por Alex Nielsen

Os naipes bons e ruins do Tarot!

Neste artigo quero quebrar um grande mito que existe com relação aos Arcanos menores do Tarot.

Não existe naipes bons ou ruins no Tarot, “ponto”. São equívocos que podem prejudicar aqueles que estão iniciando seus estudos com o oráculo ou mesmo aqueles que não querem se consultar, pois tem medo das cartas negativas que podem sair.

Primeiramente, vamos compreender que são os naipes que compõem os Arcanos menores. São eles: Paus, Copas, Espadas e Ouros. Estes Arcanos, contem interpretações mais sucintas que os Arcanos maiores, que são tradicionalmente: O Mago, A Papisa, A Torre e outros. Estes naipes (Arcanos menores), no Tarot, estão ligados diretamente aos quatro elementos do esoterismo ocidental:

  • Paus – Simboliza o elemento Fogo e remete a espiritualidade, motivação interior, força, harmonia e calor humano.

  • Copas – Este naipe simboliza o elemento Água, remetendo ao emocional, às expectativas, ansiedades, estresse e sentimentos, como amor e ódio.

  • Espadas – É simbolizado pelo elemento Ar e mostra as intenções, ou seja, como a pessoa se comunica, arquiteta e se posiciona mentalmente. Mostra o intelecto.

  • Ouros – Simboliza o elemento Terra, mostrando aquilo que temos de material, desde posses até vida familiar, social e trabalho. Mostra as sensações.

Há naipes que podem retardar ou acelerar o resultado de uma situação almejada. Por exemplo, Espadas e Paus, tendem a ser mais rápidos que os outros, pois analisando pelos elementos, o Fogo e o Ar são mais ágeis.

Muitas pessoas acabam associando o naipe de Copas como algo positivo, mas pode estar sugerindo expectativas mais exageradas ou uma maior tendência a ilusões e sofrimentos. Espadas, por exemplo, muitos acreditam que sempre é referente a conflitos e brigas, mas no fundo demonstra que tudo depende de uma boa reflexão com relação às coisas, ações ou intenções. Já Ouros, nos alerta do empenho e recursos que devemos para atingir os objetivos, mas também pode sugerir ao consulente que determinadas situações podem demandar mais tempo para se ter sucesso ou também pode nos mostrar possíveis perdas. Paus nos pedem atenção, pois uma determinada situação pode estar com excesso de energia, tornando uma situação exagerada, sugerindo que dosemos nossas atitudes.

O fato é que cada Arcano, seja ele maior ou menor, tem sua luz e sua sombra, como vemos em muitos livros. O que determina é o conjunto das cartas perante a questão do consulente e claro, a interpretação aliada com a experiência do tarólogo.

O Tarot é uma ferramenta que traz o que está em nosso inconsciente à tona, nos auxiliando em nossos caminhos.

Alex Nielsen

+ artigos

Coach de Vida, Carreira e Empreendedorismo, especializado em Inteligência Emocional e PNL, Palestrante, Facilitador em Constelação Familiar Sistêmica, Mestre Reiki, Tarólogo, Comunicador da Rádio Mundial, no qual apresenta o programa Despertar Emocional e Escritor, há mais de 15 anos.