Compartilhar

por Equipe Horóscopo Virtual

O que são armadilhas inconscientes?

Em alguns momentos da vida, sentimos que não conseguimos andar para frente, que ficamos estagnados e, por isso, não conseguimos dar andamento nas diversas questões do dia a dia. Isso tudo colabora para que causemos em nós mesmos armadilhas inconscientes. Mas, afinal, o que são exatamente essas armadilhas? Por que elas nos travam, e o que precisamos fazer para nos livrarmos delas?

As armadilhas inconscientes nos prendem nos problemas e não nos permitem avançar, mesmo quando o avanço significa nos livrarmos das situações ruins. É como se estivéssemos sentindo dor e nós pudéssemos acabar com ela, mas não fazemos isso porque não conseguimos agir.

Isso pode acontecer em diversas situações da vida. Se você precisa passar em uma prova importante, mas não consegue se concentrar no estudo, se precisa mudar seu comportamento, mas tem dificuldade, ou tantos outros exemplos.

Com certeza, isso já aconteceu com você em algum momento da sua vida. Você não conseguiu superar algo ruim por preguiça, por dor, por cansaço, ou até mesmo por motivos que você nem conseguiria explicar, afinal, nem você mesmo entende. Isso é uma armadilha inconsciente, quando você não se permite andar para frente.

Saiba que você não é o único a passar por isso. Na verdade, praticamente todas as pessoas do mundo já viveram uma situação como essa e vão voltar a viver em algum momento futuro. O que não quer dizer, entretanto, que você deve se conformar em viver assim só porque é algo comum.

É possível mudar esse quadro. Há algumas ações que você pode colocar em prática para mudar essas atitudes e transformar sua vida em uma constante evolução. Mas, é importante entender que uma armadilha emocional pode voltar a qualquer momento, mesmo que você já seja uma pessoa emocionalmente preparada.

Por isso, as ações que você precisa colocar em prática, que aprenderá no decorrer deste artigo, devem ser mantidas pelo resto da vida. Veja abaixo as três atitudes que você precisa ter, de forma constante, para afugentar as armadilhas inconscientes:

1. Honestidade

Seja honesto consigo mesmo. Assuma seus verdadeiros sentimentos e emoções. Temos o terrível hábito de mentir para os outros e para nós mesmos, inclusive, a respeito do que estamos sentindo. Ignorar um sentimento fará com que ele aumente. Se você ignorar a preguiça, o cansaço, a tristeza, vergonha, ou o medo, por exemplo, eles continuarão dentro de você, crescendo e se tornando mais fortes, ou seja, você ficará sem controle sobre eles.

Quando você é honesto, facilita a aceitação dessas sensações. Dessa forma, pode trabalhá-las. Então, pergunte-se: o que te incomoda? O que está impedindo você de evoluir, ser mais feliz e se sentir mais completo? Seja profundamente honesto com você e encontre as respostas desses questionamentos. Periodicamente, repita esse processo de perguntas. Afinal, como nos sentimos agora é diferente de como vamos nos sentir no próximo mês.

Permita-se estar sempre em contato com o seu eu interior e tenha coragem de ouvir suas próprias respostas. Se você mentir para você mesmo, nada irá mudar. Ao contrário, pode ser que piore.

Quando você conseguir refletir e fizer essa análise sobre você mesmo, tente aplicar a honestidade, também, nos outros campos de sua vida (profissional e social). Tenha em mente que isso não é fácil, mas quanto mais honesto você for durante sua vida, a sensação de plenitude ficará cada vez mais próxima.

Porém, atenção: ser honesto com você e com os demais não significa, de forma alguma, faltar com o respeito, ser mal educado, atacar alguém (com palavras rudes) e ser grosseiro. Escolha o momento certo e a forma correta de falar o que pensa.

2. Responsabilidade

Depois de ser honesto e descobrir o que você sente, assuma esses sentimentos. Veja o que eles já lhe causaram de bom e de ruim e, a partir daí, tenha a responsabilidade de assumir os problemas e erros causados por suas armadilhas inconscientes e seus problemas mal resolvidos.

Descubra o que há por trás de cada sensação ruim: Por que sinto medo e de onde ele veio? Por que não gosto disso, ou daquilo? O que essa frustração já me causou que preciso consertar?

Lembre-se que situações são apenas acontecimentos cotidianos, são fatos. Quem descarrega carga emocional em cada fato são as pessoas que os vivenciam. Ou seja: a forma que você vai reagir a cada situação depende exclusivamente de você. E o que você quer para si mesmo?

Então, redefina sua forma de descarregar cargas emocionais em seu dia a dia – afinal, você terá responsabilidade por isso depois. Tenha em mente que você não é responsável por certas coisas que acontecem em sua vida. Mas você é, sim, responsável pela forma que encara as situações, as vivências e as supera.

3. Agradecimento

Você foi honesto e descobriu seus problemas. Foi responsável, assumiu cada um deles e procurou suas raízes para eliminá-los de sua vida. Depois disso, precisa praticar o agradecimento.

Agradecer por ter passado por esse problema, afinal, ele te permitiu enxergar novas possibilidades. Agradecer por ter superado o problema e, com isso, ter evoluído como pessoa.

Por fim, agradecer por tudo. Quem agradece é mais educado, gentil, honesto, responsável, grato por tudo o que tem e menos rancoroso pelo que não tem, sem falar que aproveita muito mais a vida.


Artigo escrito por Giovanna Frugis da Equipe Horóscopo Virtual.

Compartilhar

Equipe Horóscopo Virtual

+ artigos

Site esotérico completo que reúne conteúdos como astrologia, numerologia, mapa astral, runas, tarot e diversos. Serviço de consulta rápida e prática ao horóscopo diário, semanal, mensal e anual.