por Paulo Bregantin

Reflexão sobre Ressignificar

Todos temos dúvidas como reconfigurar, pois estamos sempre acostumados com nossas configurações. Ressignificar são mudanças. Mudanças são processos divinos que nos acontecem.

Ressignificação é preciso, mas não é "preciso". Ressignificar é complexo, pois implicada em mexer nos mais profundos dos "arquivos" (ensinamentos) e redefinir o "o que" e "o como" somos. Ressignificar implica em entender que o "como" está funcionando e necessita de um "Upgrade" para continuar melhor e mais produtivo. 

Ressignificar é adaptabilidade ante o que o mundo "atual" nos oferece. É entendimento, mesmo não "gostando". Mesmo lendo o "manual" da reconfiguração podemos correr o risco de sofrer no processo de se Ressignificar.

Ressignificar é conferir o que tá certo e errado, mudar o que for preciso e continuar! Sim! Continuar... Ninguém está só. Boa noite bons amigos(as) e familiares.

É preciso ressignificar a mente, comportamentos, alma e espírito para enfrentar algumas posições que a vida nos oferece. Ressignificar é um processo individual e que não necessita de ninguém para se iniciar. Às vezes, é aceitar o óbvio. 

Nenhuma Ressignificação vem de forma indolor. Muitas acontecem em meio às dores (mudanças). Mudar dói.

Ressignificar é abrir os olhos da alma para as mudanças que se aparentam na vida. Ressignificar é entender que novo sempre chega e não pede licença!

Ressignificar e mudar o modo operante para as tomadas de decisões. É mudar o "jeito" de ser.

Ressignificar é mudar comportamentos e pensamentos. Ressignificar é aceitar o que a vida oferece! É crer que a vida pode oferecer possibilidades de renovar!

Ressignificar a vida é um desafio para os que viveram revés na vida!

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin