por Silvia Ligabue

Atendimentos psicológicos online, você sabe o que é isso?

Como tudo se renova, não seria diferente com a Psicologia. Acompanhar a evolução dos tempos, é mais do que se adaptar às novas possibilidades, é também se fazer ouvir por aqueles que estão abertos para este progresso.

A orientação Psicológica online é uma forma de aconselhamento que tem como objetivo esclarecer informações, o bem-estar psicológico e a solução de problemas pontuais. O Conselho Federal de Psicologia é o órgão que no Brasil regulamenta legalmente as atividades profissionais dos psicólogos em todo o território nacional. Este Conselho, no primeiro artigo da sua Resolução Nº 12/2005, reconhece os serviços psicológicos realizados por meios tecnológicos de comunicação à distância, desde que sejam pontuais e informativos, e as orientações psicológicas não excedam a 20 encontros ou contatos virtuais, síncronos ou assíncronos. A duração dos atendimentos bem como os presenciais, é de 50 minutos e se dá através de videoconferência.

A psicoterapia online é uma prática permitida em países como o Canadá, Reino Unido e os Estados Unidos e que tem produzido resultados eficazes. No Brasil, com eficácia comprovada, só se dá a orientação psicológica online de natureza focal e breve.

Onde a ética, que engloba inclusive o sigilo, continua sendo de suma importância nesta pratica.

Pesquisadores em 2011 e 2014, comparando a efetividade da terapia via videoconferência com a terapia presencial, não encontraram diferenças significativas entre as duas modalidades. Empresas disponibilizam este trabalho para seus funcionários que tratam em sua maioria, das necessidades relacionadas com questões ligadas ao trabalho.

Embora ainda falar sobre terapia no ambiente organizacional seja tabu, por haver uma idealização por parte do mundo organizacional que as pessoas que o habitam sejam seres inabaláveis.

No atendimento online perdemos a leitura corporal de nosso cliente que é um fator considerado como importante na psicoterapia presencial, mas contamos com a possibilidade de se manter a comunicação visual e o acolhimento da nossa expressão de olhar, o que garante ao terapeuta a proximidade com seu cliente.

Outra vantagem é a de que o contato com o ambiente fica menos favorecido e com isso o terapeuta e cliente ficam ainda mais focados em si mesmos. Possibilita auxiliar pessoas que têm dificuldades de sair de casa e também as questões da própria contemporaneidade, como falta de tempo, deslocamentos por viagem a trabalho, patologias como fobia social, síndrome do pânico, conflitos familiares e de casal, entre outros.

Embora terapeuta e cliente estejam fisicamente distantes, sentados nos seus espaços, estão unidos pela tecnologia, que lhes permite partilhar emoções, pensamentos e a busca de soluções para suas dores.

Não devemos esquecer ainda que a terapia nos traz a possibilidade para mudar o que não mais nos traz ganhos e a nos ensinar a trocar culpa por responsabilidade, para que a nossa vida tenha fluidez, além da coragem para encarar os riscos e crescermos com este aprendizado, independente do formato presencial ou online.

Se somos seres conectados por afinidade, não é a distância que separa as pessoas, e sim a escolha que se faz desta possibilidade. 

Silvia Ligabue

+ artigos

Psicóloga Transpessoal e facilitadora do "Encontro de Mulheres Online".

site silvialigabue.com.br

facebook /SilviaLigabueTerapias

fone (11) 2865-4845

email [email protected]

instagram @silvialigabueterapias

celular (11) 99129-6351

youtube SilviaLigabueTerapias