Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

Equinócio de Primavera: tudo sobre esse fenômeno

A ciência é extremamente importante para a evolução da sociedade. Por meio dela descobrimos informações que facilitam e melhoram a nossa vida e, assim, as utilizamos a nosso favor.

Um exemplo bastante claro disso é o estudo que procura entender o movimento não somente da Terra, mas de todos os outros astros. Por meio de dados obtidos por profissionais da área, somos capazes de entender exatamente como isso acontece e quais são os seus efeitos sobre a natureza.

Foram os cientistas, afinal de contas, que surgiram com o conceito de estações da natureza. Assim, eles são capazes de determinar as diferentes temperaturas mais comuns durante determinado período de tempo. Isso oferece não somente muita comodidade às pessoas, que podem programar os melhores passeios para tal época, mas também para agricultores e pescadores, por exemplo.

O que muitas pessoas tendem a fazer, contudo, é invalidar tudo aquilo que não é comprovado cientificamente. Assim, o que é considerado místico acaba caindo dentro de um grupo de informações que não deve ser considerado verdade, o que é algo preocupante e bastante triste.

A misticidade, afinal de contas, pode andar ao lado da ciência. Diversos fenômenos são estudados por ambas e, embora cheguem a resultados diferentes, eles não são rivais. Muito pelo contrário: eles se complementam.

Esse é o caso, por exemplo, do equinócio de primavera. Esse acontecimento natural pode não somente ser explicado pela ciência, mas também utilizado de forma benéfica de acordo com rituais e atividades que foram criadas pelo mundo místico.

Aqui, no Horóscopo Virtual, abordamos essa dualidade de maneira bastante interessante. Em nosso artigo, você entenderá tanto os aspectos técnicos e científicos do equinócio de primavera quanto o lado místico e misterioso do mesmo acontecimento. Confira!

O equinócio de primavera e a ciência

Flores em foco com sol refletindo ao fundo

O início de uma nova estação indica que modificações climáticas ocorrerão. Para preparar a população para tais mudanças, nomenclaturas foram criadas, a fim de indicar o começo da nova temporada.

Esse é caso do equinócio de primavera. Entretanto o nome que foi dado ao primeiro dia da primavera também possui ligação direta com um acontecimento muito interessante: nessa data, tanto o dia quanto a noite possuem exatamente a mesma duração, ou seja, 12 horas.

Conheça 5 fórmulas florais para a primavera

A explicação para esse episódio é bastante simples: nesse dia, os raios solares entram em contato com a linha do Equador. É essa linha a responsável pela divisão do planeta entre norte e sul. Sendo assim, ambos os hemisférios compartilham o mesmo tempo de iluminação nesse período.

É importante lembrar que, depois do equinócio de primavera, o dia passa a ter duração mais longa, enquanto a noite, mais curta.

O equinócio de primavera e a misticidade

Campo com flores vermelhas com caminho no meio dividindo e montanhas ao fundo

O fato de que, no equinócio de primavera, o dia e a noite têm exatamente 12 horas de duração indica um momento de equilíbrio perfeito. Sendo assim, esse fenômeno passou a ter grande importância para o universo místico.

Acredita-se que, durante esse dia, as pessoas recebem a oportunidade perfeita para se desprenderem de todas as suas dificuldades e abraçarem a alegria e a harmonia que acompanham a primavera. Esperança e renovação são palavras extremamente importantes nesse momento, pois crescem junto com as flores.

Saiba quais são os signos da primavera no Hemisfério Norte

Nesse cenário, o ritual que ficou conhecido como Rito de Ostara foi criado e rapidamente ganhou grande popularidade. Esse título faz referência à Deusa de mesmo nome, que possui grande ligação com a fertilidade e também com o renascimento e a liberdade.

O equinócio de primavera e o Rito de Ostara

Mulher em praia com coroa de flores na cabeça

De acordo com as lendas, o Rito de Ostara representa o momento de equilíbrio perfeito entre as forças do Deus e da Deusa em questão. Assim, mostra que a união em que existe a equidade de poder é possível de ser alcançada. Sendo assim, também somos capazes de nos fortalecermos por meio da natureza, já que, nesse momento, homem e meio ambiente também se encontram em pé de igualdade.

Nas histórias, o Deus está em um momento de puberdade, ou seja, se encontra extremamente disposto. Ao mesmo tempo, a Deusa é uma donzela cheia de energia. Ambos são perfeitos juntos nesse exato período, pois representam a fertilidade e a germinação.

As tradições dizem que, durante o equinócio de primavera, as pessoas deveriam acender fogueiras no alto das montanhas, para que sejam abençoadas pelo sol. Não só isso: existia uma prática em que a comunidade pintava ovos com símbolos mágicos para depois os lançarem ao fogo como uma oferenda aos deuses.

Para representar o Rito de Ostera, é comum utilizar elementos que remetem não somente à primavera, mas também à fertilidade e à nutrição. Por isso é que as flores e o leite são bastante populares entre as pessoas que celebram esse fenômeno. Enquanto o primeiro faz conexão com o renascimento e a beleza natural, o segundo indica o fortalecimento da vida.

Por fim, algumas oferendas também são feitas à Deusa durante o equinócio de primavera. Dentre tudo o que pode ser oferecido a ela, os elementos mais comuns são pão, bolo, ovos, leite, mel e frutas. Além disso, é importante fazer agradecimentos e, quem sabe, até mesmo plantar árvores e flores para agradá-la.


Veja também: Saiba tudo sobre o Equinócio de Outono

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.