O poder dos Arcanos Menores

Se você já fez alguma tiragem de Tarot ou leu um presságio online, já deve ter visto cartas muito parecida com as de um baralho comum, não é? Também deve ter lido, na interpretação, termos como Arcanos Maiores e Arcanos Menores. E, se você for uma pessoa curiosa, provavelmente ficou com dúvidas sobre esse universo, certo?

Se a resposta for “sim”, é aqui que você vai descobrir tudo sobre o tema. Quer saber o que são os Arcanos e o que eles representam no contexto do Tarot? Preparamos dois artigos especiais sobre os Arcanos — aqui vamos nos concentrar nos Arcanos Menores, explicando qual é a importância deles e como eles são estruturados no Tarot, entre outras informações.

Você encontrará nesse artigo:

Então, prossiga com a leitura para descobrir tudo sobre essas simbólicas cartas de Tarot e a importância delas para o seu autoconhecimento, desenvolvimento pessoal e tomada de decisões. Vamos nessa!

Arcanos: entenda o significado

O termo “Arcano” tem origem nas palavras latinas “arcanus” (“misterioso; enigmático; secreto”) e “arcere” (“fechar; conter”).

No contexto do Tarot, Arcano é o nome dado a cada uma das 78 cartas que compõem esse oráculo milenar. Estão divididos em dois grupos: Arcanos Maiores (22 cartas) e Arcanos Menores (56 cartas).

Cada Arcano tem seus simbolismos e significados, regendo vários aspectos da nossa vida, como emoções, personalidade, eventos e situações. Esses significados são interpretados de acordo com o momento vivido pelo consulente.

E, para fazer essa interpretação, é preciso dispor as cartas em um padrão específico e realizar a tiragem após a pergunta, a fim de obter respostas a uma determinada situação, seja para promover autorreflexão, seja para ser mais assertivo nas tomadas de decisão.

Mas não é só em tiragens que os Arcanos têm utilidade. Existe também o Arcano Pessoal, carta que revela atributos da nossa jornada individual, tendo como referência as figuras dos Arcanos Maiores. E sabia que tem uma forma de calcular o seu? Continue lendo, porque, mais à frente, você irá descobrir.

Mas vamos por partes... porque assunto é o que não vai faltar por aqui. Preparado para saber mais sobre os Arcanos Menores, os naipes do Tarot? Então venha conosco nessa incrível missão!

O que significam os Arcanos Menores?

Cartas dos arcanos menores

Os Arcanos Menores são as 56 cartas restantes do deque e se dividem em quatro subgrupos, representados pelos naipes de Paus, Copas, Espadas e Ouros. Mais à frente, vamos explicar melhor como eles são estruturados no baralho do Tarot.

Diferencie os arcanos menores dos arcanos maiores no Tarot

Eles complementam as interpretações dos Arcanos Maiores, dando novas nuances e especificidades aos insights destes, trazendo um contexto mais rico e detalhado e promovendo uma visão mais abrangente, que permitirá uma abordagem mais clara e tomadas de decisão mais adequadas.

O que são os Arcanos Maiores?

Os Arcanos Maiores são as 22 cartas ilustradas com imagens que representam os arquétipos humanos universais. Simbolizam pessoas e situações em nossa vida, trazendo à tona aspectos mais abrangentes da nossa existência e tratando também de questões psicológicas profundas e nossa jornada espiritual.

Falaremos com mais detalhes sobre os Arcanos Maiores no artigo que faz dupla com este aqui. Então convidamos você a ler o conteúdo especial sobre eles no nosso site, para ter um entendimento completo sobre o tema!

As diferenças e semelhanças entre os Arcanos Maiores e os Arcanos Menores

Além do número de cartas (22 cartas versus 56) e dos aspectos imagéticos (arquétipos versus naipes do baralho), o foco deles também é diferente. Os Arcanos Maiores representam temas mais profundos, comuns a todos; já os Menores se ocupam de assuntos do dia a dia e que nos tornam únicos como pessoas.

Os arquétipos expressam significados mais complexos, tornando-se os principais em uma leitura, já os naipes trazem sentidos mais simples e geralmente complementam os insights dos primeiros. Mas isso não quer dizer que eles não sejam relevantes, porque, ao complementarem a leitura, acabam ratificando ou retificando os rumos dos Arcanos Maiores, dando outras nuances à interpretação.

O que os Arcanos Menores representam nas cartas de Tarot?

Como dissemos acima, ainda que os Arcanos Maiores representem maior protagonismo no Tarot, por versarem sobre aspectos profundos da vida, os Arcanos Menores são extremamente relevantes, já que complementam uma interpretação.

Esses Arcanos representam nossos desafios cotidianos (eventos, emoções, experiências, convívios etc.), retratando as energias atuais de um dado contexto. Além disso, têm uma interpretação mais fácil de compreender, mais direta e específica.

Entre as temáticas relacionadas com os Arcanos Menores, podemos destacar:

- Questões práticas e desafios do dia a dia, trazendo orientações de como lidar com eles e enfrentar problemas concretos.

- Relações interpessoais, expressado a forma como se dão as dinâmicas com familiares, amigos, parceiros românticos e todo tipo de troca social, trazendo soluções para lidar com as emoções e circunstâncias.

- Trabalho e carreira, indicando meios de lidar com a rotina nessas áreas, bem como os melhores caminhos para progredir nelas.

- Anseios, desejos, planos e metas tangíveis, ajudando a superar obstáculos e tomar decisões mais conscientes.

- Aspectos emocionais, ajudando a lidar com sentimentos e entender melhor os processos internos e as conexões espirituais.

- Capacidade de expressão, abordando a forma como pensamos e comunicamos nossas ideias em várias ocasiões do dia a dia.

- Finanças e recursos materiais, orientando sobre gestão e aquisição de bens materiais, bem como caminhos de prosperidade ou carência financeira.

- Saúde e bem-estar físicos e emocionais, trazendo insights e fazendo alertas sobre a necessidade de encontrar um equilíbrio entre corpo, mente e espírito.

Como os Arcanos Menores são estruturados no Tarot?

Como você já leu, são 56 cartas dos Arcanos Menores, representando os quatro naipes do baralho. Cada naipe possui 14 cartas, numeradas de 1 (Ás) a 10, mais as quatro figuras da corte: dama, rei, valete e cavaleiro).

Conheça as cartas dos Arcanos Menores do Tarot

Depois de toda essa explicação, vamos então saber quais são as os quatro grupos que formam os 56 Arcanos Menores do Tarot? Cada naipe do baralho tem seu próprio simbolismo, trazendo ainda mais contornos para as interpretações.

Naipe de Paus no Tarot: expressa criatividade, energia, ação. Tem a ver com a nossa força de vontade e nosso empenho em conquistar nossa metas e buscar inspiração.

Ás de Paus: potencial, inspiração e novas ideias ou desafios.
2 de Paus: parcerias, momento de planejar ou tomar decisões.
3 de Paus: confiança nas próprias ideias, expansão e desejo de explorar.
4 de Paus: harmonia, celebração, alicerce e foco em objetivos comuns.
5 de Paus: tensão, conflitos e competitividade.
6 de Paus: conquista, autoconfiança e reconhecimento do próprio esforço.
7 de Paus: perseverança, determinação, necessidade de se manter firme.
8 de Paus: atividade e mudanças rápidas, indicando momento de agir.
9 de Paus: restabelecimento, resiliência, necessidade de descanso.
10 de Paus: responsabilidades, alta sobrecarga e desgaste.
Valete de Paus: busca pelo que move, descoberta e novas iniciativas.
Cavaleiro de Paus: movimento, ação e necessidade de avaliar a própria intensidade.
Rainha de Paus: segurança, capacidade de acreditar em si mesmo e independência.
Rei de Paus: empreendedorismo, inspiração, aceitação das próprias qualidades.

Naipe de Copas no Tarot: versa sobre relacionamentos, conexão com os outros e com o próprio interior, além de espiritualidade.

Ás de Copas: início de algo inspirador (amor, romance ou amizades).
2 de Copas: união, parceria e conexão profunda e inigualável.
3 de Copas: alegria e celebração de pessoas ou situações.
4 de Copas: avaliação, tédio e insatisfação.
5 de Copas: perda, arrependimentos e luto.
6 de Copas: otimismo, nostalgia e desejo de aprender.
7 de Copas: escolhas, atenção ao entorno, consciência da transitoriedade.
8 de Copas: concretização, desapontamento e revés emocional.
9 de Copas: realização, satisfação, celebração e regozijo.
10 de Copas: felicidade, harmonia e família unida.
Valete de Copas: sensibilidade, espírito sonhador e inocência.
Cavaleiro de Copas: realização emocional, encantamento e movimento.
Rainha de Copas: empatia, intuição e compaixão.
Rei de Copas: equilíbrio, necessidade de olhar para dentro e senso de autoridade.

Naipe de Espadas no Tarot: está ligado ao intelecto, ao pensamento e às ideias. Traz racionalidade, senso de reflexão e consciência sobre tomada de decisão.

Ás de Espadas: novas ideias, clareza mental, problemas de comunicação.
2 de Espadas: escolhas, decisões difíceis, equilíbrio delicado.
3 de Espadas: dor emocional, infidelidade e separação.
4 de Espadas: solitude, pausa necessária, repouso e regeneração.
5 de Espadas: conflitos internos, fracassos e perda.
6 de Espadas: transição leve, superação e progressos.
7 de Espadas: ludíbrio, furtividade, decepção e falsidades.
8 de Espadas: autolimitação, restrições e prisão mental.
9 de Espadas: pesadelos, preocupação, ansiedade e angústia.
10 de Espadas: ruptura, infortúnio e fim de um ciclo.
Valete de Espadas: ímpeto, mente afiada e capacidade de análise.
Cavaleiro de Espadas: determinação, destemor, poder de decidir e proatividade.
Rainha de Espadas: raciocínio lógico, independência e natureza vingativa.
Rei de Espadas: lógica, justiça e clareza de ideias.

Naipe de Ouros no Tarot: simboliza materialismo, estabilidade e pragmatismo. Define nossa relação com o que é material, terreno, palpável. Fala também de trabalho, dinheiro e finanças.

Ás de Ouros: oportunidade, prosperidade e sucesso material.
2 de Ouros: equilíbrio, adaptação e habilidade para driblar problemas.
3 de Ouros: colaboração, trabalho em equipe e necessidade de planejamento.
4 de Ouros: necessidade de entender outras perspectivas, estabilidade, segurança.
5 de Ouros: prejuízos materiais, isolamento e adversidades.
6 de Ouros: manipulação, generosidade e desejo de compartilhar.
7 de Ouros: paciência, investimento, recompensas em longo prazo.
8 de Ouros: dedicação, aprendizado e êxito por meio do esforço.
9 de Ouros: independência, merecimento e recompensas.
10 de Ouros: conclusão, metas cumpridas e conquistas.
Valete de Ouros: boas notícias, oportunidades financeiras e apoio para realizar metas.
Cavaleiro de Ouros: trabalho duro, determinação e progresso gradativo.
Rainha de Ouros: ambição, prioridade quanto a valores e segurança.
Rei de Ouros: estabilidade, disciplina financeira, conclusão de metas de longo prazo.

Essas são as palavras-chave que ajudam a entender a energia de cada Arcano Menor, bem como o significado geral de cada naipe. Se você quiser entender mais sobre essas fabulosas cartas de Tarot e outros elementos do baralho, acesse o nosso conteúdo completo!

Qual é o significado dos naipes bons e ruins nas cartas de Tarot?

É muito comum que, por experiência própria (numa tiragem ou leitura de prognóstico) ou senso comum, associemos um caráter “benéfico” ou “maléfico” a uma carta — ou, no caso dos Arcanos Menores, também os naipes como um todo.

Mas será que realmente existem naipes bons ou ruins isoladamente no Tarot? Vamos entender melhor, falando sobre esses atributos e o conceito de “bom” ou “ruim”.

Naipes bons

Os naipes bons seriam aqueles que trazem respostas positivas e satisfatórias. Sendo assim, ser “bom”, nesse sentido, vai depender do contexto de vida de uma pessoa, da pergunta feita e da associação a outra ou outras cartas.

Surpreenda-se com os diferentes tipos de Tarot

Então, só há como saber se o naipe é bom depois que a carta é tirada; mas, isoladamente, os naipes podem gerar identificações ou aversão. Por exemplo, quem tem uma personalidade mais proativa pode se identificar com o naipe de Paus, que é regido pelo elemento Fogo e tem esse ímpeto. Pessoas de mente ágil se associam a Espadas, que é regido pelo Ar, elemento do intelecto. Mas isso não tem a ver com as previsões que a carta traz em uma tiragem.

Naipes ruins

Da mesma forma que não há como apontar um naipe bom, também não temos como dizer que existem naipes ruins. O que pode existir é a experiência de ter feito uma consulta e recebido uma resposta negativa, que apareceu na figura de um determinado naipe — criando essa associação ruim.

Isso, entretanto, não significa que aquele naipe será sempre sinônimo de coisas negativas. Além disso, quando uma carta traz como resultado um desafio ou tensão, ela também pode apresentar a oportunidade de aprendizado, melhoria, transmutação de pontos fracos em potencialidades. Pode haver algo positivo dentro de um prognóstico adverso.

Além do mais, como os Arcanos Menores representam situações pontuais, temporárias e que podem vir a ser contornadas, sempre há chance de virar o jogo.

Portanto, o que podemos concluir é que não existem naipes (ou cartas) bons ou ruins. O que existe são as nossas experiências com as previsões que os Arcanos entregam em uma consulta.

As figuras da corte e os 4 elementos

Montagem com os quatro elementos

Mais acima, você viu que mencionamos algo sobre elementos da natureza, certo? Pois você sabia que cada naipe é associado a um desses elementos? E, além dos naipes, as quatro figuras da Corte também são associadas a eles.

Veja a relação desses aspectos no esquema abaixo:

Fogo:

- Representa a energia, a paixão, a proatividade, a determinação, o ímpeto e a vitalidade, conectando-se à transformação e à purificação.
- Está associado ao naipe de Paus.
- Rege a figura do Rei.

Água

- Representa as emoções, o subconsciente, a profundidade, o mistério, a fluidez, a intuição e a compaixão.
- Está associada ao naipe de Copas.
- Rege a figura da Rainha.

Ar

- Representa o pensamento, o intelecto, as habilidades de comunicação e de expressão, a clareza mental, o raciocínio, a inspiração, a expansão, o movimento e a liberdade.
- Está associado ao naipe de Espadas.
- Rege a figura do Cavaleiro.

Terra

- Representa a estabilidade, as bases sólidas, o realismo, a riqueza, a prosperidade, as finanças, a paciência e a conexão com a natureza.
- Está associada ao naipe de ouros.
- Rege a figura do Valete.

Conheça o significado dos Números no Tarot

Assim como as figuras da corte trazem sua simbologia própria, associada aos elementos, as cartas numeradas — Ás (1) a 10 — também assumem um significado numérico próprio, independentemente do naipe ao qual ela pertença.

Como os números têm muito poder e energia, a Numerologia também se une ao oráculo para trazer ainda mais significado para a nossa vida. Nesse sentido, vale a pena também considerar o significado numérico do Tarot também nos Arcanos Menores. Confira a seguir!

Significado do número 1 no Tarot: princípio de tudo, energia de criação, inteligência e pioneirismo. No negativo, traz egocentrismo e rigidez.
Significado do número 2 no Tarot: dualidade, cooperação, diplomacia, espírito colaborativo. No negativo, traz indecisão e incerteza.
Significado do número 3 no Tarot: perfeição, comunicação, intelecto, criatividade, habilidades de expressão. No negativo, traz falsidade, superficialidade e pessimismo.
Significado do número 4 no Tarot: realização, estabilidade, materialidade, moral e regras. No negativo, traz inflexibilidade, teimosia, crítica exacerbada.
Significado do número 5 no Tarot: mudanças, saúde, busca por novos ares. No negativo, traz inquietação, ansiedade e irresponsabilidade.
Significado do número 6 no Tarot: postura ética, idealismo, apuro estético e valorização do lar, da família e do coletivo. No negativo, traz obstáculos e conflitos.
Significado do número 7 no Tarot: espiritualidade aflorada, solitude, apreço pela natureza, introspecção e intuição aflorada. No negativo, traz melancolia e reclusão.
Significado do número 8 no Tarot: realização, liderança, ação. No negativo, traz pedantismo, desejo por poder e improbidade.
Significado do número 9 no Tarot: final de ciclo e preparo para um novo começo, tolerância. No negativo, traz autossacrifício, decepção e potencial fracasso.
Significado do número 10 no Tarot: avaliação, transição, capacidade de análise, força e harmonia. É considerado um número perfeito, porém é preciso se atentar para não ficar empacado.

Curiosidades sobre os Arcanos Menores

Qual é o Arcano mais forte?

É muito complexo apontar um Arcano que seja mais forte, especialmente no grupo de Arcanos Menores, em que há a influência dos elementos da natureza e da Numerologia.

Além do mais, cada naipe tende a se ocupar de algumas áreas específicas, versando sobre os temas correspondentes a elas. Por exemplo: Copas fala de relacionamentos; Ouros fala de dinheiro. Qual temática seria a mais forte?

Ou se falarmos da carta em si: o 1 (Ás) é matematicamente menor que o 9. Mas cada um dita um aspecto diferente — enquanto o Ás fala de novos começos, o 9 está encerrando um ciclo, para oportunizar o início de outro.

E a tiragem também é uma jornada particular de cada pessoa. Ainda mais em se tratando dos Arcanos Menores, que versam sobre aquilo que nos torna únicos. Nosso momento, contexto e objetivo são o que vão definir a força das cartas. E o poder também se encontra na forma como vamos lidar com os desafios e oportunidades.

Como descobrir meu Arcano Pessoal?

O Arcano Pessoal é a nossa carta de nascimento e revela características essenciais da nossa personalidade, sendo calculado com base na data em que viemos ao mundo. Ele é baseado nas 22 figuras dos Arcanos Maiores.

Para descobrir seu Arcano Pessoal, você precisa somar os números do dia, mês e ano em que você nasceu. Vamos dar um exemplo para ilustrar melhor.

Alguém que tenha nascido em 15 de outubro de 1990.

- 15 (dia) + 10 (mês) + 1990 (ano) = 2015 (um resultado de quatro dígitos)
- Agora precisamos reduzir para que o resultado seja menor ou igual a 22.
- 2 + 0 + 1 + 5 = 8.
- Feito! O Arcano Pessoal dela é A Justiça: uma natureza justa e equilibrada, que assume todas as “broncas” do que faz, chamando a responsabilidade para si. Porém, devido ao seu senso de justiça, tende a entrar bastante em conflitos. E o desejo em ser correto pode levar a demorar na tomada de decisões, já que tende a pesar muito as consequências.

Agora tente fazer com o seu e veja qual é o resultado! Se quiser ter uma pista sobre as principais características do seu Arcano Pessoal, é só navegar pelo site e consultar todos os conteúdos sobre o tema.

Estude como o Tarot Online pode te ajudar à distância

Ainda que os Arcanos Menores sejam vistos como complementos aos Maiores, neste artigo você pôde desmistificar esse conceito. Mesmo que deem esse colorido a mais numa interpretação, isoladamente eles têm suas próprias energias, sua força e uma representatividade bastante relevante. Se você curtiu este artigo, compartilhe e espalhe o conhecimento. E aproveite para fazer um tour pelo site e descobrir outros conteúdos tão interessantes quanto este!

Confira também: