Compartilhar

por Iasmin Gimenes Sabbanelli

Marte em Libra — 15 de setembro de 2021

Marte, o deus guerreiro, é o primeiro planeta considerado exterior e, por isso, vai externalizar todas as funções internas das pessoas. Ou seja, vai colocar para fora tudo que está dentro de você: sua essência (Sol), suas emoções (Lua), sua maneira de amar (Vênus) e sua forma de se comunicar (Mercúrio). Marte é a energia que nos faz sair do lugar e ir em busca dos nossos sonhos. É o nosso instinto de atacar.

Libra é o signo do elemento Ar, com características cardinais, ou seja, dá início às coisas, tem o impulso de fazer acontecer. Por ser do elemento Ar, Libra lida com seus desafios mediando, apaziguando e ponderando os conflitos por meio da justiça e igualdade, tornando-se, assim, o signo mais diplomático do Zodíaco.

Como você pôde perceber, Libra não tem muita sintonia com as características do planeta Marte, ou seja, Marte em Libra fica em exílio, porque, na verdade, ele não quer confrontar, o seu impulso é de conciliar.

Planeta marte

Marte em Libra não quer guerra com ninguém; por isso, é um ótimo momento para fazer as pazes caso tenha brigado com alguém.

Nas relações em sociais e afetivas, Marte em Libra vai estimular mais harmonia e cooperação nas interações, pois estaremos mais sociáveis.

Você também pode gostar:

No âmbito dos relacionamentos, se você está solteiro, é um ótimo momento para paquerar, jogando um charme. Quero ver alguém resistir. Estaremos naturalmente mais solícitos, amáveis e saberemos como cativar as pessoas.

Apesar da tendência conciliadora dessa posição, um possível aspecto negativo desse trânsito é que, no impulso de querer resolver as coisas e se conciliar com as pessoas, podemos nos tornar um pouco insistentes. E, tentando convencer a sentar para conversar, podemos acabar irritando o outro. Outra tendência é acabarmos querendo fugir de situações ou conflitos que precisemos enfrentar ou tenhamos que tomar decisões. Por isso, fique atento!

Compartilhar

Iasmin Gimenes Sabbanelli

+ artigos

Sou uma eterna amante e estudante da Astrologia. Para mim, um mapa astral é como um mapa do tesouro escrito pelo Universo no dia do nosso nascimento e o astrólogo é o intérprete.

Utilizo a astrologia como ferramenta de autoconhecimento e transformação, por isso resolvi me aperfeiçoar. Estou cursando o 2º semestre do curso de Astrologia pela Gaia, no anseio de poder contribuir com o mundo transmitindo o propósito dos astros em busca de uma vida mais feliz.