Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

Harmonize os chakras com o yoga

O yoga serve para acalmar o nosso corpo e mente, mas também para equilibrar os nossos chakras. Quando um chakra não está em harmonia com os demais, nós podemos nos sentir mais irritados, depressivos, inseguros e até mesmo mal-amados. Pensando na sua saúde e bem-estar, descubra agora algumas poses do yoga para equilibrar os seus chakras.

 

Muladhara 

O primeiro chakra é representado pela cor vermelha, está localizado na base da coluna e é o suporte do nosso corpo: toma conta das nossas glândulas suprarrenais, ossos, músculos, coluna vertebral, quadril, pernas e pés. Quando bloqueado, nos sentimos inadequados e mal-amados. 

Pose para harmonizá-lo: 

1. Fique em pé com as pernas separadas por um metro de distância e sinta a coluna se alongar; 

2. Com o peso do corpo distribuído nos dois pés, agache-se e pressione as palmas das suas mãos em frente ao seu coração, com os cotovelos dentro da área dos joelhos e tentando manter a coluna o mais reta possível; 

3. Inspire e expire lentamente pelo seu abdômen. Mantenha a pose e a respiração de trinta segundos a três minutos; 

4. Solte as mãos, deite-se de costas e descanse por alguns minutos sentindo os efeitos dessa pose em seu corpo.

Swadhisthana 

O segundo chakra é simbolizado pelas cores laranja, roxa ou vermelha, dependendo da circunstância. Conhecido por ser o chakra do prazer, ele cuida de todo o sistema reprodutivo, tanto dos homens quanto das mulheres. Quando ele não está equilibrado, é comum cobrar-se demais e sentir-se emocionalmente instável e culpado. 

Pose para harmonizá-lo: 

1. Deite-se apoiando as costas no chão. Concentre-se na sua respiração e observe o movimento que o seu corpo faz para realizar esse movimento. Sintonize-se com a energia do céu e da terra; 

2. Dobre os joelhos apontando-os para o teto e assegure-se de deixar as solas dos seus pés fixas no chão próximas às suas nádegas. Posicione os seus braços ao lado do tronco com as palmas das mãos voltadas para o chão; 

3. Para a primeira fase, levante a sua coluna começando pelas vértebras mais baixas enquanto inspira. Volte para a posição original expirando e liberando qualquer desequilibro que haja dentro de você. Faça isso de três a vinte e seis vezes; 

4. Para a segunda fase, permaneça na posição. Inspire, segure o ar em seu pulmão por alguns instantes e expire, também esperando alguns instantes antes de inspirar de novo. Sempre esvazie completamente os pulmões até sentir a sua caixa torácica se comprimir. Repita esse exercício respiratório por, no mínimo, três vezes; 

5. Finalizando, inspire profundamente enquanto estiver com a postura elevada. Sinta a energia do chakra sendo liberada e enchendo a sua parte inferior da coluna. Inspire mais uma vez e, conforme expirar, desça a sua coluna para o chão vértebra por vértebra. Com as costas no chão, vire as palmas da sua mão para cima e alongue as suas pernas. Fique nessa posição inspirando e expirando por várias vezes, até sentir seu corpo energizado.

Manipura 

O terceiro chakra é simbolizado pelas cores amarela, verde e vermelho, ele cuida do nosso pâncreas. Responsável pela nossa relação com a matéria e poder pessoal, quando esse chakra está desequilibrado, a pessoa sente enjoo, medo e irritação. 

Para harmonizá-lo: 

1. Deite-se de bruços e com os dedos dos pés apontados para longe da cabeça. Dobre os cotovelos e pressione as palmas das mãos contra o chão junto às costelas; 

2. Inspire e empurre o corpo se afastando do chão, deixando todo o peso do corpo distribuído entre as palmas das mãos e os pés. Mantenha os calcanhares alinhados e os dedos apontados, sempre olhando para o chão; 

3. Por trinta segundos (até três minutos), segure a posição, inspirando e expirando profundamente por várias vezes, visualizando a sua respiração como uma luz invadindo o seu corpo; 

4. Para finalizar, coloque os joelhos no chão e apoie os glúteos entre os seus calcanhares enquanto posiciona as suas mãos ao longo dos quadris com as palmas voltadas para cima. Fique descansando nessa posição pelo mesmo tempo que usou para praticar essa última pose.

Anahata 

O chakra cardíaco, ele é de cor verde e amarelo ouro, cuida da glândula timo e é responsável pelo nosso sistema cardiorrespiratório e imunológico. E, é claro, ele também está ligado ao altruísmo, compaixão e ao nosso jeito de expressar os nossos sentimentos. Quando bloqueado, a pessoa se sente depressiva, angustiada, irritada, materialista e com taquicardia. 

1. Sente-se sobre os seus calcanhares (ajoelhado), com a coluna ereta e preste atenção na sua respiração; 

2. Estenda os braços para as laterais, como se fosse voar. Depois, vire as palmas das mãos em direção ao chão e faça com que os seus dedos médios se toquem à frente do seu coração, com todos os dedos retos; 

3. Cerre os seus olhos e focalize o seu olhar na ponta do seu nariz; 

4. Repita o mantra: "Humee Hum Brahm Hum" em sua mente. A cada repetição, estenda lentamente as mãos do centro do seu coração para os lados, certificando-se de manter as mãos e os antebraços paralelos ao chão, com as palmas das mãos viradas para baixo. Enquanto as suas mãos se movem, flexione o seu abdome a fim de trabalhar o seu plexo solar e diafragma; 

5. Fique com as mãos e braços na posição original e com as pontas dos dedos juntas à sua frente. Solte e relaxe o abdômen; 

6. De três a onze minutos, continue repetindo os passos 4 e 5; 

7. Para finalizar, enquanto as suas mãos estiverem no centro do seu peito, inspire profundamente. Prenda a respiração (de cinco a quinze segundos), expire e repouse as suas mãos em suas coxas. Fique sentado por alguns instantes e, com os olhos fechados, conecte-se com o prana que flui do seu coração para todo o seu corpo.

Vishuddha

O chakra laríngeo, de cor azul, lilás, rosa ou branco prateado, é responsável pela nossa comunicação e concretização de projetos. Fisicamente, ele cuida da nossa tireoide, garganta e vias respiratórias. Quando está desequilibrado, nós podemos sentir dificuldades em nos expressar e encontrar nossa verdade interior. Além disso, é comum sentir dor de dente, garganta, herpes ou alguma disfunção na tireoide. 

1. Ajoelhado, com as coxas perpendiculares ao chão e com as pernas afastadas na largura dos quadris, relaxe as suas canelas e o topo dos seus pés enquanto coloca as palmas das suas mãos na região um pouco acima dos seus quadris; 

2. Inspire e levante o seu coração. Respirando profundamente, continue movendo os seus quadris lentamente para a frente e preste atenção na sua garganta conforme você levanta o seu queixo e inclina a cabeça para trás; 

3. Com cuidado, solte a cabeça para trás em uma posição confortável e abaixe as suas mãos até os tornozelos; 

4. Concentre-se em relaxar a sua garganta. A cada vez que exalar o ar, vibre o som "hummm" em voz alta enquanto segura a posição (de um a três minutos); 

5. Para finalizar, inspire e segure a respiração por alguns instantes. Ao expirar, levante a cabeça lentamente e abaixe gradualmente os quadris até se sentar em seus calcanhares. Depois, fique na posição que for mais confortável para você e concentre-se no fluxo de sua respiração.

Ajna

O chakra frontal é simbolizado pela cor índigo, branco-azulado, amarelo ou esverdeado, ele é responsável pela saúde da glândula pituitária, dos olhos e nariz. Controlando as nossas ideias, lógica, raciocínio, observação, intuição e aprendizado. Quando bloqueado, é comum nos sentirmos muito racionais, cínicos e com a mente fechada. 

1. Ajoelhe-se e, com a coluna ereta, sente-se nos seus calcanhares, concentrando-se na sua respiração e no fluxo de prana no seu corpo; 

2. Afaste os joelhos e incline-se para a frente lentamente, até o umbigo e os seus braços tocarem o chão à sua frente. Com a coluna alongada, apoie a sua testa no chão também; 

3. Estenda os seus braços e junte as palmas das mãos. Respire longa e profundamente, visualizando a luz ao seu redor. Fique nesse estado de três a onze minutos; 

4. Para finalizar, coloque as palmas das mãos no chão para se apoiar ao se levantar, começando pela parte inferior da coluna. Levante-se aos poucos, até que a sua cabeça esteja ereta. Por fim, descanse um pouco em uma posição que seja confortável para você.

Sahasrara 

O chakra coronário é de cor violeta, branco ou dourado, ele cuida do nosso cérebro, produção de serotonina e funções mentais. Quando ele está bloqueado, nos encontramos com o nosso sofrimento interior e achamos que só podemos nos sentir felizes por meio do mundo externo. 

1. Apreciando e sentindo a luz na sua respiração, sente-se sobre os seus calcanhares e com a coluna vertebral ereta; 

2. Junte as suas mãos em formato de tigela e com as palmas voltadas para o céu, em frente ao coração; 

3. Sinta a energia que o rodeia e visualize o universo oferecendo um pedaço dele a você, usando as suas mãos como receptáculo para receber essa luz; 

4. Cerre os seus olhos e concentre-se na ponta do seu nariz. Conforme sentir-se entregue à meditação, pode fechar os olhos e focar no seu terceiro olho; 

5. Inspire e expire profundamente, sinta as energias do universo invadindo todo o seu ser; 

6. Continue nessa pose por no mínimo três minutos, recebendo todo amor, alegria e bênçãos que o universo tem para lhe dar. Para finalizar, abaixe os braços, apoie as suas mãos nas coxas e assuma a posição original. Abra os seus olhos, sinta essa energia do bem, sorria e agradeça.

Essas foram algumas poses para te ajudar a harmonizar e trabalhar a energia dos seus chakras por meio do yoga! Capriche na sessão e conte-nos os benefícios que sentiu após essa prática! 


Esse artigo foi escrito por Amanda Magliaro da Equipe Horóscopo Virtual.

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.