por Ana Beatriz Monteiro

Pelas pequenas felicidades

“Então me diz, o que faz você feliz?” Assim começava a propaganda de uma rede de supermercados. Eu gostava muito dessa propaganda, mais até do que as versões diferentes e mais animadinhas que vieram depois. Acho que é porque essa falava de pequenas coisas, com a paz e tranquilidade que só a voz mansa de Gilberto Gil consegue transmitir.

Porque nós deixamos de fazer o que nos faz feliz? É claro, não dá para acreditar na ilusão que podemos viver uma vida de sonhos o tempo todo. Trabalhos, obrigações, responsabilidades, são coisas das quais não podemos fugir. Ainda assim tempo, todos nós temos, de quando em quando, para fazer aquelas pequenas coisas, besteirinhas mesmo, que dão mais sabor à vida.

A felicidade não é um estado constante, mas é mais uma coisa, entre tantas outras na vida, que precisa ser buscada. E a verdade é que temos que dizer alguns “nãos” durante essa busca. Fugir de uma reunião social com gente que você não gosta e dar uma volta por algum lugar bonito. Esquecer a dieta, só por um dia e comer um brigadeiro numa quarta-feira. Silenciar o whatsapp para não ver a discussão daquele grupo. Desligar o jornal e ver aquela comédia romântica que você já viu dez vezes. Quem se importa? É isso que te faz feliz!

E claro, é preciso deixar a acomodação de lado também. Depois de trabalhar a semana inteira, se largar no sofá durante o sábado inteiro é uma tentação. Mas quando começar a tocar a música do Fantástico, você vai brigar consigo mesmo por ter desperdiçado todo o fim de semana. “Brincar de nada, fazer de tudo, fazer o que você sempre quis?”. Levanta logo então, e vai atrás da sua pequena felicidade.

Afinal, como a mesma propaganda pergunta “o que faz você feliz, também faz alguém feliz?”. Felicidade é assim: contagia. E é bem maior quando compartilhada.

Por isso, tenho só um desejo para esse ano e para os outros que ainda vem: um mundo com mais gente que encontra sua felicidade, e que faz todo mundo ao seu redor, também, um pouquinho mais feliz.

Ana Beatriz Monteiro

+ artigos

Futura roteirista, nerd e viciada em chá de maçã. Acredito, mais do que tudo, no poder das palavras. Amo fotografia e meu sonho é correr o mundo e trazer muitas fotos pra casa. Aí morrer de saudade e querer tudo de novo, outra vez.