por Elizabeth Nakata

O caminho de Santiago

Há tempos ouvimos falar desse caminho, dessa peregrinação, que diversas pessoas fazem, ou sonham fazer, uma vez na vida.

Lemos reportagens e assistimos programas onde ficamos sabendo das etapas, ouvimos relatos dos peregrinos e seus testemunhos, que são bem parecidos. Aprendemos que é um caminho para ser percorrido sozinho, com pouca bagagem, um cajado, roupas e sapatos confortáveis. Não há luxo. A viagem começa bem, com esperanças e alegria. No percurso tem cansaço, bolhas, machucados, desconforto, solidariedade, humildade e estoicismo, apenas para ficar no básico. No final o peregrino, exausto, porem contente, retorna ao seu lar, enriquecido com a experiência.

Lembro de um tarólogo aquariano, que disse não ter tempo nem paciência para trilhar o caminho do jeito tradicional. Fez um roteiro e, entre um e outro local a ser visitado, pegou aviões, carros, trens, o que houvesse à disposição para acelerar o cumprimento das etapas. Ele ficou contente, ao final, e disse ter cumprido o trajeto proposto e completou, dizendo, que havia mudado com a experiência.

Pensando nisso tudo, acho que o caminho é algo que pode ser feito em qualquer lugar, por quem se disponha a colocar em prática seus ensinamentos. Ele também pode ser comparado às qualidades de Saturno, Júpiter, Sagitário e Capricórnio. Aquele tarólogo aquariano se conhece bem e sabia, que trilhar o caminho de Santiago de Compostela do jeito tradicional, para ele, seria impensável e impossível. Outra pessoa, acostumada a seguir as regras, sem pular etapas, com um perfil mais austero, sequer pensaria em abreviar, ou facilitar, o percurso do caminho. Primeiro precisamos ter fé, acreditar que podemos nos tornar pessoas melhores. Fixar um alvo, uma meta exequível. Se estou vinte quilos acima de meu peso ideal, posso determinar que perderei o excesso de peso em doze meses, mas jamais em uma semana. Portanto, objetivos claros, estratégia correta e determinação nos levam ao sucesso.

Começando por Júpiter e Sagitário, todo caminho só é válido para quem tem fé. Fé não é sinônimo de religião, é acreditar em algo, ou alguém. Pegando como exemplo o grande recordista Usain Bolt, ele crê que pode se tornar o mais veloz, quebrar recordes e baixar tempos sucessivamente. Ele conhece seu físico, tem a vontade, a determinação e fixa uma meta. A próxima etapa é a busca do conhecimento. Ninguém começa a trilhar o caminho sem saber o roteiro. Usain Bolt se informa sobre as técnicas de aperfeiçoamento na modalidade escolhida. Estuda os movimentos, calcula as passadas, aperfeiçoa a largada. Depois de treinos constantes e muito trabalho (estamos falando de Saturno e Capricórnio), ele vai competir. Faz o gesto que já virou sua marca, com os braços virando arco e flecha, mirando para o alto e para longe (símbolo de Sagitário). Quando soa o tiro de largada, dispara veloz para a vitória e volta para casa com mais uma medalha, a sensação do dever cumprido e a certeza que mais trabalho o aguarda. Trilhar o caminho significa criar uma consciência de nossas atitudes, respeitar as pessoas com as quais nos relacionamos e aqueles que desconhecemos, mas, que serão afetadas por nossas ações. Significa também agir com humildade e despojamento. Implica em certa dose de renúncia e vontade de aprender. Caminhar com olhar aberto, acolhedor, como se fosse a primeira e única vez que vivemos essa experiência. Finalmente chegar ao destino fixado, com a certeza da meta alcançada.

O caminho, o caminhar, o percurso é Saturno e Capricórnio. O objetivo, a sabedoria adquirida, o horizonte ampliado, é Júpiter e Sagitário. Essa experiência pode ser aplicada em tudo que fazemos. O trajeto de casa para o trabalho, ou para a escola, pode ser feito à la Santiago, deixando o carro em casa, usando bicicleta, metrô, ônibus, trem ou mesmo a pé. Olhar, e ver, as pessoas em volta, a maioria fazendo tudo automaticamente. Atentar para a sujeira na rua e resolver que não contribuirá para isso. Repensar, e mudar, a forma de agir. Ter humildade para aprender com os outros.

Fazendo isso, ao chegar ao destino, poderá dizer que acabou de trilhar o Caminho de Santiago de Compostela.

Elizabeth Nakata

+ artigos

Astróloga, Jornalista e Radiestesista.