Compartilhar

por Erickson Rosa

Como lidar com uma das grandes armadilhas que geram sofrimento

Um dos maiores enganos que podemos cometer é acreditar que o sofrimento é externo. Que ele vem de algo de fora. Normalmente, atribuímos o nosso sofrimento a coisas que acontecem em nossa vida, as situações externas. Mas na verdade o sofrimento advém de nosso estado interior e da forma com que reagimos às situações que ocorrem em nossa vida. Claro que situações adversas podem existir, mas a forma como as interpretamos e como lidamos com elas é que irá gerar o sofrimento.

Será que você está apegada(o) ao sofrimento? Descubra!

Quando sofremos, normalmente não entendemos o porquê desse sofrimento. Acreditamos que a culpa reside no outro ou nas situações, e temos a percepção de que se as situações mudarem, o sofrimento acabará. É como a percepção do nascer do sol. Quando olhamos o sol nascer, não significa que ele nasce em algum lugar, mas nossa percepção é a de que ele nasce e se põe. Entretanto, ele não se põe realmente, pois é o movimento de rotação da Terra que nos dá essa sensação. Assim temos a mesma percepção com o sofrimento e com as causas desse mesmo sofrimento.

Quando ele, o sofrimento, aparece, cremos que algo está errado e que precisamos mudar o cenário e sair rapidamente dali. Na maioria das vezes, nos comportamos de maneira a fugir da situação, negando-a ou achando culpados para ela. Esquecemos de olhar para nosso interior e de encontrar as respostas para essa situação. Não conseguimos entender qual a nossa parcela de responsabilidade sobre o que gerou esse sofrimento, porque ficamos buscando as respostas fora, quando deveríamos olhar para dentro.

Ao sofrermos, ficamos buscando formas de aliviar esse sofrimento, culpando e negando a situação. Esquecemos que a responsabilidade de nossa vida também passa por nós e que não somos vítimas das situações, mas sim agentes de nossa vida.

A origem do sofrimento e suas 3 causas

Um novo olhar

Precisamos desenvolver um novo olhar sobre o sofrimento e nossa vida. Entender que o sofrimento faz parte de nossa vida, mas que podemos entender o porquê de ele ocorrer. Não precisamos fugir do sofrimento, mas olhar diretamente para ele. Entendendo que ele brota de nosso interior e não das situações externas.

Ao mudarmos o olhar sobre o sofrimento, podemos aprender com ele. Aprender sobre nós mesmos e como estruturamos esse sofrimento. Muitas vezes repetimos esse sofrimento em nossa vida, vivendo a mesma situação com outras pessoas, sem nos darmos conta de que essa repetição na verdade é nossa.

Quando aprendemos essa importante lição podemos nos dar a liberdade de mudarmos em nossa repetição e aprendermos com o próprio sofrimento. Mas para isso devemos mudar o olhar, mudar para dentro de nós, para nosso interior. Assim deixamos de culpar os eventos externos, compreendendo que o sofrimento se estrutura primeiro dentro de nós.

Se você não consegue desenvolver esse olhar sozinho, não há problema. Não há nada de errado em buscar ajuda, em buscar apoio. Muitas vezes sofremos em silêncio sem entender o porquê de esse sofrimento acontecer em nossa vida. Mas se buscamos apoio e ajuda podemos aprender com esse sofrimento e nos libertar do padrão que nos aprisiona.

Leia mais: Entenda como a repetição pode causar sofrimento

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Psicólogo clínico laureado pela PUCRS. Atende crianças, jovens e adultos. Palestrante sobre a temática do inconsciente.