Compartilhar

por Erickson Rosa

Como lidar com emoções perturbadoras

Somos seres emocionais, que precisam diariamente lidar com suas emoções. Nossas emoções são criadas por nós, mas muitas vezes são tão poderosas que dominam seu criador. A raiva, a tristeza, a mágoa e outras emoções perturbadoras são difíceis de lidar e podem trazer muitos problemas. Essas emoções são, inclusive, consideradas inapropriadas em nossa sociedade e isso pode gerar mais problemas. Neste texto quero ajudar você a lidar com essas emoções e ensinar uma estratégia para lidar melhor com elas. 

Emoções perturbadoras 

Creio que é importante definir o que é uma emoção perturbadora. São todas as emoções que perturbam nossa mente ou coração no momento em que surgem. Essas emoções são angustiantes e nos trazem sensações negativas, e dessa forma tentamos evitar tais emoções. 

Efeito bola submersa na água 

Tentamos de várias formas nos distanciar dessas emoções. Podemos usar diversas estratégias, como negação, quando a pessoa sente raiva, por exemplo, mas diz que não tem essa emoção. Racionalização, que é quando a pessoa coloca uma explicação lógica para ficar irritada ou triste, mas sem deixar essa emoção transparecer. Projeção, quando a pessoa muda o alvo de sua raiva. O sujeito que é xingado pelo chefe e desconta no filho. 

São diversas as formas de não tomar contato com esses sentimentos. O problema é que isso pode gerar um efeito bola submersa na água. Quando tentamos submergir uma bola em uma piscina, por exemplo, fazemos força para que essa bola não suba para a superfície. Se a soltamos, dependendo de quão fundo ela está, a força com que ela sobe será maior. Imagine se tivermos várias dessas bolas submersas. Quando estivermos sensibilizados, elas poderão subir com muita força e provocar em nós reações emocionais desproporcionais às situações. 

Por isso que vemos pessoas explodindo de raiva em situações pequenas ou ficando extremamente tristes com pequenos acontecimentos. São as emoções que estavam há muito tempo enjauladas e que agora saem do fundo de nosso mundo interno para apresentarem sua demanda. 

Como lidar com as emoções 

Não prenda sua emoção, aceite e abrace-a, inclusive as emoções perturbadoras que sente. Quando sentimos raiva, não devemos negar ou excluir nossa raiva. Ela é uma emoção protetiva, que serve para protestar quando um direito nosso não está sendo atendido. Muitas vezes essa raiva acaba sendo mal dirigida, mas somente quando é negligenciada. 

Podemos aprender a pacificar nossa raiva, mas somente se tivermos consciência de sua existência e do por que esse sentimento está presente em nosso interior. A emoção perturbadora só irá gerar problemas se for ignorada, pois somente assim seguiremos essa emoção sem nos dar conta. 

Quando ignoramos nossas emoções, deixamos de observar de onde se originam e acabamos fortalecendo-as. Isso porque se a emoção gera uma força para emergir, fazemos uma força igual para mantê-la submersa. Ao desviarmos nosso foco ou nos fragilizarmos, deixamos de fazer essa força contrária e a emoção perturbadora aparece de maneira mais potente. 

Por essa razão devemos conhecer nossas emoções, ser sinceros e quando sentirmos tristeza, raiva, mágoa, rancor, culpa e tantas outras emoções, entendermos de onde elas brotaram. Empenhar nossa energia para compreender essas emoções é aumentar o conhecimento de si mesmo e assim não se tornar mais refém de nossas emoções. 

Podemos tornar essas emoções perturbadoras favoráveis, pois se elas existem são para nos ajudar e não para nos fazer sofrer.

Não deixe de ler: Autossabotagem - 3 maneiras eficazes de acabar com a procrastinação

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Psicólogo clínico laureado pela PUCRS. Atende crianças, jovens e adultos. Palestrante sobre a temática do inconsciente.

site www.coachmatinal.com.br

email [email protected]

celular (51) 99543-3715