por Paula Teshima

Por que você não consegue ver o sofrimento dos animais?

Porque você está observando a situação com uma concepção muito limitada da realidade... Não está entendendo que, por trás de uma grande sombra, há sempre uma grande luz. Se você focar somente no negativo, a solução, a resposta e o esclarecimento, nunca chegarão até a sua mente. Expandir a sua consciência é olhar para a situação por um viés mais elevado. É entender que há um propósito, uma razão, pois nada acontece por acaso. Quando você tiver essa compreensão, a sua luz interior se acenderá e verá que o Criador nunca falha.

Enxergar os animais como seres fofuxos, meigos, carinhosos, graciosos e indefesos, é o mesmo que enxergar uma criança ou um bebê bonitinho. Como pode esses seres tão lindinhos sofrerem, serem abusados, abandonados, maltratados, possuírem doenças graves… Se acabaram de nascer e não fizeram nada de errado para merecer isso!?

Se você focar somente no mundo material, nas coisas que a mídia fala, nas conversas com pessoas que ainda não se despertaram dessa realidade, você continuará se sentindo injustiçado, revoltado, culpando os outros e se vitimizando.

Somos seres espirituais vivendo em corpos materiais. Possuímos uma alma que é eterna. A cada vida ou a cada reencarnação, trocamos apenas de corpo físico. Mas a nossa essência é sempre a mesma. Então, ao nascermos, viemos carregados de aprendizados, traumas, emoções e experiências provenientes de milhares de vidas passadas.

Tudo o que fazemos gera uma consequência, é a famosa lei da ação e reação. Se fizermos coisas boas, nos retornarão coisas boas. Da mesma forma, se fizermos coisas ruins, nos retornarão coisas ruins. Sempre na mesma proporção e intensidade. No entanto, esse retorno é indefinido. Pode acontecer em um segundo, duas horas, meses, anos, décadas ou somente na próxima vida. Aqui que está o problema.

Muitas pessoas não têm a consciência de entender sobre esses assuntos, pois acham que coisas invisíveis não existem. Ficam iludidas com esse mundo mais materialista. Se esquecem do propósito da encarnação. Isso faz com que elas tenham certos pensamentos, sentimentos e ações negativas, sem medir suas consequências. Creem que sairão impunes com as leis humanas, mas não percebem que as leis divinas estão agindo a todo instante, e elas nunca falham!

Portanto, se um ser já nasce com doenças graves, é muito provável que foi ele mesmo que escolheu, antes de reencarnar, nascer com essa doença para que tenha a possibilidade de transmutar energias densas criadas em vidas pregressas. No entanto, quando estamos encarnados, esquecemos daquilo que combinamos de fazer nesta vida e acabamos nos perdendo nos vícios, nos confortos e nos prazeres desta vida. Daí, criamos mais complicações, entrando em um ciclo vicioso de negatividades.

Pessoas inconscientes se perguntam: “Por que isso? Por que aquilo? Por que tenho essa dor? Por que só coisas ruins acontecem na minha vida?”, “Ele é o responsável por isso ter acontecido comigo! Vou me vingar dele!”.

Pessoas conscientes dizem: “Por que será que isso aconteceu? Vou parar um minuto para refletir. O que será que essa situação quer me dizer? Qual a mensagem que ela me traz? O que preciso mudar na minha vida para que isso não aconteça de novo?”, “Se essa coisa ruim aconteceu, é porque eu estava em uma sintonia baixa. O que eu fiz hoje? Ah, eu fiquei assistindo muita televisão… Tenho que parar de fazer isso e me conectar com coisas mais elevadas e construtivas!”, “Apesar disso ter acontecido, agradeço, pois me trouxe um aprendizado importante e agora estou muito melhor que antes!”.

Perceba a diferença de pensamentos entre essas pessoas. Quanto mais consciente, desperto e evoluído você estiver hoje, menor serão suas dores, dúvidas e sofrimentos. 

Paula Teshima

+ artigos

Escritora, Terapeuta Holística, Especialista na Espiritualidade dos Animais, Mestre em Reiki, Karuna Ki e diversos sistemas vibracionais, Espiritualista Universalista há mais de 7 anos. Autora de 5 livros na área de Espiritualidade e Desenvolvimento Pessoal. Ama os animais, a natureza e práticas meditativas.