por Silvia Ligabue

Já pensou em trocar culpa por responsabilidade?

A culpa é um dos maiores sofrimentos psicológicos que o ser humano pode vir a ter. Quando aparece está geralmente subjacente a quadros depressivos, insatisfações pessoais, angustias entre outros.

É ainda o resultado da raiva que você tem em relação a si mesmo, carregada de censura, julgamentos, arrependimentos. E ela está diretamente ligada ao passado, que não se consegue abandonar. É olhar para trás e de fato acreditar que você poderia ter evitado tal comportamento ou palavra, e você não o fez.

Ela é a não aceitação de que você é um ser passível de falhas e que faz da sua forma sempre o seu melhor. É ainda a crença de que você cometeu um erro e por isso deve ser punido e esta é a punição, este sentimento que danifica nosso interior.

Pode ser criada através de vários fatores, como a religião, inflexibilidade, abandono, medo, preconceito, falta de atitude, expectativas, superproteção etc. 

William Shakespeare, com a frase: “A minha consciência tem milhares de vozes, / E cada voz traz-me milhares de histórias, / E de cada história sou o vilão condenado”.

Ele nos descreve de forma clara, quase que conseguimos “visualizar” suas palavras, uma sensação que perturba e que traz sofrimento e aflição, exatamente como o culpado sente-se internamente. Você já sentiu-se assim?
 
Procure perceber de onde vem sua culpas, pois a consciência já é uma grande ajuda para poder cuidar deste incomodo. Afinal, sua história de vida e a compreensão de suas culpas poderão lhe abrir caminhos para entender e resolvê-las.

Como tudo tem dois lados a culpa pode ser, se utilizada como um alerta momentâneo, a dica de que se é necessário a mudança de um comportamento que se tornou “desadaptativo” em sua vida, por isso deve ser modificado.
 
Que tal no lugar da culpa você olhar para as situações vividas e compreender que é possível se responsabilizar por suas escolhas, entender e aceitar que se você não acertou em uma tentativa, poderá retificar da próxima vez.
 
Compreenda ainda que respeitar o outro é importante para que todos vivam em harmonia. Que nos lembra muito bem Dalai Lama em sua citação: "A responsabilidade de todos é o único caminho para a sobrevivência humana". 

A ideia aqui é alertá-lo para não ser vítima de sua própria culpa e assim permanecer estanque e deixar a vida passar. E sim tenha a certeza que ao se responsabilizar por ela, a sensação de ser dono de seu caminho e com isso o fortalecimento de seu poder pessoal, lhe deixará muito mais perto do prazer de viver, da felicidade, que é a única coisa que devemos buscar nesta vida.

Afinal, a liberdade com responsabilidade nos traz uma sensação de bem-estar.

Lembre-se: Talvez você ainda se arrependa muito de algo que já fez, a boa notícia é que você ainda poderá corrigir este feito.

Seja seu melhor amigo, perdoe-se e deixe de ser o seu próprio juiz.

Silvia Ligabue

+ artigos

Psicóloga e Coaching em Bem-estar. Palestrante de temas motivacionais, comportamentais e escritora. Autora dos livros "Faça Escolhas, não terceirize sua vida” e "Foque em você, uma reflexão diária!" lançados pela editora Autografia.

site silvialigabue.com.br

facebook /SilviaLigabueTerapias

fone (11) 2865-4845

email [email protected]

instagram @silvialigabueterapias

celular (11) 99129-6351

youtube SilviaLigabueTerapias