por Erickson Rosa

Conselhos para momentos difíceis

Uma coisa é certa nessa vida: todos nós passamos, estamos passando ou passaremos por momentos difíceis. Mais do que enfrentá-los, temos que superá-los, pois os momentos de dificuldades podem ser realmente desafiadores.

Mas, como exatamente superar um momento difícil? Seja uma demissão, a dificuldade financeira ou então a perda de um ente querido. Todas essas situações, guardadas suas proporções, são coisas que abalam a nossa estrutura. Porém, podemos atravessar esses momentos se tivermos consciência de 3 grandes conhecimentos que regem a nossa realidade.

3 grandes conhecimentos para superar o sofrimento

1º Tudo é impermanente 

Existe um conceito no budismo de impermanência, que significa que todas as coisas tendem a um fim. Nada é estático e eterno. Todas as coisas nesse mundo tendem a se transformar e se movimentar. Assim podemos entender que o sofrimento também não durará para sempre.

2º Desapegue-se 

O apego é o sofrimento por acreditar que as coisas são permanentes e que nunca acabarão. Se entendermos o primeiro conhecimento não sofreremos por perder o emprego ou até mesmo perder um ente querido. Claro que ficaremos tristes por perder alguém que é importante para nós, mas não precisaremos sofrer intensamente, pois há uma compreensão de que a vida funciona por ciclos e que aquele ciclo chegou ao fim. 

Sabendo disso, podemos viver a vida intensamente e aproveitar cada momento ao máximo, pois sabemos que nada dura para sempre. Nesse mesmo sentido, não há necessidade de guardarmos mágoas e nem rancor das pessoas, pois o tempo é muito curto para desperdiçarmos com emoções e sentimentos negativos.

3º Somos os criadores de nossa própria realidade 

Por mais difícil que seja acreditar nessa afirmação, a verdade é que construímos a nossa realidade através de nossa visão e ação no mundo. Quanto mais geramos benefícios às pessoas, mais os nossos méritos crescem e mais conseguimos nos movimentar. O sofrimento nesse sentido vem quando a pessoa acredita ser vítima das circunstâncias e não acredita ser possível uma mudança em sua vida. Ela pensa que por mais que tente nada mudará. 

Essa crença pode ter sido incutida em sua mente porque muitas ações suas não deram certo. Assim cria-se o que a psicologia chama de desamparo aprendido. A pessoa não tem mais ação para evitar o sofrimento e apenas crê que a vida é assim mesmo. Essa crença gera mais sofrimento, pois como diria Aaron Beck: “As pessoas vivem para confirmar sua crença”, isso significa que se uma pessoa crê que a vida é só sofrimento, todas as suas energias estão direcionadas para confirmar essa realidade. Dessa maneira, criamos a nossa própria realidade.

Se entendemos que somos os criadores de nossa própria realidade podemos mudar. Mas, como? Através do cultivo de pensamentos mais positivos e de emoções que propiciem mais felicidade. Evitando o apego e compreendendo que tudo na vida é impermanente, estaremos caminhando para uma vida mais leve.

Se você gostou deste artigo, deixe seu comentário e compartilhe com alguém que precisa realmente ler estas palavras. Espero que o sofrimento diminua em sua vida. Deixo aqui também a indicação de três artigos que escrevi sobre esse.

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.