Compartilhar

por Vera Caballero

Internautas Esponja – Cuidado com as más energias virtuais

Este artigo é um alerta a todos sobre um malefício muito comum nos dias de hoje, mas que poucos reconhecem ou conhecem sua existência. Falo sobre um fenômeno muito comum, mas pouco compreendido e, na maioria das vezes, mistificado: o relacionamento energético entre pessoas e ambientes.

Não nos comunicamos somente através dos cinco sentidos: visão, audição, tato, paladar, olfato. Também enviamos e recebemos mensagens através do nosso campo energético. Ou seja, você emite energias que chegarão aos ambientes e pessoas e também recebe a influência de energias das outras pessoas e lugares.

Todo mundo sabe do que estou falando: vocês acordam bem humorados, de bem com a vida e animados. Chegam no ambiente de trabalho e encontram um chefe de mal com a vida, colegas desanimados ou competitivos, fofoca e muito baixo astral. A tendência da maioria das pessoas é se contaminar e chegar ao final do dia esgotado ou de mau humor.

Às vezes isso acontece em casa. Brigas, ressentimentos antigos, implicância, negativismo, parentes depressivos ou doentes. Resultado, você não tem nem vontade de voltar para casa

O contrário também é válido: encontrar aquele amigo ou amiga super animado, sempre em alto astral, ou então o “palhaço da turma”, daqueles que fazem a gente rir por qualquer coisa, até de nós mesmos.. Ou quando você está perto de uma pessoa muito, mas muito querida. Aqueles que gostam de animais, plantas ou têm qualquer hobby, respondam: como fica o seu astral nesses momentos? Entrar em uma igreja ou templo e respirar profundamente, fazendo uma oração. Participar de uma aula de Yoga tradicional ou simplesmente fitar a pintura ou foto de uma pessoa santa, olhando bem em seus olhos...

Perceba, então, que você não vive fechado em seu mundo, mas se relaciona o tempo todo com tudo e todos os que estão à sua volta. Influencia e é influenciado, afinal, vida é comunicação. O ideal seria que compartilhássemos de forma sadia toda essa energia infinita: doando e recebendo amor, alegria, generosidade. Mas, ninguém é perfeito, não é mesmo?!! Nem mesmo você!!

O que acaba acontecendo é uma troca desenfreada de aspectos bons e negativos de nossa natureza. Compartilhamos também tristeza, medo, ansiedade, egoísmo, raiva, intolerância e todos os nossos traumas e recalques.

Fortalecendo o sistema imunológico

Algumas pessoas apresentam, como disse na matéria anterior, uma sensibilidade tão grande que somatizam o estado de espírito de outras pessoas, chegando a apresentar depressão e manifestações físicas como sonolência, alteração de humor, bocejos, dor de estômago, peso na nuca e ombros, confusão mental, entre outros. Além de serem também muito vulneráveis ao padrão vibracional dos ambientes. O que esses seres tão sensíveis precisam é fortalecer o “sistema imunológico sutil”.

Da mesma forma que certos vírus e bactérias são contagiosos, causando até epidemias, o baixo e o alto astral também são. A raiva, a irritação e o descontrole emocional são tremendamente contagiosos. Vocês lembram dos vândalos de estádios de futebol e shows com centenas de pessoas? Às vezes, pouquíssimos indivíduos começam e bagunçam, que se alastra rápida e descontroladamente. Parece que aquele estado de espírito vai tomando conta até de pessoas que normalmente não se comportariam assim. Perceba também o que acontece nas grandes cidades como São Paulo onde a irritação é constante em todos os moradores.

Se você vai ao médico reclamando de gripes constantes, há grande probabilidade dele dizer que o problema está no seu sistema imunológico, que deve estar debilitado. Vai, então, recomendar uma alimentação reforçada, descanso, controle do estresse e talvez uma reposição de vitaminas e minerais, certo? O foco vai estar no seu sistema de defesa e não necessariamente nos vírus da gripe. O mesmo é válido para todos os leitores que reclamaram de problemas com energias negativas: a deficiência está em você, a negligência consigo mesmo, a falta de informação, o excesso de sensibilidade, a baixa autoestima, a falta de controle das próprias emoções e pensamentos é que debilitam o seu sistema de defesa energético. Não adianta colocar toda a responsabilidade nas pessoas que te circundam, nos ambientes carregados ou nesse mundo que, para muitos, está perdido.

Esqueça, portanto, essa ideia de arranjar um método infalível para se proteger das energias negativas. Existe sim um processo de educação, amadurecimento pessoal, conhecimento e controle das energias. O primeiro passo para se fortalecer energeticamente é assumir a responsabilidade sobre sua vida e tudo o que lhe diz respeito.Você não pode e nem deve se apartar das pessoas. Durante toda sua vida terá de aprender a conviver com a negatividade deste mundo e a lidar de forma a não se contaminar com ela. E num segundo momento ajudar a transmutar as energias negativas de pessoas e ambientes. Contaminando tudo a seu redor com Luz.

Compartilhar

Vera Caballero

+ artigos

Numeróloga, Coaching Holístico, Reiki, Feng Shui, Yoga e Radiestesia.

site www.almaserena.com.br

fone (11) 3287-2786

email [email protected]