Compartilhar

por Erickson Rosa

Sofrimento ou felicidade? A escolha é sua

Você sabia que viver uma vida de felicidade e uma vida de infortúnios e sofrimento é uma questão de escolha? Pode parecer meio estranho isso, pois sei que parece ilógico uma pessoa escolher uma vida de sofrimentos. Quem em sã consciência escolheria o sofrimento?

Na verdade, ninguém escolhe conscientemente sofrer, mas sim de maneira inconsciente. Explicarei melhor...    

Cada pessoa possui uma forma de ver a vida, de entender cada fenômeno e evento. Um mesmo acontecimento pode ser bom ou ruim dependendo do olhar da pessoa.

Uma pessoa que gosta de atrair olhares se sentirá bem ao entrar em uma sala com várias pessoas a olhando.  Por outro lado, uma pessoa tímida irá sentir-se intimidada e até mesmo envergonhada. Veja que são duas formas diferentes de observar o mesmo evento. Isso acontece porque essas pessoas possuem crenças diferentes de si mesmas e do mundo, do funcionamento do mundo e de como as coisas são.

Durante a nossa infância e adolescência somos condicionados a interpretar como a vida é. Adquirimos essa interpretação de nossos pais, avós, cuidadores, etc. Essas pessoas por sua vez, adquiriram essas crenças de seus pais e assim por diante.

Então, essas interpretações, por muitas vezes errôneas, não são nossas, mas sim herdadas. Essas crenças do mundo e de si mesmo podem ser limitantes e sabotadoras da nossa felicidade. Uma mulher que acredita que todos os homens são ruins, irá se relacionar com homens ruins para confirmar a sua crença.

Porém, podemos mudar essas crenças! Como? É aí que entra a sua ESCOLHA.

Você pode escolher saber como fazer isso e escolher não viver mais no sofrimento gerado pelas crenças limitantes que carrega e não sabe. A escolha está em querer realizar essa mudança ou não.

Buscar uma terapia é uma ótima forma de mudar os padrões mentais que geram essa autossabotagem em sua vida. Mas, para isso é necessário que você queira sair do padrão de repetição que se estabeleceu. O problema é que muitas vezes preferimos investir em uma festa no final de semana do que querer mudar os padrões que estão enraizados, mesmo que isso signifique uma melhora em nossas vidas. Poucas são as pessoas que buscam auxílio para mudar os seus modelos mentais. Preferem continuar caindo nas próprias armadilhas que criam, sem modificar os comportamentos.

Pense o seguinte: para ter resultados diferentes precisamos de ações diferentes. Precisamos de alguém que nos mostre uma visão mais ampla sobre a atual situação que estamos vivendo. Um terapeuta pode ajudar você a ver a situação de uma forma diferente e “descongelando” a visão que tem da situação problema. Mas, para que possa ter essa ajuda é necessário que tome a decisão de mudar e de buscar ajuda. Sem essa escolha você continuará no ciclo de repetições das situações, pois se não mudarmos a nossa maneira de ver o mundo, o mundo não muda!

Se você deseja sair do ciclo de repetição dos problemas, saiba que para viver novas situações é preciso tomar novas escolhas.

Então, está pronta para decidir?

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.