Compartilhar

por Giovanna Sapienza

Caminhos para o autoconhecimento

Aí está uma ferramenta poderosíssima e que pouquíssimas pessoas investem e buscam em suas vidas. O autoconhecimento é um processo de entendimento e compreensão de si, a busca por suas respostas mais íntimas e o acesso sem pudor às suas crenças e limitações. 

Problemas na educação

Infelizmente, a sociedade não reconhece a importância deste caminho e anula quase que completamente esta tarefa do processo de educação e desenvolvimento das crianças. Não somos estimulados a nos conhecer, perceber nosso corpo, nossa mente, nossos sentimentos. Muito pelo contrário, somos ensinados a trabalhar e estudar até a última hora do dia, competir absurdamente com as pessoas, não aceitar problemas e dificuldades e não reconhecer as nossas necessidades pessoais. 
Somos ensinados a ter vergonha de nosso corpo, esconder os problemas pessoais, sempre nos apresentando com um belo e falso sorriso estampado no rosto. Não aprendemos a conviver com a possibilidade do fracasso, e quando isso acontece, somos ensinados a nos condenar e nos cobrar até o último instante, provocando um martírio sem sentido e sem benefício algum. 

Mudando suas crenças

Vemos todos os dias os resultados desta cartilha, envolvendo doenças nervosas, problemas psicológicos, dificuldades de convivência, perturbações familiares, problemas de relacionamento, insatisfações profissionais, entre tantos outros. O fato é que se não mudarmos nossas crenças e alterarmos nossa forma de enxergar o mundo e ver a nós mesmos, continuaremos sofrendo e passando por sérias dificuldades na vida. 

Você é exatamente tudo aquilo que acredita ser e cada ação e reação que realiza, influenciam diretamente nos seus resultados diários. É preciso criar o hábito de observarmos todos os dias o nosso interior, prestando atenção em cada comportamento, cada reação de nosso corpo, cada sentimento. É preciso que aprendamos a ter compaixão por nós mesmos, ter amor pelas coisas que temos e cultivamos todos os dias. 

Dedique-se a se conhecer um pouco mais, se aceite da forma que você é, perceba os pensamentos e comportamentos que não lhe são agradáveis, mas continuam a lhe fazer mal. Tenha consciência dos seus defeitos, sempre entendendo que são apenas pontos que você precisa trabalhar e melhorar e não motivos para você praticar a autopunição e a desvalorização interior. 

Alternativas saudáveis 

Guarde um pouco do seu tempo e da sua energia para dedicar-se a tarefas e situações que realmente te fazem bem. Não existe nada mais revigorante e gostoso do que fazermos aquilo que realmente gostamos, desde meditar e viajar até bater um papo com o vizinho, levar o cachorro para passear ou tomar um delicioso sorvete. Tenha carinho por você, ame-se com todas as qualidades e defeitos, reconheça a divindade interior que existe e brilha dentro de você. Quando reconhecemos nosso poder pessoal passamos a dar mais valor para as pessoas que estão a nossa volta, pois conseguimos entender que dentro delas também existe uma divindade tão especial quanto a nossa. 

Não existem segredos e ideias mirabolantes, a maioria das técnicas são milenares e você já as conhece de trás para frente. Pratique atividades físicas que te façam bem sem o intuito da competição, mas sim pelo valor energético e sentimental que aquilo exige e poderá desenvolver em você. Preste mais atenção na sua alimentação, não é necessário comer vegetais e cereais 24h por dia, mais procure inserir coisas saudáveis, alimentos que façam bem para o seu corpo e aumentem seu rendimento diário. 

Aos poucos comece a reconhecer suas técnicas e seu caminho para a evolução e crescimento pessoal, basta se dedicar a conhecer toda esta gama de potencialidades que já existem dentro de você.

 

Compartilhar

Giovanna Sapienza

+ artigos

Terapeuta Holística, Jornalista e espiritualista, fundadora do projeto Saber Pleno. Amante de arte, comunicação e natureza, já estuda espiritualidade e novos caminhos para saúde e bem estar há 5 anos. Acredita muito nas relações pessoais, nos processos energéticos e nos bons sentimentos como caminho para uma vida feliz.

Frase de cabeceira: “A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.”