por Giovanna Sapienza

Caridade

Em vários momentos de nossas vidas ouvimos falar sobre caridade, todas as religiões nos ensinam a desenvolver este sentimento e hoje nós vamos falar um pouquinho mais a respeito. Sem sombra de dúvidas a caridade é louvável e extremamente importante para o desenvolvimento da nossa sociedade, mas é muito importante analisarmos nosso posicionamento e compreensão a respeito deste tema.

Já sabemos a importância da caridade abnegada e o quão transformadora ela é, mas a minha pergunta aqui é: Você é caridoso consigo mesmo?

Pois é, a caridade deve começar dentro do seu âmago, de você para você mesmo, trabalhando e reconfortando seu Eu superior. Sem esta vivência nunca saberemos a importância real da caridade e nem teremos a dimensão total de seu poder transformador. Só podemos oferecer algo de bom para as pessoas quando estamos preenchidos de coisas boas e, infelizmente, ainda não temos a capacidade de reproduzir sentimentos que ainda não tivemos chance de sentir.

Fique atento ao seu posicionamento, antes de realizar grandes projetos de assistência perceba se você também está se assistindo em todas as suas necessidades. Hoje mais do que nunca o mundo precisa de pessoas que vivam plenamente sentimentos de amor e desenvolvimento consciencial. De nada adianta rodarmos pelos quatro cantos do globo praticando a caridade com os outros se estamos completamente longe de nosso Eu superior, praticando diariamente o autoflagelo e machucando nosso íntimo com críticas severas e comportamentos autodestrutivos.

Pense nisso!

Giovanna Sapienza

+ artigos

Terapeuta Holística, Jornalista e espiritualista, fundadora do projeto Saber Pleno. Amante de arte, comunicação e natureza, já estuda espiritualidade e novos caminhos para saúde e bem estar há 5 anos. Acredita muito nas relações pessoais, nos processos energéticos e nos bons sentimentos como caminho para uma vida feliz.

Frase de cabeceira: “A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.”