por Equipe Horóscopo Virtual

Aprenda como desbloquear seus chakras

Os chakras são centros energéticos que vibram em pontos vitais de nossos corpos e são capazes de fazer que a prana - energia que nos conecta à consciência e ao conhecimento - flua livremente por nosso organismo. Por diversos motivos, estes chakras podem ser bloqueados, atraindo doenças, desconfortos e sérias crises emocionais. Os sete principais chakras estão localizados ao longo de nossas colunas vertebrais, conhecê-los é o primeiro passo para retomar o fluxo saudável de energia através de seu corpo.

Primeiro chakra: Muladhara, o chakra raiz

É responsável por nosso senso de segurança e por nossas necessidades básicas, sejam elas físicas ou emocionais. Preocupações excessivas, necessidades negligenciadas e falta de segurança bloqueiam esse chakra. Tal bloqueio leva a ansiedade e pesadelos e a sintomas físicos nos sistemas digestório e urinário, além de problemas alimentares. O desbloqueio deste chakra é alcançado com exercícios de yoga que nos conectam à terra, assim como alongamentos de perna. O uso da cor vermelha e pedras como obsidiana, turmalina preta, citrino e jaspe vermelha também ajudam a alcançar o equilíbrio.

Segundo chakra: Svadhisthanam, o chakra umbilical

Está ligado à criatividade e às atividades sexuais e em equilíbrio nos traz alegria, prazer e saúde. O bloqueio do segundo chakra nasce dos sentimentos de culpa e medo de mudança, seus efeitos vão de disfunções sexuais a melancolia e até depressão.  Para desbloqueá-lo, é preciso buscar energias femininas e conectar-se ao elemento água. A cor laranja em objetos ou até visualizações mentais também ajuda, assim como as pedras coral, opala de fogo e cristais na cor laranja. Poses de yoga que alongam o quadril, danças e uma vida sexual saudável trazem equilíbrio ao chakra umbilical.

 

Terceiro chakra:  Manipura, o chakra do plexo solar

É a fonte de nossa autoestima, aceitação e poder pessoal. Também se relaciona ao metabolismo e digestão. A não aceitação de si mesmo e dos outros, indecisão e desequilibro de poder bloqueiam o terceiro chakra, causando problemas de digestão, ganho ou perda excessiva de peso, diabetes e baixa autoestima. Para abri-lo, é preciso buscar uma alimentação balanceada e evitar bebidas e comidas que irritem o estômago. Utilizar a cor amarela e pedras como âmbar, topázio e olho de tigre, praticar poses de yoga e exercícios de pilates ou artes marciais equilibram o terceiro chakra. Como a aceitação é parte essencial para energizar este chakra, a mentalização de frases afirmativas também ajuda.

Quarto chakra: Anahata, o chakra cardíaco

O amor ao próximo, a compaixão e o amor incondicional derivam deste chakra. O apego a dores passadas, mágoas profundas e situações de extrema tristeza levam ao bloqueio deste chakra, que causa amargura, sentimentos de solidão, isolamento social e até problemas cardíacos. É preciso deixar a tristeza ir, oferecer e receber amor para desbloquear o quarto chakra. Sua cor é o verde, portanto é benéfico ficar em meio a natureza, utilizar e visualizar o verde. Realize poses de yoga que alonguem a coluna e abram o peito. Perdoe e aceite mais aos outros. As pedras que abrem este chakra são esmeralda, jade e malaquita.

Quinto chakra: Vishuddha, o chakra laríngeo

Este é o nosso centro de comunicação, controlando voz, expressão e capacidade de ouvir. Mentir, negar ou esconder suas verdades levam ao bloqueio deste chakra. Seu desequilíbrio se expressa em perda da capacidade de comunicação e ainda mais mentiras, pouco discernimento e até doenças da tiroide. O som é a forma principal de abrir o quinto chakra. Cantar, ler em voz alta, repetir mantras. Beber água também é importante, assim como a cor azul: visualizar azul, cercar-se desta cor e usar pedras como lápis-lazúli, turquesa e aquamarine. Expressar a verdade é essencial. Um chakra laríngeo equilibrado permite um reforço inclusive da comunicação não-verbal.

Sexto chakra: Ajña, o chakra frontal

É a fonte de nossa intuição, conhecimento e imaginação. É capaz de ampliar nossa percepção do mundo ao nosso redor. Desconexão com o todo e excessiva individualidade bloqueiam este chakra, levando a dores de cabeça, confusões mentais, ansiedade, fadiga e depressão. Meditação, importante para fortalecer todos os chakras, é essencial em especial para o desbloqueio do chakra frontal. Poses de yoga onde a cabeça está pressionada no chão, a cor índigo, as pedras lápis-lazúli e ametista ajudam a abrir o chakra, frutas escuras, como uva e mirtilo equilibram restauram seu equilíbrio.

Sétimo chakra: Sahaswara, o chakra coronário

Este é o chakra da espiritualidade, da iluminação, que nos conecta a sabedoria divina. Uma mente fechada, arrogância, apego às questões terrenas e não conhecer sua verdadeira posição na Terra bloqueiam este chakra. Aqueles que tem o sétimo chakra fechado tornam-se frustrados, inseguros e sem esperança. Para desbloqueá-lo, é preciso meditação, preces silenciosas - de preferência, onde aja acesso ao ar livre e luz do sol. As cores deste chakra são branco e violeta, as pedras, ametista e selenita. Poses de yoga invertidas também ajudam. Porém, o sétimo chakra só é desbloqueado se todos os outros estiverem em equilíbrio. Aqueles que o tem aberto, são pessoas de extrema paz, que irradiam seu amor e inspiram outros a seu redor.


Artigo escrito por Ana Beatriz Monteiro. 

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.