Compartilhar

por Erickson Rosa

Vida simples e pensamento elevado

Estamos sempre correndo atrás de nossa felicidade. Seja procurando um trabalho que nos traga mais dinheiro ou uma casa melhor, seja um novo relacionamento. Independente daquilo que buscamos, entramos sem perceber em uma jornada desenfreada por coisas que nos tragam a felicidade. Sem notarmos, aumentamos a complexidade de nossa vida e deixamos que nossos pensamentos fiquem estreitos e fixados em coisas, e não em nossa natureza. Neste texto, quero falar sobre o fato de que, simplificando a vida e elevando nossos pensamentos, podemos atingir uma vida mais feliz e com mais significado.

Vida simples

Mulher deitada de olhos fechados em uma piscina

De maneira geral, nossa vida é uma correria sem fim. Precisamos trabalhar para mantermos as coisas, pagar nossas contas e esperar pelos fins de semana ou pelas férias, quando finalmente vivemos de verdade.

Estamos tão ocupados em buscar mais coisas que acabamos nos esquecendo de que a vida deveria ser simples. Quando falo simples, quero dizer que nossa busca não deveria ser por ter o melhor carro, a melhor casa ou, então, mais dinheiro. É bom termos uma casa e um bom alimento em nossa mesa. Mas, se vamos atrás de mais coisas, acabamos achando que a felicidade está nelas. Acreditamos que a sensação de satisfação e prazer ao comprar algo é a felicidade, quando, na verdade, é algo que passa e está na dependência das coisas.

Definindo os signos em três palavras. Confira!

Se vamos ao shopping e vemos algo que faz nossos olhos brilharem – como uma roupa ou um sapato, por exemplo –, rapidamente queremos comprar. Ao adquirir, podemos ficar felizes por um momento, mas basta que passe um tempo para que a satisfação também passe. E logo estamos em uma corrida por mais. Uma vida simples nos coloca em conexão com o tempo presente, com o aqui e o agora e com a felicidade de estar presente para a vida, e não para as coisas.

Ter uma vida simples é buscar o necessário para sua vida, e não mais que isso. É sair da corrida frenética por mais sensações que uma nova aquisição.

Pensamento elevado

Mulher de olhos fechados com a cabeça inclinada para cima

Em nossa sociedade, estamos sempre distraídos. Séries de TV, filmes, jogos virtuais... são muitos estímulos que tiram nossa atenção do contato com as pessoas, do conhecimento de nossas emoções, do olhar profundo para nossa mente e para nossas ações.

O pensamento elevado a que me refiro é o olhar para nosso mundo interno, para entender a profundidade que é nossa mente e nosso coração. Se estamos sempre distraídos com programas e situações, jamais conseguiremos entender a profundidade de nossa mente e da realidade que habitamos.

A felicidade encontra-se nessa profundidade, e não nas coisas que compramos e adquirimos ao longo da vida. Quando a jornada de uma pessoa chega ao fim, creio que ela não se lembra das coisas que comprou e de roupas que usou, mas sim do momento que passou com as pessoas e dos momentos significativos que viveu. Mas esses momentos não são de séries e filmes, e sim de conexão com os outros. Eleve seu pensamento para seu mundo interno e desenvolva esse olhar para um caminho internalizador. Afinal, é melhor passar a vida vendo filmes e séries ou entender a profundidade de nossa mente e nosso coração?


Veja também: O poder do pensamento e sua força em nosso dia a dia

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Psicólogo clínico laureado pela PUCRS. Atende crianças, jovens e adultos. Palestrante sobre a temática do inconsciente.