Compartilhar

por Gustavo Antunes

A ferramenta em nossas mãos

Às vezes a gente acha que Deus não escuta a gente, ou estamos tão sem forças que não conseguimos enxergar a saída de uma situação ou às vezes ela parece algo impossível.
Quem nunca passou por algo do tipo? Quem nunca se sentiu assim, quem nunca parou diante de si e se viu sem forças para seguir em frente ou sem jeito para lidar com isso?

A verdade é que por vezes vamos à casa de Deus, seja essa a natureza, uma igreja ou um templo religioso, e nos sentamos sem saber bem o porquê você foi até lá, mas você foi, talvez o silêncio o conforte, talvez seja algo culturalmente ensinado, ou talvez seja apenas o seu instinto de autodefesa e sobrevivência tentando achar formas para você reagir. O fato é que nesses momentos pedimos ajuda ao alto e esquecemos do “auto”. 

Acredito que se Deus pudesse responder audivelmente a nossos sussurros de tristeza e melancolia, ele certamente diria algo como: Filho, te dei mãos para trabalhar, e ainda sim queixosos diríamos que nos deu a mão, mas não nos deu ferramentas. Certamente ele responderia que nos deu a maior ferramenta de todas, a fé, e dela deveríamos nos valer para conquistar no nosso mundo material o que queremos ou desejamos, seja saúde, seja dinheiro, seja um amor, seja felicidade, seja um carro novo ou tudo isso junto.

Analisando friamente, se a fé move montanhas, então a cabeça de quem consegue movê-las é uma arma poderosa contra os maiores males de nossa vida.

A fé é a força que move, é a força estranha pela qual a lei da atração acha caminhos para ligar a “tomada na parede certa”. 

Sendo assim, “ter fé” é a nossa capacidade de se manter em constante vibração no positivo, ou no negativo. O que nos leva a crer e refletir que a fé também pode ser negativa, e isso se comprova quando você está focado apenas no lado negativo das coisas, a vida não anda, os sentimentos negativos se acumulam no seu corpo, mais e mais, formando doenças de todos os tipos. É sua fé no negativo que te faz perder o ônibus, ser roubada, ser chacoteada, ser ignorada, ser esquecida. Afinal, você acredita que tudo isso, toda essa negatividade tem a ver com você, é especialmente feita para você, sob medida. Você não se dá o luxo de pensar que algo bom vai acontecer na sua vida ou ao seu redor, você só acredita no ruim, no ruim e no ruim. Mesmo sem querer você já imagina a situação toda ruim, a pessoa brigando com você, ela te traindo, fulano sendo falso com você, como você é um desgraçado por ser este pobre mortal.
 

Porém, como falamos em outro artigo aqui, a responsabilidade é divina! Se você mudar o foco das coisas mesmo tudo estando ruim ao seu redor (não é fácil, mas é possível), você vai ver que as coisas começam a mudar. A lei é implacável e funcional, porém se você está em uma escala de 0 à 10 no -10 não espere que ao começar pensar positivo você vai pular direto para o +10. Tudo leva um tempo, até mesmo a lei da atração necessita de um tempo para fazer isso dar certo, tudo precisa de um tempo de cura, e você também precisa deste tempo de autotrabalho para fazer dar certo e tudo melhorar.

Comece mudando o seu foco, ao invés de olhar para a televisão quebrada, olhe um pouco mais atrás e veja o sol transpassando sua janela, ao invés de ver o carro parado na sua frente, olhe o canteiro ao seu lado onde a mãe natureza faz questão de nos lembrar a todo instante que a vida passa em um tempo só dela. Olhe para outra coisa que não seja o problema, o primeiro passo é distrair a sua mente, faça com que ela saia do vício de pensar negativo das coisas, de pequenos sustos nela durante seu dia, reacostume-se a ver o lado bom, aliás, não só o lado bom, mas também o lado de como as coisas funcionam.

Reaprenda que isso também é para você, veja que foi você que acreditou no contrário, claro que você pode ter tido motivos para isso, mas agora, esqueça, afinal, já passou. Motive mais e mais pensamentos desse tipo, mostre a você mesmo que está no caminho certo. Evite pessoas negativas, você está em reabilitação, está fazendo tudo isso para o seu melhor, para o seu sucesso. Sustente suas ações, na maioria das vezes as pessoas que estão acostumadas a ver você para baixo vão se sentir ofendidas em te ver melhor, então sustente suas ações, aquelas que te fazem bem, aquelas que fazem de você a pessoa mais próxima e mais capaz de te fazer bem.

Esses são passos que fazem com que você mude sua sintonia e seu padrão vibratório. É um trabalho contínuo e que exige total atenção a você.
Use a fé a seu favor, tenha fé no seu positivo, use esta ferramenta invisível para criar uma nova realidade. Conto com você hein?

Até a próxima.

Compartilhar

Gustavo Antunes

+ artigos

Quais valores você leva para o mundo? Essa resposta é a própria manifestação da sua vida HOJE!
Meu papel no mundo é auxiliar na transformação e na mudança interna de cada pessoa, sou Terapeuta Quântico, espiritualista e comunicador social.
Acredito que a mudança começa em nós e se espalha em todos, afinal Um somos todos. Todos somos um!