Compartilhar

por Andrea Pavlovitsch

Saia da relação, mas carregue a sua dignidade com você

É, eu sei, fim de relacionamento é horrível. E na maioria das vezes, meter os pés pelas mãos é bem, bem, normal. Interessante, porque eu aprendi fazendo.

Eu já tive fins de relacionamento muito bons, em que os dois entenderam que não era isso, e tudo bem. Aliás, somos amigos até hoje. Já tive términos de relacionamentos com caras que eu chamo de “ratos”, porque no final eles se escondem na toca deles e nem falam com você, nem mesmo para dizer que acabou. Já tentei ser a que não fala nada, saindo de cabeça “erguida” sem reclamar – e passar anos remoendo aquela coisa no estômago – e já tive fins de pedir “pelo amor de Deus, eu te amo”. Já fiz de tudo.

E do alto da minha sabedoria de mulher que terminou relacionamentos demais, eu vos digo: nada disso funciona (tirando a parte em que os dois queriam mesmo o fim). Então, como terminar, sair e ainda manter a sua dignidade intacta?

Casal em pé discutindo

Não fuja da raia. Fingir que a relação não acabou ou que ele está só confuso não vai adiantar, querida. Se os sinais estão mostrando fumaça, possivelmente há fogo. É digno e justo que você vá atrás da verdade. Prepare-se para isso.

Tenha uma conversa. O que mais tem é homem ou mulher que simplesmente não quer conversar. Ou que joga a bomba e sai correndo. Ou então deixa pistas em algum lugar para alguém descobrir, fazer um escândalo e sair como louca. Não permita! Se o outro não quer a conversa, force. Mande áudios, escreva no Whats, mas coloque para fora o que você precisa resolver.

Não enlouqueça no processo. Quando eu falo para você falar, não é simplesmente “ficar nervosa” e soltar aquele dia que ele olhou para bunda da garçonete em 1989. Seja direta, firme. Diga o que você realmente sente e acha, sem rodeios e, principalmente, sem querer convencê-lo a ficar. Amor é conquista, e não convencimento.

Faça o teste e descubra se é hora de acabar seu namoro

Retire-se por um tempo antes disso tudo. Isso é bem importante. Não adianta simplesmente cuspir cobras e lagartos, você só sairá como doida. Pense, reflita, peça ajuda a pessoas que são mais sensatas e não vão ficar só colocando mais lenha na fogueira. Pense e escreva o que quer comunicar ao rolar a conversa ou mesmo que precise – Deus o livre! – enviar por WhatsApp.

Ele vai tentar deixar você nervosa, principalmente se ele quiser que você se sinta culpada. Sim, terminar relacionamento traz uma culpa difícil de lidar para a maioria das pessoas. Então, não permita que ele ou ela jogue isso em cima de você. Ninguém é obrigado a ficar com ninguém, mas também não é digno não deixar a situação clara.

Mãos unidas com tatuagens de âncoras iguais

Antes disso, mantenha relacionamentos nos quais as coisas são deixadas às claras. É namoro? É ficar? Tem “contrato” de exclusividade ou não tem? Deixe essas coisas claras. É bem normal termos medo de perguntar, para não perder, e irmos só tapando os buracos, arrumando justificativas para o outro. Se não começou, realmente não tem nem o que terminar.

Cuide-se. Cuide de você. Seja legal com você. Não entre no velho e bom “Eu vou ficar sozinho para sempre” ou “O que tem de errado comigo?”. Relacionamentos são complicados, e a maioria das pessoas está ralando para manter os seus são e salvos, você não é exceção.

Veja a importância de passar um tempo com você mesmo

Dê-se um tempo! Não entre em outra história correndo só para mostrar para ele como você está bem, beijando todo mundo na balada e bebendo todas. Isso geralmente passa justamente a ideia contrária!

E lembre-se: se a pessoa não foi legal com você para terminar, realmente não servia mesmo! Segue o baile!

Compartilhar

Andrea Pavlovitsch

+ artigos

Psicoterapeuta, taróloga e numeróloga, comecei minhas explorações sobre espiritualidade e autoconhecimento aos 11 anos. Estudei psicologia, publicidade, artes, coaching e várias outras áreas que passam pelo desenvolvimento humano, usando várias técnicas para ajudar as mulheres a se amarem e terem uma vida de deusa. Mãe da Nina de quatro patas, gosto de viajar, ler e sempre continuar estudando.

site andreapavlo.com

twitter @andreapavlo

facebook /AndreaPavlo

email [email protected]

instagram andreapavlo

celular (11) 9.8904-3635

youtube AndreaPavlovitsch