por Selma Godoy

"Grife", exclusividade e feitos à mão!

Tudo que existe no universo funciona através de mecanismos inteligentes e organizadores que são determinados pelas Leis Cósmicas. 

Hoje, vamos falar da primeira Lei Cósmica que é a UNICIDADE e de suas consequências. Afinal, sem exagero, a vida é repleta de mistérios a serem vasculhados. E parece que lá em cima não há preocupação em elaborar o “manual do proprietário”, não é não? Mas, certamente, saber como as coisas funcionam pode dar uma “suavizada” no trabalhinho que ela nos dá!

Bem, vamos ao ponto! A primeira lei determina que tudo que existe e que já existiu neste mundo é único. Não tem linha de montagem  por lá. Somos criações personalíssimas e exclusivas! Ah e “transformers” também! A lei do único funciona no tempo e no espaço. A cada dia somos pessoas novas e as circunstâncias também, de acordo com outra lei, a lei da evolução e transformação. 

Os cientistas devem ter se desmotivado da clonagem, a ovelhinha “Dolly” não sobreviveu! A lei universal não admite cópia! E só quem está dentro da lei pode obter sucesso!

Será que você percebe a importância disso? Tudo o que se falou desde sua mais tenra idade, deve ser repensado e reavaliado, pois a individualidade não foi considerada satisfatoriamente, na escola, no social e na família.

Perceba que fomos envolvidos em uma ideia de que ser diferente é perigoso e problemático, assim como, inadequados e esquisitos. E tudo isto, ainda reverbera em tudo o que queremos. Reflita nisto, e vá demonstrando para seus instintos o que você quer mudar de critérios.

Perceba vozes na sua cabeça que cobram, exigem, comparam, culpam e trazem mágoas e ressentimentos. A vida proporciona recursos infinitos e oferece a você o poder de escolher e determinar em que você quer acreditar para legislar sua vida exclusiva e inusitada - estas leis quem faz é você.

A verdade é que a natureza é diferenciada e hiperprodutiva. E isto, deve nos dignificar e nos tornar especiais, pois fomos feitos à mão, com detalhes da mais refinada “alta costura”, e com finalidades e propósitos específicos, com dons para isso. E isto nos leva a pensar que não há sentido na comparação, nem na concorrência. A única competição que faz sentido é consigo mesmo. Se você quiser se transformar em algo melhor, a vida ajuda, arranja patrocínio e dá assistência, se você respeitar seus próprios padrões.

Aos olhos da vida todos somos belos e perfeitos. Não há erros. E tudo aquilo que você está vivendo está certo e validado pela natureza. Se você acha que tem algo errado, é só este o problema!

Selma Godoy

+ artigos

Terapeuta de Aconselhamento. 20 anos pesquisando Espiritualidade, Comportamento e Psicologia.