Compartilhar

por Paulo Bregantin

Uma reflexão sobre alegria e tristeza

Spinoza nos dá uma visão muito interessante sobre Alegria e tristeza: “A alegria nunca é má diretamente, porém é boa; ao contrário, a tristeza é diretamente má. A alegria nunca é excessiva, ela é sempre boa; ao contrário, a melancolia é sempre má”.

Spinoza com essa frase deixa claro que a alegria faz bem e a tristeza faz mal, é muito interessante essa afirmação, pois nós somos condicionados pela cultura, e mesmo pelos ensinamentos dos mais velhos, que quando ficamos tristes aprendemos mais do que quando estamos alegres, até a própria igreja ensina isso, quando fala que: “…se você não vem pelo amor, vem pela dor…”. Creio que a alegria faz parte da felicidade e desenvolvimento do ser humano e que a tristeza é sempre consequência de uma má administração da vida, ou seja, quando buscamos as coisas boas e evitamos as ruins vivemos melhor e com mais qualidade.

A questão é como alcançar a alegria e fugir da tristeza?

1-     Seja criativo e pró-ativo, ou seja, busque dentro de você mesmo motivações para continuar vivendo, nunca tome decisões pelas palavras de outras pessoas, acredite em você.

2-    Aprenda a administrar seu tempo, “…pois é dessa matéria prima (tempo) que é feito a vida”, B.Franklin. Quando fazemos bom uso do tempo nós administramos melhor nossos problemas e situações difíceis, evitando assim “flechas” afiadas dessa tão maldosa “tristeza”.

3-    Ter um bom rol de amigos é fator primordial para estarmos alegres, pois a solidão  é uma arma grandiosa para a tristeza, enquanto que, quanto mais amigos mais suporte você tem.

4-    Evite brigas internas e externas, faça bem feito sua parte e não exija que os outros façam o que você faz, pois isso estressa e te levará a uma tristeza profunda.

5-    Valorize o que você já conquistou, ou tudo que está a sua volta. Por exemplo: o ar que você respira, o sol, a terra, sua família, seus amigos, emprego, sua visão, seu paladar… quando fazemos isso atraímos para nós coisas boas, ou seja, alegria, quando não percebemos essas coisas nos afundamos em tristeza. O que você quer?  Então comece agora mesmo.

6-    A decisão de ser alegre ou triste está sempre em suas mãos, pois como a bíblia diz: “..como imaginou na sua mente assim será…”, isso quer dizer que a felicidade ou a derrota nasce na mente, por isso é que pensar coisas boas é fundamental para o desenvolvimento e crescimento físico, psicológico e espiritual.

7-    O medo de acertar faz com que você pare de viver intensamente. Tenho visto muitas pessoas vivendo na média (nascer,crescer e morrer) e por que isso? Porque muitas pessoas não aceitam viver um sonho, ou um desafio, pois pensam que são fracas e impotentes, mas saiba que todo ser humano é forte, vivaz e com o melhor de tudo, criativo. Desenvolva isso dentro de você, diga não para as situações difíceis, diga não para tudo que te faz voltar atrás, diga não a tristeza e creia sempre que você pode ser feliz.

Compartilhar

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin