Compartilhar

por Erickson Rosa

Dome seu cavalo selvagem

Todos nós possuímos um cavalo poderoso, capaz de nos levar a quaisquer lugares que desejarmos. Infelizmente, poucos são aqueles que possuem um cavalo domado. A grande maioria de nós possui um cavalo selvagem, que simplesmente não conseguimos controlar e que, por isso, nos carrega por onde ele desejar. Na maioria das vezes sem um rumo. Esse cavalo é a nossa mente.

Para saber se sua mente é um cavalo selvagem, basta fazer um pequeno teste. Busque se concentrar durante cinco minutos em apenas uma coisa. Pode ser o que você quiser. Na respiração, em uma foto, um chaveiro, qualquer coisa. Se ele for um cavalo selvagem, começará a ver que a mente não lhe obedece. Ela foge, embarca em pensamentos, gera desconfortos, também podendo gerar torpor e fazer você adormecer. Será difícil manter essa atenção. Se você tiver um cavalo domado conseguirá manter sua atenção durante esses cinco minutos. Mas não é fácil domar esse cavalo.

Além disso, essa mente selvagem carregará você para todo tipo de lugar. Por essa razão é muito comum as pessoas começarem projetos, mas não conseguirem terminar. A boa notícia aqui é que todo cavalo selvagem pode ser domado. Podemos aprender a domar nossa mente. A não sermos arrastados pelos pensamentos e simplesmente não sermos carregados pelo cavalo, mas sim orientarmos para onde queremos que ele galope.

Dicas para cultivar o controle emocional: Descubra!

A corda do cavalo

Mulher com cavalo branco e vento batendo em seus cabelos

Todo cavalo é domado por meio de uma corda. A doma é feita com uma corda que segura esse cavalo. A corda é inflexível e, mesmo que o cavalo resista, ela o segura e o mantém calmo. A corda evita que o cavalo se assuste e que assim morda quem o alimenta ou de um coice em quem vem para escovar sua crina.

Fazendo um comparativo com a mente, a meditação é nossa corda. Ela é a chave para domarmos a mente indomável. A mente que sempre foge ou que embarca nos sonhos que surgem. Ao treinarmos nossa mente na meditação unifocal, na qual colocamos nossa atenção em um único objeto, estamos domando nossa mente. Sentar e focar na respiração é uma prática de domínio da própria consciência. Estamos treinando nossa mente para que não se distraia com qualquer pensamento. Para que tenhamos foco e continuidade de nossas ações. Assim teremos mais liberdade de agir e mais energia para alcançarmos o que nos propormos.

Quando temos um cavalo domado ele é um grande amigo. Precisamos cuidar desse amigo, cuidar seu alimento, exercitá-lo. Assim ele poderá nos levar para quaisquer lugares que desejarmos. Mas se esse cavalo for selvagem, ele poderá morde-lo quando você for alimentá-lo. Ele pode jogar você de cima dele e também lhe dar um belo de um coice. Assim é com a mente. Ela pode te ajudar a chegar onde você deseja, ou lhe derrubar e sabotar sua vida inteira.

Precisamos, assim como o amigo cavalo, cuidar de nossa mente. Qual o alimento que lhe damos? Quais os pensamentos para os quais a treinamos? Treinamos nossa mente a ser calma e tranquila ou ansiosa e irritada? Que tipo de coisas estamos dando à mente? Que tipo de coisas assistimos? Essas são perguntas muito importantes para nós, pois não conseguiremos ir a lugar algum sem nossa mente.

Se não cuidarmos de nossa mente, seremos como pessoas presas em cima de um cavalo desgovernado, que vai em direção de qualquer coisa que brilhe. Não teremos domínio de nossa vida. Ao contrário, seremos prisioneiros dos impulsos de nossa mente e ficaremos apenas sofrendo com os resultados. O que você deseja ter? Um cavalo amigo ou um cavalo selvagem?


Leia também: Entenda o que é a autossabotagem e aprenda a evitá-la

Compartilhar

Erickson Rosa

+ artigos

Psicólogo clínico laureado pela PUCRS. Atende crianças, jovens e adultos. Palestrante sobre a temática do inconsciente.