por Paulo Bregantin

Somos palavras, somos um dito, somos um dizer

Quando pensamos, na realidade, o que temos em pensamentos são palavras, e palavras ditas por outros que entraram em nossa mente. 

As palavras descrevem o que somos quando crianças, pois é a mãe, pai, tia, tio ou quem criou essa criança, que dirá no ouvido dela o que ela será. E quando crescemos, tendemos a repetir o que nos foi ensinado. 

As palavras não precisam ser ditas, pois elas se transformam em formas e fórmulas através dos gestos, ações, reações, caricaturas, desenhos, expressões... 

As palavras abençoam e amaldiçoam, existem pessoas que carregam as palavras “bem”-ditas e as “mal”-ditas para a vida toda. 

As palavras se transformam em linguagem e a linguagem destila amor e ódio, paz e guerra, acerto e erro, certezas e incertezas. 

As palavras ditam as regras da vida, sejam elas faladas ou escritas, sim, são elas que nos norteiam para o bem ou para o mal. 

As palavras transmitem sentimentos emocionais, a altura que falamos algumas palavras podem gerar vida ou morte, amor ou tormenta, alegria ou tristeza, saúde ou doença. 

As palavras são conhecimentos, compreensão, informação e entendimento ou desconhecimento, incompreensão, desinformação e desentendimento. Ela (a palavra) navega em tudo o que fazemos ou pensamos. 

A palavra pode curar, sim, pois é através da palavra que entendemos sobre se cuidar, viver bem, aceitar a si mesmo e as diferenças dos outros. 

A palavra escrita e falada são patrimônio do humano. O que estamos fazendo com esse patrimônio? Como tenho utilizado a palavra falada ou escrita? 

O que a palavra significa para você? Já pensou que ela está em sua vida desde seu nascimento? Já pensou que ela é a sua forma maior de expressar seus sentimentos? Já pensou que ela pode mudar a forma de pensar sobre algo ou alguém?

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin