanto ao que deseja e o que sente. Muitas crises acontecem pela falta de comunicação, então fale tudo o que está guardado, mas escolha suas palavras com bastante empatia e respeito.

Medite

Essa é a última e talvez a mais importante de todas as dicas. A meditação é ótima para nos ajudar a encontrar respostas. Sabe quando você está nessa crise e não entende por que isso está acontecendo? Ou quando você tem 100% de certeza do que levou a relação a tal ponto? Em ambos os casos você precisa meditar. No primeiro, para encontrar a resposta; no segundo porque, quando existe certeza demais, existem ainda mais razões para duvidar.

Sendo assim: medite. Pela meditação você será capaz de entender suas próprias emoções e perceber que nem tudo era como parecia. Você será capaz de identificar suas próprias falhas e entender melhor o que te decepcionava no outro, e consequentemente se questionar a respeito da origem desse comportamento – será que é realmente algo no relacionamento, ou será que seu companheiro está passando por alguma dificuldade em outra área da vida e acaba descontando na relação? O que será que você poderia fazer para aliviar isso? Que suporte você poderia fornecer? Às vezes precisamos perceber que nem tudo é sobre nós.

Você também pode gostar:

Existem diversos aplicativos e vídeos de meditação. Você pode optar por meditação guiada ou colocar uma música e divagar em seus próprios pensamentos. O importante é encontrar o que funciona para você. Separe alguns minutos do seu dia, nem que sejam apenas 5 minutos, e entre em contato com você. Perceba o que está sentindo, identifique seus sentimentos e suas origens e vá se aprofundando nisso. Você verá imagens, mensagens, reflexões e até memórias rolando pela sua mente. Você vai se questionar e ver pensamentos rolando.

O segredo é não focar em nenhum pensamento específico: deixe tudo rolar como se fossem os créditos de um filme; caso depare com algum sentimento ruim, identifique-o, mas não lhe dê toda a atenção. No fim da prática, você terá uma ideia melhor do que está acontecendo dentro de você e da outra pessoa. Com uma única sessão ou talvez com sessões diárias você será capaz de entender melhor a si mesmo e perceber que nem tudo é como parece. Você terá mais paciência consigo mesmo e, consequentemente, mais empatia para entender o outro.

Mulher de costas sentada numa pedra observando montanhas.

Se as crises de um relacionamento são causadas por desencontros, tudo que você precisa fazer é certificar-se de que vocês têm os meios necessários para um reencontro. Siga nossas dicas, medite, encontre a si mesmo e você perceberá como fica mais fácil estender sua visão para o outro. As mães sempre dizem: “Não faça para os outros o que não gostaria que fizessem com você”, mas transformei esse ditado em: “Trate os outros como você gostaria de ser tratado”.

Dessa forma, se você for o exemplo no seu relacionamento, ainda terá crises e batalhas a enfrentar, mas estará munido com as armas certas para vencer qualquer percalço no caminho.

Respeito, empatia, sinceridade, amor, plenitude e autoconhecimento.