Compartilhar

por Erickson Rosa

3 dicas para acabar com as crenças limitantes

Vamos começar esse texto explicando detalhadamente o que são crenças. Crenças são um conjunto de regras que direcionam suas ações e que explicam como o mundo funciona. No Wikipédia você verá a seguinte definição: “é o estado psicológico em que um indivíduo detém uma proposição ou premissa para a verdade, ou ainda, uma opinião formada ou convicção”.

Desta forma, nem toda crença limita sua vida. Se uma pessoa possui a crença de que consegue aprender qualquer coisa que se propuser, ela terá uma confiança em seus estudos e isso a ajudará. Entretanto, nem todas as crenças são positivas. Algumas podem gerar grandes dificuldades por manter a visão rígida da situação. Um exemplo de crença negativa seria uma pessoa que tem a seguinte narrativa: “Se tal pessoa me olhou estranho, então ela deve estar brava comigo”. Ou então, “Quando entro em uma sala e todos me olham, sei que então pensando de forma negativa”.

Mas como saber quais crenças são positivas e quais são nocivas para a minha vida?

Essa é uma ótima pergunta, pois quase ninguém consegue identificar suas crenças, já que operam de maneira automática. São pensamentos que passam em nossa mente e tomamos como verdade absoluta. No entanto, existem algumas estratégias que podemos utilizar para identificar nossas crenças limitantes e sair desse ciclo de autossabotagem. Aqui vou expor três técnicas. Se quiser saber mais pode também acessar meu canal no youtube.

Questione-se

Vamos partir do básico. Se um pensamento negativo surgir, questione-se se esse pensamento realmente traduz a realidade, ou se ele é apenas uma interpretação sua. Não o tome como verdade de maneira automática. Pode até ser que seja, mas se questionar sobre ele tira você do processo automático de seguir a crença limitante e tomá-la como verdade.

Verifique as evidências

Seu pensamento pode estar correto. No exemplo acima, pode ser que a pessoa que olhou você “estranhamente” esteja realmente chateada. Contudo, isso pode ser uma inferência, apenas um pensamento errôneo de sua parte. E como saber a diferença? Busque evidências que confirmem sua crença. Pergunte para as pessoas se o seu pensamento está correto. No mesmo exemplo, seria interessante verificar com a pessoa se ela realmente está chateada com você. Isso evita mal entendidos e muitos problemas.

Faça um diário de seus pensamentos

Uma boa forma de saber quais as suas crenças é saber quais pensamentos que surgem em sua mente diante de um problema. Uma ótima estratégia é criar um diário de pensamentos, onde você pode anotar a situação e cada pensamento que surgiu diante do problema. Assim você pode verificar se esse pensamento condiz ou não com a realidade.

Essas estratégias servem para que você veja a vida de maneira mais ampla e consiga ter uma visão com mais recursos da realidade. Para que saia de suas crenças limitantes e consiga ter mais possibilidades diante das dificuldades tão frequentes em nossa vida.

Se gostou, compartilhe. É importante para que mais pessoas saibam como eliminar as crenças limitantes. Um grande abraço e até o próximo artigo.

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.